Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6135
Título: Fiquei Homem: Maternidade, Conhecimento e Contracepção entre mulheres pobres de Fortaleza (1960-1980)
Título em inglês: Man I: Parenting, Knowledge and contraception among poor women in Fortaleza (1960-1980)
Autor(es): Menezes, Valderiza Almeida
Orientador(es): Duarte, Ana Rita Fonteles
Palavras-chave: Anticoncepção - Fortaleza (CE)
Mulheres pobres - Fortaleza (CE)
Controle da natalidade - Aspectos morais e éticos - Fortaleza (CE)
Sociedade civil bem-estar familiar no Brasil
Data do documento: 2012
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: Menezes, V. A.; Duarte, A. R. F. (2012)
Resumo: Este trabalho tem como objetivo refletir historicamente sobre a experiência das mulheres pobres de Fortaleza - Ceará com a contracepção, nas décadas de 1960 e 1970. O controle de natalidade passou a ser um tema amplamente discutido por diversos sujeitos a partir da ascensão de métodos contraceptivos como pílulas anticoncepcionais, DIUs – Dispositivos Intrauterinos - e laqueaduras de trompas, bem como da possibilidade de uma “explosão demográfica” nos países pobres da América Latina. Nesse contexto, Estado, Igreja Católica e Sociedade Civil empreenderam uma disputa pelo discurso em que o corpo feminino estava no cerne da questão. Dessa forma, esta pesquisa privilegiou as memórias de algumas mulheres pobres residentes em bairros periféricos da cidade de Fortaleza, na intenção de perceber como elas rememoram o uso da contracepção, seja ela medicalizada ou não. A intenção é compreender de que maneira os modelos de masculinidade e feminilidade construídos interferiram no cotidiano dos sujeitos e como as demandas cotidianas e visão de mundo afetaram as escolhas feitas. A discussão aqui empreendida baseou-se principalmente em fontes orais, revistas médicas, publicações de entidades civis de planejamento familiar e jornais da época, documentos que permitiram visualizar aquiescências, recusas e adaptações dos ideais propostos.
Abstract: The present research wants to think historically about the experience of poor woman in Fortaleza – Ceará with the contraception in the 1960s and 1970s. The birth control has become a theme very discussed by many subjects from the rise of contraceptive methods like birth control pills, IUD – intrauterine device -, and tubal ligations, as the possibility of a "demographic explosion" in poor countries of Latin America. In this context, State, Civil Society and the Catholic Church undertook a dispute for speech in which the female body was at the center of the question. Thus, this study favored memories of some poor women living in the suburbs of the city of Fortaleza, with the intention of realizing how they remember the use of contraception, whether or not medicalized. The intention is to understand how the models of masculinity and femininity constructed interfered in the everyday of the subjects and how the demand and world view affected the choices made. This discussion is based, mainly, in oral source, medical magazines, family planning civil entity’s publications and newspapers of that time, documents who aloud visualize acquiescence, refusals and adaptation to the proposed ideal.
Descrição: MENEZES, Valderiza Almeidas. Fiquei Homem: Maternidade, Conhecimento e Contracepção entre mulheres pobres de Fortaleza (1960-1980). 2012. 244f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em História, Fortaleza (CE), 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6135
Aparece nas coleções:PPGH - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012-DIS-VAMENEZES.pdf2,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.