Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/60631
Title in Portuguese: Aspectos anatômicos de reparos da região interforaminal mandibular e suas correlações clínico-cirúrgicas: estudos com tomografia computadorizada de feixe cônico e revisões sistemáticas da literatura
Author: Barbosa, Daniel Almeida Ferreira
Advisor(s): Costa, Fábio Wildson Gurgel
Co-advisor(s): Kurita, Lúcio Mitsuo
Keywords: Anatomia
Mandíbula
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico
Estudo Observacional
Issue Date: 20-Jul-2021
Citation: BARBOSA. D. A. F. Aspectos anatômicos de reparos da região interforaminal mandibular e suas correlações clínico-cirúrgicas: estudos com tomografia computadorizada de feixe cônico e revisões sistemáticas da literatura. 2021. 215 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2021.
Abstract in Portuguese: Forame mentual (FM), loop anterior (LA), forame mentual acessório (FMA), foramina lingual (FL) e tubérculos genianos (TG) são importantes reparos anatômicos mandibulares que devem ser detalhadamente avaliados por tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) quando do planejamento de intervenções cirúrgicas. Nesse contexto, a presente tese apresenta cinco capítulos que têm como objetivos principais, respectivamente: 1) realizar revisões sistemáticas (RS) sobre estudos que avaliaram fraturas dos TGs (capítulo 1), FL (capítulo 2) e o FM e LA (capítulo 3) por meio de TCFC; 2) descrever aspectos topográficos do TG em TCFCs e propor uma classificação imaginológica para este (capítulo 4); 3) descrever aspectos topográficos do FM, FMA e FL por meio de TCFC e avaliar o risco estimado em relação a procedimentos cirúrgicos em região anterior mandibular (Capítulo 5). Nos capítulos 1, 2 e 3 foram realizadas RS em diferentes bases de dados, cadastradas na plataforma PROSPERO, e que seguiram os itens do guia Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA). Nos capitulos 4 e 5, foram realizados estudos transversais com TCFC. Foram observados aspectos radiomorfométricos (medições lineares absolutas/relativas, verticais/horizontais e angulares) mandibulares (FM, FMA, FL e TG), bem como foram obtidas informações demográficas. Nos cinco capítulos, foram realizadas análises descritivas e testes estatísticos apropriados, considerando-se valor de p<0,05 como significativo. Nos capítulos de RS, observou-se heterogeneidade estatisticamente significante entre os estudos. A prevalência global de até 2 FL foi de 88,54%, sendo que alguns estudos observaram até quatro FL (0,59%). A RS sobre fraturas do TG encontrou 24 casos relatados na literatura, principalmente isoladas e associadas ao edentulismo, comumente diagnosticados por exame radiográfico e tomografias computadorizadas. Em relação ao FM e LA, a localização anatômica mais frequente do FM foi entre os pré-molares inferiores ou mais próximo ao segundo pré-molar e abaixo do ápice dos dentes. Alguns estudos relataram um maior diâmetro vertical do FM nos homens em relação as mulheres. A prevalência do LA foi de 2,47% a 94% e seu comprimento médio variou de 0,89mm a 3,69mm. No capítulo 5, observou-se prevalência de 89,86% (n=248) de pelo menos um TG, sendo a maioria duplos (57%). Foi proposta uma nova classificação tomográfica para os TGs, sendo o mais frequente o tipo IIIA (38,7%), seguido por IIIB (36,6%), IIA (21,4%) e IIB (3,6%). No capítulo 5, o presente trabalho observou uma prevalência 7,2% do FMA (mulheres, 5,2%; homens, 2%). O LA anterior foi observado em 45,8% das tomografias, não havendo diferença entre os lados, e a FL estava presente em 94,4% dos casos, sendo que em 31% dos indivíduos apresentaram duas FL. A estimativa de risco cirúrgico na região anterior mostrou uma distância de 4mm anterior ao FM, uma profundidade de 4mm em relação a cortical óssea vestibular para coleta de enxertos e osteotomias para genioplastia com uma distância de pelo menos 5mm para o FM como referências relativamente seguras para procedimentos invasivos nesta área.
Abstract: Mental foramen (MF), anterior loop (AL), accessory mental foramen (AMF), lingual foramina (LF), and genial tubercles (GT) are important mandibular anatomical structures that must be thoroughly evaluated by cone beam computed tomography (CBCT) when planning of surgical interventions. In this context, the present thesis presents five chapters that have as main objectives, respectively: 1) to carry out systematic reviews (SRs) on studies that evaluated fractures of the GTs (chapter 1), LF (chapter 2), and the MF and AL (chapter 3) through CBCT; 2) describe topographic aspects of TG in CBCTs and propose an imaging classification for this (chapter 4); 3) describe topographic aspects of the FM, FMA and FL using CBCT and assess the estimated risk concerning surgical procedures in the anterior mandibular region (Chapter 5). In chapters 1, 2 and 3 SRs were carried out in different databases, registered on the PROSPERO platform, and followed the items in the Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA) guide. In chapters 4 and 5, cross-sectional studies with CBCT were carried out. Radiomorphometric aspects (absolute/relative linear, vertical/horizontal, and angular) mandibular measurements (MF, AMF, LF, and GT) were observed, as well as demographic information. In the five chapters, descriptive analyzes and appropriate statistical tests were performed, considering a value of p<0.05 as significant. In the SR chapters, there was statistically significant heterogeneity between the studies. The overall prevalence of up to 2 LF was 88.54%, with some studies having four FL (0.59%). The SR on GT fractures found 24 cases reported in the literature, mainly isolated and associated with edentulism, commonly diagnosed by clinical examination and computed tomography. In relation to MF and AL, the most frequent anatomical location of the MF was between the lower premolars or closer to the second premolar. Some studies have reported a greater vertical diameter of the MF in men compared to women. The prevalence of AL ranged from 2.47% to 94%, and its average length ranged from 0.89mm to 3.69mm. In chapter 5, there was a prevalence of 89.86% (n= 300) of at least one TG, the majority being double (57%). A new tomographic classification has been proposed for TGs, the most frequent being type IIIA (38.7%), followed by IIIB (36.6%), IIA (21.4%), and IIB (3.6%). In chapter 5, the present study observed a 7.2% prevalence of AMF (women, 5.2%; men, 2%). The anterior LA was observed in 45.8% of the CT scans, with no difference between the sides, and the FL was present in 94.4% of the cases, with 31% of the individuals having two FL. The surgical risk estimate in the anterior region showed a distance of 4mm anterior to the FM, a depth of 4mm for graft harvesting, and osteotomies for genioplasty with a distance of at least 5mm to the FM as relatively safe references for invasive procedures in this area.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/60631
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DCOD - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_tese_dafbarbosa.pdfPublicação Parcial364,05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.