Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56135
Title in Portuguese: Caraterização espacial da acessibilidade ao trabalho formal e informal da população de baixa renda em Fortaleza.
Author: Pinto, Davi Garcia Lopes
Loureiro, Carlos Felipe Grangeiro
Sousa, Francelino Franco Leite de Matos
Motte-Baumvol, Benjamin
Keywords: Segregação urbana
Solo urbano - Uso
Política urbana
Transporte - Planejamento
Acessibilidade
Transporte urbano
Trabalhadores pobres
Issue Date: 2020
Citation: PINTO, Davi Garcia Lopes ; LOUREIRO, Carlos Felipe Grangeiro; SOUSA, Francelino Franco Leite de Matos; MOTTE-BAUMVOL, Benjamin. Caracterização espacial da acessibilidade ao trabalho formal e informal da população de baixa renda em Fortaleza. In: CONGRESSO DE PESQUISA E ENSINO EM TRANSPORTES. 34º., 100% Digital, 16 a 21 nov. 2020. Anais [...], [s.l]: Editora: Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2020.p.2106-2118.
Abstract in Portuguese: Em Fortaleza, tem-se observado um crescimento das desigualdades socioespaciais na acessibilidade ao trabalho. Não se sabe, entretanto, o impacto do mercado de trabalho informal nessas desigualdades. Portanto, o objetivo geral deste artigo é caracterizar espacialmente as diferenças nos níveis de acessibilidade ao trabalho formal e informal da população de baixa renda em Fortaleza. Inicialmente, estimou-se a distribuição espacial dos indivíduos de baixa renda e das oportunidades de empregos formais e informais direcionadas a eles. Em seguida, mensurou- se os níveis de acessibilidade a cada tipo de emprego através da seleção de um indicador adequado. Finalmente, comparou-se as diferenças observadas, buscando avaliar como estas variam sobre o território. As análises corroboraram a hipótese de que os níveis de acessibilidade aos empregos informais da população de baixa renda são melhores que aos empregos formais. Também se verificou que, dentre os empregados informalmente, os trabalhadores domésticos estão sujeitos aos piores níveis de acessibilidade.
Abstract: In Fortaleza, inequalities in job accessibility among different socioeconomic groups has grown. H owever, the impact of the informal labor market on these inequalities is unknown. Therefore, the main objective of this paperis to spatially characterize the differences in levels of accessibility to formal and informal jobs of the low-income population in Fortaleza. First, the spatial distribution of low-income individuals was estimated, as well as the formal and informal jobs for this group. Then, the levels of accessibility for each type of employment was measured through the selection of an adequate indicator. Finally, the differences were compared, seeking to assess how they vary across the territory. The analyses corroborated the hypothesis that the levels of accessibility to informal jobs are better than to formal ones for the low-income population. I t was also found that, among informally employed workers, domestic workers are subject to the worst levels of accessibility
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56135
metadata.dc.type: Artigo de Evento
ISBN: 978-65-89319-00-9
Appears in Collections:DET - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_eve_dglpinto.pdf4,88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.