Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/558
Título: Sutura manual em cólon comparando os acessos laparoscópico e laparotômico: estudo experimental em cães
Título em inglês: Manual Suture in cólon comparing the accesses Laparoscopyc and laparotômico: experimental study in dogs
Autor(es): Regadas, Sthela Maria Murad
Coorientador(es): Regadas, Francisco Sérgio Pinheiro
Palavras-chave: Laparoscopia
Suturas
Cirurgia Colorretal
Anastomose Cirúrgica
Data do documento: 1999
Citação: REGADAS, S. M. M. (1999)
Resumo: O objetivo deste trabalho foi desenvolver experimentalmente a técnica laparoscópica de endo-sutura manual em colon comparando os resultados com o acesso laparotômico. Foram operados 28 cães machos, mestiços, com peso corporal médio de 16 kg, distribuídos em dois grupos com 14 animais cada. Os animais do grupo I foram operados pelo acesso laparotômico enquanto os do grupo II pelo acesso laparoscópico. Cada grupo foi distribuído em dois subgrupos com 7 animais cada. Os animais do subgrupo A foram relaparotomizados no 7º dia do pós-operatório e os do subgrupo B no 14º dia do pós-operatório. Sob anestesia geral endovenosa sem entubação endo-traqueal, foi realizada uma incisão no cólon sigmoide com tesoura em aproximadamente 45% do diâmetro da alça, sendo em seguida suturada em plano único, extra-mucoso, com pontos separados e com fio absorvível de polidioxanona 000 (PDS®). A avaliação da sutura consistiu da análise macroscópica, do teste de tensão da sutura e do estudo histológico qualitativo realizado por dois patologistas. O tempo operatório médio no acesso laparotômico foi de 25,3 minutos e de 36,4 minutos no acesso laparoscópico, sendo esta diferença estatisticamente signicante (p= 0,001). Não ocorreu complicação trans e / ou pós-operatória, constatando-se integridade da sutura em todos os animais de ambos os grupos. A pressão média do teste de tensão da sutura foi de 222,86 mmHg. em ambos os grupos, não ocorrendo ruptura da sutura em nenhum animal. Não existe portanto diferença significante entre as pressões registradas no teste de tensão da sutura. A análise histológica das amostras obtidas no 7º e 14º dia de pós-operatório demonstrou resposta inflamatória mais extensa no grupo laparotômico pois a reação inflamatória restringia-se à muscular externa e serosa no grupo laparoscópico. Conclui-se portanto que no presente modelo experimental, a endo-sutura manual laparoscópica pode ser utilizada pois apresentou os mesmos resultados do acesso laparotômico quanto à ocorrência de complicações e ao teste de tensão da sutura. O tempo operatório nos procedimentos laparoscópicos foi maior embora com redução significante e diretamente proporcional à obtenção de experiência pela equipe cirúrgica. Também apresentou menor resposta inflamatória em extensão.
Abstract: The aim of this study is to experimentally develop a technique of laparoscopic hand-sewn endosuture, as compared to the conventional method. Twenty-eight male dogs weighing an average of 16 kg. were operated on. They were divided into two groups with 14 animals each. Group I comprised animals operated on by the conventional method, while those in Group II were laparoscopically approached. Each of such groups was further divided into two ones, each comprising seven animals. Those belonging to Group A were sacrificed on the 7th postoperative day and those belonging to Group B were sacrified on the 14th postoperative day. General anesthesia was performed without endo-tracheal intubation. The sigmoid colon was severed with scissors to the extent of 45% of its diameter, followed by extramucosa, one-layer polydioxanona 000 (PDS®) suture. Suture evaluation was undertaken through macroscopic analysis, sutures tension test and qualitative histologic test carried out by two pathologists. The mean operative time for conventional procedures was 25,3 minutes, while the laparoscopic group required 36,4 minutes. No postoperative complications ensued. Sutures in both groups were intact. The mean pressure obtained by the suture tension test was 222,86 mmHg in animals of both groups, without any no suture rupture. Histologic analysis showed a more extensive inflammatory response in the conventional group; as for the laparoscopic one, inflammation was restricted to the serosa and the external muscular layers. No statistical test was required on account of the similarity of results concerning to suture’s integrity and complications. Nonetheless, Levene’s test was used to verify animals’ weight, t-Student test compared the mean operative time and Kruskal-Wallis test verified the similar results of suture’s tension test. One thus concludes that laparoscopic hand-sewn endosuture is a feasible alternative, yielding the same results obtained in the conventional group as far as the efficacy and the safety of the technique are concerned. This alternative procedure also produces a less inflammatory response. An intensive training in experimental animals is nonetheless required.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/558
Aparece nas coleções:DCIR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1999_dis_smregadas.pdf134,93 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.