Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58678
Title in Portuguese: Geografia escolar e tecnologias digitais: desafios da prática docente diante do ensino remoto emergencial (ERE)
Author: Oliveira, Vitória Valentim de
Advisor(s): Oliveira, Christian Dennys Monteiro de
Keywords: Geografia escolar
Ensino remoto
Tecnologias digitais
Prática Docente
Issue Date: 2020
Citation: OLIVEIRA, Vitória Valentim de. Geografia escolar e tecnologias digitais: desafios da prática docente diante do ensino remoto emergencial (ERE). 2020. 35 f. Monografia (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: A instrumentalização das práticas de ensino das disciplinas escolares através de formações e capacitações para a obtenção da técnica e manuseio das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação vem sendo praticada desde a formação inicial de docentes. Este processo advém da necessidade que a educação contemporânea tem de acompanhar o desenvolvimento das transformações técnicas, científicas e informacionais. É papel da geografia escolar possibilitar aos sujeitos escolares o desenvolvimento de práticas sociais cidadãs críticas e reflexivas, além de construir conhecimentos sobre o espaço em que estão inseridos, enriquecendo consciências capazes de realizar múltiplas análises diante a sua atuação no meio social. Seguindo o processo de instrumentalização, a inserção das TDICs no ensino de geografia permite um maior envolvimento na relação professor-conhecimento-aluno, potencializando o ensino-aprendizagem. A partir dessas noções, traçamos um caminho que nos leva ao cenário atual da adaptação forçada e imediata que foi imposta para a comunidade escolar em meio a situação da crise sanitária decorrente da pandemia da COVID-19: o Ensino Remoto Emergencial, caracterizado pelo desenvolvimento de atividades curriculares por meio digital. Desta forma, com a parceria do Projeto Dimensões Essenciais da Docência em Situação de Crise (DEDSC), o presente trabalho analisa os desafios (possibilidades e impossibilidades) da prática docente do ensino de Geografia escolar, por meio do Ensino Remoto Emergencial (ERE), com o subsídio das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação. Com o foco voltado para os efeitos causados pelo Ensino Remoto nas práticas dos professores de geografia do ensino básico de Fortaleza, constatou-se o enfrentamento a desafios marcados em vários setores. Entre esses, podemos destacar a desigualdade de acesso à internet e às tecnologias digitais; as precárias condições do home office; a brusca adaptação das metodologias para o formato remoto, uma vez que é evidente a insatisfação dos professores com as estratégias oferecidas pela secretaria de educação em apoio às suas práticas; e também, a complexidade de acompanhamento de aprendizagem dos alunos. O ensino remoto, mesmo que permeado de dilemas, impasses e dúvidas, está condicionando aos educadores da disciplina de geografia uma batalha desafiadora, mas, ao mesmo tempo, reflexiva quanto ao planejamento pedagógico, ao uso das ferramentas digitais, ao processo significativo de ensino-aprendizagem e, especialmente, às transformações do ensino de geografia escolar.
Abstract: The instrumentalization of teaching practices of school subjects through training and qualifications to obtain the technique and handling of Digital Information and Communication Technologies has been practiced since the initial training of teachers. This process stems from the need of contemporary education to follow the development of technical, scientific and informational changes. It is the role of scholar geography to enable school subjects to develop critical and reflective citizen social practices, in addition to construct knowledge about the space where they are inserted, enriching consciences capable of carrying out multiple analyzes before their performance in the social environment. Following the instrumentalization process, the insertion of DICTs in the teaching of geography allows a better involvement in the teacher-knowledge-student relationship, potentiating teaching-learning. From these notions, we trace a path that takes us to the current scenario of forced and immediate adaptation that was imposed on the school community due to the situation of the health crisis resulting from the COVID-19 pandemic: Emergency Remote Teaching, characterized by the development of online curriculum activities. Thus, with the partnership of the Essential Dimensions of Teaching in Crisis Situation Project (EDTCSP), the present paper analyzes the challenges (possibilities and impossibilities) of the teaching practice of scholar Geography, through Emergency Remote Teaching (ERT), with the subsidy of Digital Information and Communication Technologies. With a focus on the effects caused by Remote Teaching on the practices of geography teachers in primary education in Fortaleza, it was possible to face challenges measured in several sectors. Among these, we can highlight the inequality of access to the internet and digital technologies; the precarious conditions of the home office; the sudden adaptation of the methodologies to the remote format, since it is evident the dissatisfaction of teachers with the strategies offered by the education department in support of their practices; and also, the complexity of monitoring students' learning. Remote teaching, even if permeated by dilemmas, impasses and doubts, is making geography teachers a challenging battle, but reflective at the same time, in terms of pedagogical planning, the use of digital tools, the meaningful process of teaching-learning and, especially, to the transformations of educational geography teaching.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58678
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:GEOGRAFIA-LICENCIATURA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_tcc_vvoliveira.pdf548,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.