Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6172
Título: Rede de atenção em saúde mental no município de Fortaleza : uma análise multidimensional na perspectiva de profissionais de diferentes dispositivos
Título em inglês: Network of mental health care in Fortaleza : a multidimensional analysis from the perspective of professionals from different devices
Autor(es): Amaral, Carlos Eduardo Menezes
Orientador(es): Bosi, Maria Lúcia Magalhães
Palavras-chave: Saúde Mental
Prestação Integrada de Cuidados de Saúde
Data do documento: 2013
Citação: AMARAL, C. E. M. (2013)
Resumo: Este trabalho buscou compreender a rede de saúde mental do município de Fortaleza a partir da perspectiva de trabalhadores de diferentes dispositivos, utilizando um enfoque hermenêutico qualitativo. Desenvolvemos para a pesquisa um modelo analítico-conceitual de rede, com cinco dimensões constitutivas: 1) unidades mínimas; 2) conectividade; 3) integração; 4) normatividades; e 5) subjetividade. A pesquisa foi realizada em três serviços de saúde (CSF, CAPS e Hospital Psiquiátrico - HSMM), onde foram realizadas observação livre e 21 entrevistas semi-estruturadas com profissionais de cada dispositivo. Como resultados, demarcamos as diferentes propostas de cuidado de cada serviço, seus fluxos internos de atividades, assim como os critérios de entrada, saída e encaminhamento de cada instituição. As relações entre os serviços abrangeram seis modalidades: encaminhamentos, contrarreferência, contato telefônico, reunião de gestores, busca ativa e apoio matricial. Mapeamos também relações com outros serviços de saúde, assim como espaços de outros setores, acrescentando nesses casos o “uso de espaço” e “parceria” como novas modalidades de relação. Os profissionais defendem a existência de complementaridade entre os serviços de saúde pesquisados, ainda que o CAPS argumente pelo caráter transitório e inadequado dessa relação, e o HSMM por sua estabilidade e pertinência. Também foi defendida a complementaridade em relação às intervenções de promoção da saúde, prevenção de agravos e recuperação da saúde, ainda que só tenham sido citadas pelos entrevistados a realização de ações de prevenção secundária e recuperação. Também identificamos uma incongruência entre o objeto de intervenção definido pelo CAPS, que o entende como um amplo conjunto de necessidades sociais e de saúde das pessoas com sofrimento psíquico/transtorno mental, e o objeto delimitado no HSMM, que o recorta como o transtorno mental e a situação de crise. Destacamos ainda, como parte da dimensão de subjetividade, as formas de relação com os usuários no CSF, CAPS e HSMM, assim como o protagonismo político em relação à reforma psiquiátrica dos profissionais do CAPS. Em conclusão, argumentamos que nosso modelo analítico-conceitual permitiu evidenciar vários aspectos sutis da rede de atenção em saúde mental de Fortaleza, possibilitando ampliar a compreensão da rede.
Abstract: This work aimed to comprehend the mental health care network in the city of Fortaleza, from the perspective of workers from different services, using aqualitative hermeneutic approach. We developed conceptual-analytical model for networks, with five dimensions: 1) minimum units; 2) connectivity; 3) integration; 4) normativities; 5) subjectivity. The research included three health services: a primary care center (CSF), a psychosocial care center (CAPS) and a psychiatric hospital (HSMM), in which we performed free observation and 21 semi-structured interviews with professionals. As results, we found different concepts of care in each service, as well as diverse internal activities flows, and entrance, discharge and referral criteria. The connections between services included six varieties: referrals, counter-reference, phone contact, manager meeting, active search and matrix support. We also mapped the interaction with other health services, and services outside the health sector, cases in which we discovered “use of space” and “partnership” as new types of connections. Also, the workers support the complementarity between the services researched, although CAPS argues for the transient nature of such relation, while HSMM believes in its permanence. The complementarity between prevention, health promotion and health recovery was also supported, although only secondary prevention and health recovery actions were identified by the workers. We also found incongruence between CAPS’s “intervention object”, defined by a broad specter of health and social needs of people with mental disorders/psychic suffering, and HSMM’s definition, limited to crisis and mental disorders itself. Furthermore, we stress as part of the subjectivity dimension the types of patient rapport developed in each service, as well as the political action toward the Psychiatric Reform from CAPS´s professionals. We conclude that our conceptual-analytical model allowed us to indicate several subtle aspects of the mental health care network of the city of Fortaleza, widening the comprehension of such network.
Descrição: AMARAL, Carlos Eduardo Menezes. Rede de atenção em saúde mental no município de Fortaleza : um análise multidimensional na perspectiva de profissionais de diferentes dispositivos. 2013. 282 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6172
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_cemamaral.pdf3,03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.