Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6089
Título: Modelagem econométrica do saldo da Previdência Social do Brasil
Autor(es): Sousa, Isaac Figueiredo de
Orientador(es): França, João Mário Santos de
Palavras-chave: Previdência Social
Data do documento: 2010
Citação: SOUSA, Isaac Figueiredo de (2010)
Resumo: Este trabalho tem a finalidade de construir modelos, utilizando técnicas da econometria, que expliquem os componentes do saldo da Previdência Social, ou seja, o valor da arrecadação líquida e o valor dos benefícios do Regime Geral da Previdência Social. Esses modelos foram submetidos às validações estatísticas indicadas em referencial teórico de econometria para aplicação do método dos mínimos quadrados ordinários do modelo de regressão linear clássico. Com o aumento da longevidade populacional brasileira e a diminuição gradativa da natalidade, formando uma quase conspiração biométrica, aliada às regras benevolentes de concessão de benefícios, as projeções revelam que as despesas previdenciárias continuarão acima das receitas e a diferença entre os dois irá aumentar ano após ano. Estas projeções, no entanto, dependem de hipóteses sobre tendências demográficas e econômicas, que servem como insumos para modelos da Seguridade Social. Os resultados ratificam a incapacidade das atuais regras da Previdência Social de amenizar o déficit atuarial.
Abstract: This work aims to build models using econometrics techniques to explain the components of the balance of Social Security System, or in other words, the net value of tax revenues and the benefit values of the General Regime of Social Security. These models were subjected to statistic validations indicated in the theoretical reference of econometrics, to apply the method of ordinary least square from the classic model of linear regression. From an increasing longevity and the gradual decrease in the birth rate for Brazilian citizens, forming an almost biometrics conspiracy, combined with the benevolent rules for granting benefits, the projections show that pensions expenses will remain above the revenue and the difference between the two will increase year after year. These projections however, depend on assumptions about demographic and economic trends that serve as inputs for models of Social Security. These results confirm the inability of current Social Security rules to ease the actuarial deficit.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6089
Aparece nas coleções:CAEN - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dissert_ifsousa.pdf1,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.