Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56701
Title in Portuguese: Urbanização, segundas residências e turismo na zona costeira do Piauí
Title: Urbanization, second residences and tourism in the Piaui Coastal Zone
Author: Pessôa, Fabiana da Silva
Advisor(s): Pereira, Alexandre Queiroz
Co-advisor(s): Araújo, Enos Feitosa de
Keywords: Urbanização
Segundas residências
Turismo
Zona costeira do Piauí
Issue Date: 2020
Citation: PESSÔA, Fabiana da Silva. Urbanização, segundas residências e turismo na zona costeira do Piauí. 2020. 339 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: O Piauí, único Estado nordestino que não tem sua capital localizada no litoral, possui uma linha de costa de apenas 66 km de extensão, pertencente a quatro municípios piauienses: Cajueiro da Praia, Ilha Grande do Piauí, Luís Correia e Parnaíba, que juntos compõem a Zona Costeira do Piauí. Apesar da reduzida linha de costa, este território tem papel de destaque nos contextos econômico, histórico e social do Estado desde sua ocupação e formação, que remontam à segunda metade do século XVIII. Na atualidade, este detém atrativos e serviços que o colocam em destaque sob diversos segmentos, dentre eles: lazer, turismo – ecológico, de negócio e de sol e mar –, comércio, saúde, educação, energia, extrativismo, entre outros, que propiciam a (re)produção de espaços urbanos e as dinâmicas no processo de urbanização. É sob esta conjuntura que se justifica a importância de entender a urbanização da Zona Costeira piauiense ocorrente nos espaços urbanos, aqui considerados a zona urbana e os espaços litorâneos de todos os municípios deste território. Frente a um estudo prévio, chegou-se à conclusão de que, na contemporaneidade, há três vetores urbanos que se sobressaem na produção e reprodução dos espaços urbanos do território costeiro do Estado, quais sejam: os aspectos socioespaciais, as segundas residências e o turismo. Mediante a essa determinação, estabeleceu-se a problemática da pesquisa: Na dimensão da urbanização e valorização dos espaços litorâneos, como os vetores – aspectos socioespaciais, segundas residências e turismo – atuam na urbanização e produção de espaços urbanos na Zona Costeira piauiense? Para alçar as respostas para tal questão, objetivou-se analisar os vetores urbanos – aspectos socioespaciais, segundas residências e turismo – na configuração da urbanização, valorização e (re)produção dos espaços urbanos da Zona Costeira piauiense. Para a análise dos vetores aqui estabelecidos foram utilizadas metodologias distintas, mas adequadas para cada vetor. O vetor “aspectos socioespaciais” foi analisado a partir de dados referentes ao recorte temporal de 1990 a 2018 dos espaços urbanos dos municípios que compõe a ZC piauiense, que foram organizados em cinco categorias: fatores populacionais, econômicos, sociais, estruturais/locacionais e institucionais. O vetor “segundas residências” foi analisado através de dados do IBGE sobre domicílios de uso ocasional, bem como por meio da pesquisa de campo e da aplicação de questionários aos proprietários e/ou ocupantes destes domicílios. O vetor “turismo” foi analisado a partir de pesquisa de campo, que identificou os tipos e formas de ocupação da Zona Costeira voltadas para o turismo, como também por meio da aplicação de questionários a proprietários e/ou funcionários dos meios de hospedagem. No tocante à estrutura, esta tese foi organizada em 4 capítulos, além da introdução e conclusão, intitulados i) A Zona Costeira piauiense; ii) A formação territorial e urbanização da zona costeira do Piauí; iii) Aspectos socioespaciais da Zona Costeira piauiense; iv) As segundas residências e turismo: As práticas marítimas modernas na urbanização da zona costeira piauiense.
Abstract: Piauí is the only northeastern state that does not have its Capital located in the coast, has a line of coasts of only 66km long, belonging four piauiense municipalities: Cajueiro da Praia, Ilha Grande do Piauí, Luís Correia and Parnaíba, that together make up the Piauí Coastal Zone. Despite the reduced line of coast, this territory has a prominent part in the economical, historical and social contexts of the state since its occupation and formation, which go back to the second half of the 18thcentury. Nowadays, this holds attractions and services that put it in highlight under various sectors, among them: leisure, tourism— ecological, of business and sun and the sea—commerce, health, education, energy, extractivism, among others, that provides the (re)production of urban spaces and the dynamics in the urbanization process. It is at this juncture that the importance of understanding the urbanization of the piauiense Coastal Zone taking place in the urban spaces, here considered, the urban zone and the coastal spaces of all municipalities in this territory. In front of a previous study, we concluded that, in contemporaneity, there are three urban vectors that stand out in the production and reproduction of the urban spaces of the coastal territory of the state, whatever they may be: socio-spatial aspects, the second residences and tourism. Through this determination, the research problem was established: In the dimension of urbanization and enhancement of coastal spaces, such as the vectors- socio-spatial aspects, the second residences and tourism—acts in the urbanization and production of urban spaces in the Coastal Zone of Piauí? To elicit the answers to this questions, the objective was to analyze the urban vectors – socio-spatial aspects, the second residences and tourism – in the urbanization configuration, valorization and (re)production of urban spaces in the Coastal Zone of Piauí. For the analysis of the vectors established here, distinct but adequate methodologies were used for each vector. The “socio-spatial aspects in the Coastal Zone of Piauí” was analyzed from data related to the time frame from 1990 to 2018 of the urban spaces of the municipalities that composes the CZ piauiense, that were organized in five categories: population, economic, social, structural/local and institutional factors. The vector “second residences” was analyzed through IBGE data about occasional households, as well as through field research and application of questionnaires to the owners and / or occupants of these households. The “tourism” vector was analyzed through a field research that identified the kinds and forms of occupation of the Coastal Zone, focused on tourism, as well as application of questionnaires to owners and/or employees of the accommodation facilities. Regarding the structure, this thesis was organized in four chapters, besides introduction and conclusion: i) The Piauiense Coastal Zone; ii) Territorial formation and urbanization in the Coastal Zone of Piauí; iii) Socio-spatial aspects of the Piaui Coastal Zone; iv) The Second residences and tourismo: modern maritime practices in the urbanization of the Piaui Coastal Zone.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/56701
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DGR - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_tese_fspessôa.pdf8,27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.