Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5609
Title in Portuguese: Efeitos do dimesilato de lisdexanfetamina em ratos : relevância como modelo animal do episódio de mania
Author: Queiroz, Ana Isabelle de Gois
Advisor(s): Macêdo , Danielle Silveira
Co-advisor(s): Lucena, David Freitas de
Keywords: Transtorno Bipolar
Dextroanfetamina
Estresse Oxidativo
Issue Date: 2012
Citation: QUEIROZ, A. I. de G. Efeitos do dimesilato de lisdexanfetamina em ratos : relevãncia como modelo animal do episódio de mania. 2012. 83 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: O Transtorno Afetivo Bipolar é um transtorno mental severo que acomete cerca de 1,5% da população mundial e se caracteriza pela oscilação de humor entre a depressão e a mania, interferindo no desempenho do indivíduo em termos pessoais e profissionais, bem como sendo responsável por alto número de suicídios. Todos esses fatores o caracterizam como um problema de saúde pública. Seu mecanismo fisiopatológico ainda não é totalmente conhecido e o arsenal terapêutico atual ainda é escasso, necessitando de contínuas pesquisas nesse âmbito. Observando a necessidade de maior disponibilidade de modelos animais de mania para maiores pesquisas é que o estudo objetivou investigar um novo modelo animal de mania. O desenho experimental da pesquisa seguiu os critérios para determinar um modelo animal que são: a validade de face (onde busca-se mimetizar no animal comportamento característico na doença), validade de constructo (a fisiopatologia da doença) e a validade preditiva ( se os medicamentos já estabelecidos para determinada doença são capazes de reverter e prevenir os efeitos do fármaco que induz a patologia). Logo, o presente trabalho se propôs a investigar a atividade do Dimesilado de Lisdexanfetamina (LDX), pró-fármaco que ao ser metabolizado a d-anfetamina passa a exercer sua atividade psicoestimulante como possível agente em um modelo animal de mania. O tratamento com D-ANF induz hiperlocomoção e é considerado como um modelo animal de mania bipolar já estabelecido. Por isso, procurou-se determinar as alterações comportamentais e de estresse oxidativo induzidas pela administração via oral sub-crônica de LDX, bem como a reversão e prevenção deste efeito ao tratar os ratos com lítio, medicamento protótipo como estabilizante do humor. Um aumento significativo no comportamento locomotor foi induzido por LDX (10 e 30 mg/Kg). Para determinar os efeitos de Lítio (Li) nas alterações induzidas por LDX nos ratos do grupo reversão, o protocolo seguiu a administração de LDX (10 ou 30 mg / Kg) ou solução salina durante 14 dias. Entre os dias 8o e 14o os animais receberam Li (47,5 mg / kg, ip) ou solução salina. No protocolo de prevenção, os ratos foram pré-tratados com solução salina ou Li antes da administração de LDX. Os níveis de Glutationa Reduzida (GSH) e de peroxidação lipídica foram determinados no córtex pré-frontal (PFC), hipocampo (HC) e estriado (ST) de ratos. Constatou-se que o Lítio preveniu a hiperlocomoção induzida por LDX, nas doses de 10 e 30 mg/kg, mas somente reverteu a hiperlocomoção quando utilizada a dose de 10 mg/ kg de LDX. Além disso, ambas as doses de LDX diminuíram o conteúdo de GSH (em ST e PFC), enquanto que Li foi capaz de reverter e prevenir estas alterações, principalmente no PFC. LDX (10 e 30 mg / kg) aumentou a peroxidação lipídica, que foi revertida e prevenida por Li. Diante dos resultados em termos de hiperlocomoção e estresse oxidativo demonstrou-se que o LDX conseguiu induzir tais parâmetros, se mostrando como uma promessa de modelo animal alternativo de mania.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5609
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_aigqueiroz.pdf779,12 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.