Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6251
Título: Caminhos e descaminhos de um pensar plural: o pensamento político do partido dos trabalhadores
Autor(es): MACIEL, Elda Maria Freire
Orientador(es): BRAGA, Elza Maria Franco
Palavras-chave: Political thought
Partido dos Trabalhadores (Brasil) – história – 1980-1991
Ciência política – Brasil – 1980-1991
Tática política – Brasil – 1980-1991
Brasil – política e governo – 1980-1991
Data do documento: 2009
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: MACIEL, E. M. F.; BRAGA, E. M. F. (2009)
Resumo: Este trabalho analisa a formação e o desenvolvimento do pensamento político do Partido dos Trabalhadores (PT) no período compreendido entre sua fundação em 1980 à realização de seu 1º. Congresso Nacional em 1991. A escolha desse tema se deu ao refletir sobre como o PT construiu o seu corpo simbólico ou o seu capital político no decurso de sua trajetória de lutas e como se capacitou para efetivá-lo através do conjunto partidário. Tal dúvida se manifestou quando analisava documentos (resoluções de encontros, congressos, reuniões etc.) dessa organização, inclusive de suas várias tendências e percebia como enfatizavam o fato do PT ter incorporado “novas teorias”, “novas práticas”, “novos rumos” durante sua trajetória e por isso, ser um “novo partido” ou um partido diferente do projeto originário. A inquietação com tal leitura me levou a refletir sobre uma premissa que considero fundamental para a vida das organizações sociais como um todo, qual seja, que toda organização política necessita de uma referência teórica sólida para formar-se e desenvolver-se. E claro isso advém de um processo de produção e de re-significação de idéias e práticas que de forma alguma são absolutamente “novas”, mas que se articula com experiências vividas por outras organizações políticas em meio a novas realidades, a novos contextos sociais e também, a determinados tempos históricos. Os dados da pesquisa foram coletados nas resoluções partidárias aprovadas desde o surgimento do Movimento pró-PT, passando pelos 07 encontros nacionais e um extraordinário e pelo 1º. Congresso Nacional. Contudo, foram consultados também artigos de militantes petistas, boletins, folhetos de propaganda eleitoral, programa de governo do PT e outros materiais. Ao todo foram analisados 53 documentos partidários. Como procedimento teórico-metodológico optei pela análise das categorias básicas do pensamento petista, dos fenômenos sociais privilegiados por ele, da ontologia de suas idéias, de sua pretensão crítica, das escolas de pensamento e Ideologia ao qual o PT se identificava. Para analisar o material coletado me orientei pela perspectiva teórico-metodológica de Antonio Gramsci sobre sua concepção de partido político. Mas também a instrumentação fornecida pela Análise de Discurso (AD) foi fundamental. A conclusão deste estudo fornece indicações sobre a construção do pensamento político petista em meio à conturbada década de 80, percebendo-o como uma síntese de rupturas, de superação e ao mesmo tempo de continuidade com o pensamento dos partidos de esquerda que o precederam demonstrando assim, caracteres ambíguos, conflituosos e contraditórios que concretamente incidiram para a prática petista.
Descrição: MACIEL, Elda Maria Freire. Caminhos e descaminhos de um pensar plural: o pensamento político do partido dos trabalhadores. 2009. 278f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Sociologia, Fortaleza (CE), 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6251
Aparece nas coleções:PPGS - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009-TESE-EMFMACIEL.pdf11,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.