Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5843
Título: Juventudes e meio ambiente: práticas e processos educativos dos jovens do entorno da Lagoa do Opaia
Título em inglês: Youth and environmental: practice and process of young people around the Opaia lake
Autor(es): CRUZ, Maria Auxiliadora Gadelha da
Orientador(es): MATOS, Kelma Socorro Lopes de
Palavras-chave: Educação ambiental – Lagoa do Opaia (Fortaleza - CE)
Educação ambiental – Fortaleza (CE)
Programa Nacional de Educação Ambiental
Temas Transversais
Práticas Educativas
Atividades Curriculares
Conteúdos da Formação de Professores
Prática de Educação Ambiental
Educação Ambiental
Juventudes
Meio Ambiente
Environmental Education
Youth
Environment
Educação ambiental – Vila União (Fortaleza - CE)
Jovens - Vila União (Fortaleza - CE)
Data do documento: 2009
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: CRUZ, M. A. G. ; MATOS, K. S. L. (2009)
Resumo: This study analyses the social and environmental education process of young people around the Opaia Lake. Checks this work and their relations with the Lake and how to put forward the issues related to environmental. Identifies the schools situation located in the Vila União (neighborhood area around the Opaia Lake) and projects for environmental education against the Government Programs. The schools analyzed were: Manuel Cordeiro Neto (Elementary and High School); Papa João XXIII (Elementary School) and José Aurélio Câmara (Elementary and High School). In two of them (Papa João XXIII and José Aurélio Câmara) were applied eighteen interviews with students, teachers and principals, in addition to a group focus with ten students. Emphasis was given to the participation of these group on The Child and Youth Environment Conference. The visits occurred in the period between 2005 and 2008. The study put the Opaia Lake in the context of environmental crisis and the growing environmental movement within the new social movements. Were studied, at first, the concept of youth and Environmental Education, and reviewed government programs tied to the object of study: the Continuing Training of Teachers for Environmental Education, Youth and the Environment and Chico Mendes Education Program. For this was verified the need for contextualise the Vila União, its history and where the process of occupation occurred around the Opaia Lake, building a history of youth groups operating in the 1970s and 1980s: the Vila União Youth Group (GRUJOVIUN), Travessia Group and ETA Group. Analyzing these groups is possible to identify the start of an environmental concern, and the relationship established with the Opaia Lake in that period. The study found that although there is no continuity from the Child and Youth Conference for the Environment in schools. The work of environmental education occurring in times like the weeks of Environment or the State Science Fairs. Indeed, few teachers are involved with this environmental issues, despite the efforts of some that identified with the issues dealing with environmental problems in schools. Remains the identification of issues with Science and geography teachers as subjects are close to ecological issues. There is a need for interdisciplinary work that will enable environmental education for the whole school. The students want to participate on the Environmental Education and they also worry about the problems from the Opaia Lake. The schools still unaware of the developed programs by the Environment and Education Ministry. Especially the National Program for Environmental Education and claim a larger monitor on the continuing environmental education.
Abstract: O presente trabalho analisa processos educativos socioambientais de jovens, moradores do entorno da Lagoa do Opaia. Verifica a atuação desses jovens, suas relações com a Lagoa e como se colocam diante das questões relacionadas à problemática ambiental. Diagnostica, ainda, a situação de escolas localizadas no bairro Vila União, área do entorno da Lagoa do Opaia, identificando projetos de educação ambiental e atuação frente aos Programas Governamentais. As escolas estudadas foram: Escola de Ensino Fundamental e Médio Gal. Manuel Cordeiro Neto; Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Papa João XXIII; e Escola de Ensino Fundamental e Médio Cel. Prof. José Aurélio Câmara. Em duas delas (Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Papa João XXIII e Escola de Ensino Fundamental e Médio Cel. Prof. José Aurélio Câmara) foram aplicadas dezoito entrevistas com alunos, professores e diretores, além de um grupo focal com dez alunos da Escola de Ensino Fundamental e Médio Cel. Prof. José Aurélio Câmara. Foi concedido destaque à participação de jovens dessas escolas nas Conferências Infanto-Juvenil de Meio Ambiente, assim como os desdobramentos previstos pela Conferência relativos à atuação dos participantes. As visitas ocorreram no período entre 2005 e 2008. O estudo situa a Lagoa do Opaia no contexto da crise ambiental e de crescimento do movimento ecológico no interior dos novos movimentos sociais. Foram estudados, prioritariamente, os conceitos de Juventudes e Educação Ambiental, e examinados os programas governamentais vinculados ao objeto de estudo: a Formação Continuada de Professores de Educação Ambiental, o Programa Juventude e Meio Ambiente e o Programa Educação de Chico Mendes. Para tanto, foi verificada a necessidade de contextualizar o bairro Vila União, sua história e onde ocorreu o processo de ocupação do entorno da Lagoa do Opaia, construindo um histórico de grupos juvenis com atuação nas décadas de 1970 e 1980: o Grupo de Jovens da Vila União - GRUJOVIUN, o Grupo Travessia e o Grupo Êta. Ao analisar esses grupos, é possível identificar o nascimento de uma preocupação ambiental, além da relação estabelecida com a Lagoa do Opaia naquele período. O estudo constatou que, ainda, não há uma continuidade, da Conferência Infanto-Juvenil para o Meio Ambiente nas escolas, relativa à organização das Comissões de Qualidade de Vida, “Com-Vidas”. Os trabalhos voltados para a Educação Ambiental ocorrem de forma pontual, ou seja, em momentos como as Semanas do Meio Ambiente ou nas Feiras de Ciências. Efetivamente, poucos professores estão envolvidos com as questões ambientais, apesar dos esforços dos diretores e dos professores mais identificados com as questões que abordam os problemas ambientais nas escolas. Persiste a identificação da temática com professores de Ciências ou Geografia, como disciplinas de caráter próximo às questões. Há necessidade de trabalhos interdisciplinares que possibilitem uma educação ambiental para toda a escola. Existe nos alunos pesquisados vontade de participação quanto à Educação Ambiental, como também preocupação com a Lagoa do Opaia. As escolas ainda desconhecem os Programas desenvolvidos pelos Ministérios do Meio Ambiente e da Educação, em especial o Programa Nacional de Educação Ambiental e reclamam um maior acompanhamento no tocante à Formação Continuada em Educação Ambiental.
Descrição: CRUZ, Maria Auxiliadora Gadelha da. Juventudes e meio ambiente: práticas e processos educativos dos jovens do entorno da Lagoa do Opaia. 2009. 152f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5843
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_Tese_MAGCruz.pdf9,21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.