Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/580
Título: Decomposição da desigualdade da renda, determinantes da pobreza e intensidade do crescimento pró-pobre em setores e regiões do Brasil
Autor(es): Pereira, Dilson José de Sena
Orientador(es): Barreto, Flávio Ataliba Flexa Daltro
Palavras-chave: Crescimento econômico
Desigualdade de renda
Mercado de trabalho
Data do documento: 2008
Editor: Pereira, Dilson José de Sena (2008)
Resumo: A Tese intitulada “DECOMPOSIÇÃO DA DESIGUALDADE DA RENDA,DETERMINANTES DA POBREZA E INTENSIDADE DO CRESCIMENTO PRÓ-POBREEM SETORES E REGIÕES DO BRASIL.” está estruturada em três artigos. O primeiro artigoé intitulado “ANÁLISE DA DESIGUALDADE DE RENDA E SEUS DETERMINANTES NAS REGIÕES DO BRASIL: EVIDÊNCIAS PARA O PERÍODO 2002 A 2005.” no qual se investiga o grau de desigualdade da renda familiar entre as regiões brasileiras e seus determinantes no período 2002-05. Os resultados indicam que a desigualdade intra-região é a componente que mais contribui para a desigualdade da renda no país. Na segunda parte do artigo os resultados corroboram à hipótese segundo a qual variáveis idênticas provocam impactos diferenciados no logaritmo da renda familiar per capita em cada uma das regiões.Por fim, com uso da Decomposição de Oaxaca asseverou-se que o efeito regionalização ganha importância ao longo do período e efeito diferenciação na dotação de fatores se reduz, mas ainda figura como o principal responsável pela diferenciação da renda entre as regiões. Sua redução sugere um processo de homogeneização na dotação de atributos entre os indivíduos das regiões.O segundo artigo intitulado “CRESCIMENTO PRÓ-POBRE: DIFERENÇAS DE INTENSIDADE ENTRE RURAL E URBANO NO PERÍODO 2002-2005” tem com premissa a análise da relação entre o crescimento econômico verificado na primeira metade da década atual e o comportamento da distribuição de renda. A ênfase principal desse trabalho é verificar, nas regiões brasileiras, se o crescimento é mais “pró-pobre” no meio urbano que no meio rural. A metodologia de análise emprega a técnica desenvolvida por Kakwani, Khandker e Son (2004), que utiliza as medidas de pobreza Proporção de Pobres (P0), Hiato de Pobreza (P1) e Severidade da Pobreza (P2) para quantificar e qualificar a magnitude do crescimento como “pró-pobre” ou não “pró-pobre”. Os resultados apontam predominância do crescimento econômico de natureza pró-pobre, sugerindo que a redução da pobreza se fez presente em todas as regiões e setores, mas sua intensidade não é suficiente para acreditar numa redução da distancia que separa a região Nordeste das demais regiões, exceção feita a região metropolitana.O Terceiro artigo intitulado “TRANSFERÊNCIAS GOVERNAMENTAIS E PARTICIPAÇÃO NA FORÇA DE TRABALHO” analisa o impacto das transferências do governo sobre a participação na força de trabalho (PTF) com base nas informações dos censos demográficos de 1991 e 2000. São mensurados e analisados os efeitos dos determinantes da participação na força de trabalho brasileiro por meio de um modelo de utilidade randômica. Observa-se que as transferências públicas de renda exercem forte impacto na disposição dos indivíduos de se engajarem no mercado de trabalho. Outras variáveis importantes para explicar a participação na força de trabalho são a localização geográfica dos municípios, o nível de educação e as taxas de fertilidade.-
Abstract: Thesis named " DECOMPOSITION OF INEQUALITY OF INCOME, DETERMINANTS OF POVERTY AND INTENSITY OF THE PRO-POOR GROWTH IN SECTORS AND REGIONS OF THE BRAZIL" is organized on three articles. The first one entitled "analysis of inequality income and their determinants in Brazilian´s regions: as having evidence for the years 2002 to 2005" in which it investigates inequality income degree between the Brazilian´s regions and their determinants in the period 2002-05. The results indicate that inequality intraregion is sharply bad and this element contributes to inequality income in the country. The second part of article it has results that one corroborate for assumption such similar variables cause a differential impact on the logarithm of household income per capita in each of the regions. Finally, using the decomposition of Oaxaca, assured the regionalization effect incorporated a new force over the period. The effect, said, of differentiation to factors allocation is reduced further remains as the main responsible for income contrasted between regions. It suggests an equal reduction in the allocation of attributes between those regions. The second article "PRO-POOR GROWTH: DIFFERENCES IN INTENSITY BETWEEN RURAL AND URBAN, EVIDENCE FOR THE PERIOD 2002-2005" is the premise of the relationship between economic growth recorded in the first half of the decade and the current behavior to income distribution. Then emphasis is on checking in Brazilian regions, where does in fact growth is more "pro-poor" in urban than in rural areas. The methodology of analysis employs the technical developed by Kakwani, Khandker and Son (2004), which uses the measures of poverty Poor (Proportion P0), Hiato Poverty (P1) and Poverty Severity (P2) quantifying-qualifying issue growth as "pro-poor" or not one. Results show predominance the core of economic growth pro-poor, and suggesting that poverty reduction was present in all regions and sectors, but its intensity is not enough to believe a reduction of distance that separates the region northeast of other regions. Third article issued " GOVERNMENT INCOME TRANSFERS AND LABOR FORCE PARTICIPATION" investigates the impact for governmental changing on based on information through population censuses 1991-2000. They are measured and analyzed the effects of the determinants of presence on Brazilian labor force through a utility randomly model. It appears that publics changing income is strong important for impact on individuals provision to engage in labor market. Other variables that affected significantly the labor force participation are geographic localization, education and fertility.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/580
Aparece nas coleções:CAEN - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_tese_djspereira.txt228,97 kBTextVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.