Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6167
Título: Satisfação e insatisfação no trabalho dos cirurgiões dentistas da estratégia saúde da família no município de Fortaleza - CE
Título em inglês: Satisfaction and job dissatisfaction of dental surgeons of the family health strategy in Fortaleza - CE
Autor(es): Costa, Silvana Dayse Brito de Araújo
Orientador(es): Mota, Maria Vaudelice
Coorientador(es): Pessoa, Sarah Maria Fraxe
Palavras-chave: Satisfação no Emprego
Saúde da Família
Data do documento: 2013
Citação: COSTA, S. D. B. A. (2013)
Resumo: Os fatores intervenientes na satisfação e insatisfação laboral são diversos, dependem de características do próprio trabalho, bem como da avaliação pessoal do trabalhador, e merecem mais estudos sobre o tema. No entanto, identificá-los é determinante para se efetivar programas de melhoria da satisfação laboral, seja na esfera pública ou privada, com a finalidade de proporcionar maior desempenho profissional e promover mudanças positivas na qualidade dos serviços prestados. Neste contexto, esta pesquisa caracteriza os principais fatores de Satisfação e Insatisfação no trabalho dos Cirurgiões-Dentistas (CD) da Estratégia Saúde da Família, lotados na Secretaria Executiva Regional III, da Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF), durante o período da gestão 2006-2012, tendo como referencial a Teoria de Frederick Herzberg. Trata-se de um estudo qualitativo com abordagem descritiva e exploratória, no qual utiliza como instrumento de coleta de informações um roteiro semi-estruturado para entrevista; a técnica de análise do material transcrito foi a Análise de Conteúdo Temática de Minayo. De modo geral, esta pesquisa corroborou com os estudos de Frederick Herzberg, pois evidenciou que o maior fator de satisfação dos respondentes estava correlacionado aos aspectos intrínsecos do seu trabalho, ou seja, “o Trabalho em si”, e os fatores de insatisfação associaram-se aos aspectos extrínsecos, como as condições físicas laborais e a remuneração; a pouca valorização dos profissionais também foi apontada como motivo de insatisfação, demonstrando que os cirurgiões-dentistas possuem necessidade de serem valorizados e reconhecidos pelo trabalho que realizam. Nesta investigação, esse reconhecimento pode vir na direção dos gestores ou ainda dos pacientes. Observou-se que, 85,7% dos participantes, apesar de todas as adversidades e queixas descritas, demonstraram um nível mediano de satisfação no trabalho, não ótimo, porque gostavam do que faziam e consideravam isso preponderante para se sentirem satisfeitos. Assim, infere-se que os dentistas das unidades de saúde da família, aqui representados por uma amostra de 14 indivíduos, se identificam e gostam do trabalho que executam, necessitando, sobretudo, de melhorias no ambiente e nas condições laborais para que apresentem maior grau de satisfação no trabalho.
Descrição: COSTA, Silvana Dayse Brito de Araújo. Satisfação e insatisfação no trabalho dos cirurgiões dentistas da estratégia saúde da família no município de Fortaleza-CE. 2013. 126 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6167
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_sdbacosta.pdf744,24 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.