Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6043
Título: Autoavaliação institucional: estudo de sistemas de educação corporativa em bancos de desenvolvimento brasileiros
Título em inglês: Institutional self-evaluation: a study of corporate education systems in Brazilian development banks
Autor(es): MARINELLI, Marcos
Orientador(es): LIMA, Marcos Antônio Martins
Palavras-chave: Evaluation of corporate education systems
Sustainable development
Responsabilidade dos empregadores na educação - avaliação
Bancários – treinamento – avaliação
Educação de adultos – avaliação
Bancos de desenvolvimento
Data do documento: 2013
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: MARINELLI, M.; LIMA, M. A. M. (2013)
Resumo: Esse estudo relata a geração e sistematização de conhecimentos, levando a reflexões conceituais, teóricas e aplicadas sobre sistemas de educação corporativa. Parte do pressuposto de que inexistem processos de autoavaliação institucional para sistemas de educação corporativa, aplicados de forma intencional e sistemática, em bancos de desenvolvimento brasileiros com abrangência regional ou nacional que possuem universidade corporativa. Apresenta como objetivos a verificação de diagnóstico das práticas, das dimensões e fatores de educação corporativa nessas instituições, possibilitando a proposição de modelo de autoavaliação institucional. Vale-se de metodologia quadripolar, expressa nos polos epistemológico, teórico, morfológico e técnico. Considera, ainda, a adoção de abordagens multirreferenciais – métodos analítico e comparativo, e análises sistêmica e crítica. O estudo das categorias educação, desenvolvimento e avaliação possibilita delimitar suposições e marcos epistemológicos e teóricos que fundamentam a proposição de modelo de autoavaliação. Em sua elaboração é considerada a análise de oito modelos de avaliação, incluindo visões nacionais, europeias e norte-americanas, valendo-se de uma perspectiva multirreferencial, que incorpora as dimensões econômica, sociopolítica, ambiental e de gestão, dialeticamente articuladas, tendo como pano de fundo o desenvolvimento sustentável. Esse modelo procura conciliar as perspectivas humanista e construtivista, com seus focos no aprendiz, na autorrealização, com a abordagem crítica, que se norteia pelos resultados da aprendizagem, notadamente com a mudança social, e com uma vida melhor, a partir da autocrítica e da consciência reflexiva dos atores envolvidos no processo de educação corporativa. O modelo proposto serve de insumo para a composição dos instrumentos de pesquisa, sendo analisados em pré-teste e utilizados na pesquisa de campo. Utiliza técnicas qualitativas (entrevista, grupo focal e pesquisa documental), e quantitativas (aplicação de questionário) sendo os dados analisados mediante análise de conteúdo e análise estatística descritiva e inferencial. A amostra envolveu dois bancos de desenvolvimento, com aplicação dos instrumentos junto a 184 sujeitos. O pressuposto foi validado junto aos participantes do grupo de pré-teste, dos dois gestores dos sistemas de educação corporativa entrevistados, dos quatro grupos focais dos dois bancos pesquisados, bem como a partir da análise documental. O instrumento (Apêndice 2) demonstrou alto nível de consistência interna, com coeficiente Alfa de Cronbach superior a 0,900 para os critérios considerados na avaliação do questionário (relevância 0,946, utilidade 0,940 e viabilidade 0,938). A aplicação do instrumento (Apêndice 2) com os grupos focais e treinandos aponta que a média geral das dimensões do questionário foi relevante, útil e viável. Os resultados apresentados permitem elaborar um conjunto de evidências sobre a situação dos sistemas de educação corporativa nos bancos de desenvolvimento brasileiros estudados, identificando as principais características (dimensões, fatores e variáveis) necessárias à proposição de modelo de autoavaliação institucional para sistemas de educação corporativa em bancos de desenvolvimento brasileiros.
Descrição: MARINELLI, Marcos. Autoavaliação institucional: estudo de sistemas de educação corporativa em bancos de desenvolvimento brasileiros. 2013. 441f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6043
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013-TESE-MMARINELLI.pdf6,86 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.