Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58424
Title in Portuguese: A antropologia de Feuerbach como crítica à religião: conceituação do homem e natureza
Title: Feuerbach's anthropology as a critique of religion: conceptualization of man and nature
Author: Carneiro, Brena de Castro Nunes
Advisor(s): Chagas, Eduardo Ferreira
Keywords: Homem
Deus
Natureza
Religião
Teologia
Ateísmo
Antropologia
Man
God
Nature
Religion
Theology
Atheism
Anthropology
Issue Date: 2021
Citation: CARNEIRO, Brena de Castro Nunes. A antropologia de Feuerbach como crítica à religião: conceituação do homem e natureza. 2021. 96 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2021.
Abstract in Portuguese: A crítica religiosa feita por Ludwig Andreas Feuerbach (1804-1872) é constituída por uma ressignificação que tem o homem como objeto principal da religião. Com isso, desenvolve o que ficou conhecido como ateísmo antropológico.Neste texto desenvolvemos alguns pontos que julgamos ser importantes para tal contribuição de análise acerca do tema. Demonstramos como Feuerbach entende a essência da religião como essência antropológica. Analisamos o que o autor entende por religião e por teologia; a religião cristã, como manifestação dos sentimentos e desejos humanos, e como a mesma é envenenada pelas doutrinas teológicas; as concepções de natureza nas religiões panteístas e no cristianismo e como se dá a relação do homem com ela em ambos momentos. A teoria do homemintegral só atinge a sua completude através de uma análise que conceituao homem como ser individual, sensível e plural, sua relação com a religião e sua relação com a natureza. Feuerbach pretende a superação da alienação religiosa através da emancipação da consciência e do reconhecimento do homem com o seu meio. Assim, este trabalho tem por objetivo central tratar da teoria do homem integral defendida pelo filósofo alemão. Para tanto, perpassamos por debates que julgamos ser de suma importância para a defesa de tal argumentação. Para amparar nossa pesquisa, utilizamos como obra principal “A essência do cristianismo”(1841). Porém, também desenvolvemos leituras minuciosas de outras obras que julgamos interessantes para compor a argumentação da pesquisa, tais como “Preleções sobre a essência da religião”(1851), “A essência da religião”(1846), “Princípios da filosofia do futuro”(1843) e “Para a crítica da filosofia de Hegel” (1839). Para apoio secundário, foi feita uma revisão bibliográfica de comentadores que também trabalham o tema da antropologia feuerbachiana.
Abstract: The religious criticism made by Ludwig Andreas Feuerbach (1804-1872)is constituted by a reframing that has man as the main object of religion.With this, he develops what became known as anthropological atheism. In the following text, we will develop some points that we believe are important for such an analysis contribution on the theme. We will demonstrate how Feuerbach understands the essence of religion as an anthropological essence. We will analyze what the author understands by religion and what he understands by theology. The Christian religion as a manifestation ofhuman feelings and desires and how it is poisoned by theological doctrines. The conceptions of nature in pantheistic religions and in Christianity and how the relationship between man and her occurs in both moments. The integral man theory only reaches its completion through an analysis that conceptualizes man as an individual, sensitive and plural being, his relationship with religion and his relationship with nature. Feuerbach intends to overcome religious alienation through the emancipation of conscience and the recognition of man with his environment. Thus, the work in question has as its central objective to deal with the theory of integral man defended by the German philosopher. For this, we will go through debates that we believe to be of paramount importance in defending such arguments. To support our research, we used as the main work The essence of Christianity(1841). However, we also developed detailed readings of other works that we found interesting to compose the arguments of such research, such as, Lectures on the essence of religion(1851), The essence of religion(1846), Principles of the philosophy of the future(1843) and For the critique of Hegel's philosophy(1839).For secondary support, a bibliographic review was made of commentators who also work on the theme of Feuerbachian anthropology
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58424
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_dis_bcncarneiro.pdf827,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.