Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/60142
Title in Portuguese: O trabalho como estrutura fundamental do ser social na ontologia de György Lukács
Title: Work as a fundamental structure of social being in György Lukács's ontology
Author: Sousa, Jaireilson Silva de
Advisor(s): Silva Filho, Adauto Lopes da
Keywords: Ontologia
Ser social
Trabalho
Salto ontológico
Reprodução
Ontology
Be social
Work
Ontological leap
Reproduction
Issue Date: 2021
Citation: SOUSA, Jaireilson Silva de. O trabalho como estrutura fundamental do ser social na ontologia de György Lukács. 2021. 127 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2021.
Abstract in Portuguese: Pretendemos, com a presente dissertação, explicitar que o trabalho, enquanto estrutura fundamental para a fundação e o desenvolvimento do ser social, é responsável pela constituição do ser humano. Para tanto, tomamos como fundamento teórico, a ontologia elaborada pelo filósofo húngaro György Lukács que apresenta as premissas para a compreensão da gênese do ser social. Do mesmo modo, não podemos esquecer as contribuições de Karl Marx para o entendimento da formação do ser social, pois em seus Manuscritos econômico-filosóficos o trabalho é apresentado como a categoria responsável pela produção e reprodução da vida humana. A nova concepção de ser, inaugurada por Marx e retomada na ontologia de Lukács, rompe com as concepções tradicionais acerca do ser social, reconhecendo o caráter histórico e dinâmico para a sua compreensão. Assim, o trabalho na concepção de Marx e Lukács contribui para a superação da animalidade e para o salto ontológico em direção à constituição do ser social ocorrido gradualmente. Ainda apresentamos o modo como o trabalho se efetiva no processo de reprodução, importante para a correta investigação do trabalho na ontologia lukacsiana que conduz para além do próprio processo originário do ser social, alcançando tendências reprodutivas tanto orgânicas quanto sociais. Assim, objetivamos investigar a gênese ontológica do homem e de seus complexos sociais, tomando como hipótese interpretativa o processo do trabalho como responsável pela fundamentação e desenvolvimento do ser social. Por fim, tomamos como orientação metodológica a pesquisa de âmbito teórico, partindo da análise da obra Para uma ontologia do ser social de Lukács, principalmente à sua abordagem das categorias trabalho e reprodução e de suas contribuições para a constituição do ser social.
Abstract: We intend, with this dissertation, to explain that work, as a fundamental structure for the foundation and development of the social being, is responsible for the constitution of the human being. For that, we take as theoretical foundation, the ontology elaborated by the hungarian philosopher György Lukács that presents the premises for the understanding of the genesis of the social being. Likewise, we cannot forget Karl Marx's contributions to the understanding of the formation of the social being, as in his Economic-philosophical Manuscripts the work is presented as the category responsible for the production and reproduction of human life. The new conception of being, inaugurated by Marx and taken up in Lukács' ontology, breaks with traditional conceptions about social being, recognizing the historical and dynamic character for its understanding. Thus, the work in the conception of Marx and Lukács contributes to the overcoming of animality and to the ontological leap towards the constitution of social being that took place gradually. We also present how work is carried out in the reproduction process, which is important for the correct investigation of work in lukacsian ontology that leads beyond the original process of the social being, reaching both organic and social reproductive trends. Thus, we aim to investigate the ontological genesis of man and his social complexes, taking as an interpretive hypothesis the work process as responsible for the foundation and development of the social being. Finally, we took as methodological orientation the theoretical research, starting from the analysis of Lukács' work For an ontology of social being, mainly to his approach to the categories of work and reproduction and their contributions to the constitution of social being.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/60142
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_dis_jssousa.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.