Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6269
Título: Análise comparativa de eficiência e competitividade econômica entre as cadeias produtivas do Sisal (Agave Sisalana) no Brasil e Fique (Furcraea Andina) na Colômbia
Autor(es): Orrego, Juan Fernando Zuluaga
Orientador(es): Lima, Patrícia Verônica Pinheiro Sales
Palavras-chave: Agaves
Fibras naturais
Mercados
Cadeias produtivas
Benefícios socioeconômicos
Lucros
Custos
Colômbia
Brasil
Data do documento: 2013
Citação: ORREGO, J. F. Z. (2013)
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo realizar uma análise comparativa entre eficiência e competitividade econômica das cadeias produtivas do Sisal no Brasil e Fique na Colômbia. Utilizou-se a Metodologia Matriz de Análise de Políticas (MAP). As informações para atingir o objetivo foram obtidas em diversas instituições públicas e privadas baseadas em dados secundários complementados por informações de campo obtidas a partir de entrevistas qualitativas semiestruturadas, realizadas com representantes chave, diretamente envolvidos com as cadeias produtivas de Fique e Sisal na Colômbia e no Brasil. Os resultados evidenciam a importância que tem as duas culturas na geração de emprego e renda, em áreas onde as condições de solo e clima impossibilitam outros cultivos. Atualmente, o Brasil é o líder da produção de Sisal no continente americano. Por outro lado, a Colômbia lidera a produção de Fique na América do Sul; Brasil, com 6% da produção mundial de fibra em natura é o terceiro maior exportador global e Colômbia, com 1% é o décimo. Em termos gerais, a análise das cadeias produtivas, permitem inferir que elas têm estruturas semelhantes predominando os estabelecimentos pequenos e medianos, tornado as culturas do fique e do sisal uma atividade de economia familiar. Da análise realizada pela MAP, pode-se concluir que dos 12 indicadores que permitem realizar comparações de eficiência e competitividade, 8 favorecem ao Brasil e 6 à Colômbia; No entanto, a Colômbia é, mais eficiente em termos privados e o Brasil apresenta melhor desempenho em termos sociais. Ambas cadeias apresentam índices baixos de eficiência e competitividade o que as torna vulneráveis a fatores externos. Quanto ao impacto das políticas de taxação e subsídio, percebeu-se que as políticas adotadas no Brasil distorcem os incentivos econômicos do mercado externo, ocasionando preços e receitas internas inferiores às internacionais. Por outro lado, na Colômbia, as políticas não influenciam de maneira relevante o preço devido, possivelmente, ao alto consumo interno.
Abstract: The present work aims performing a comparative analysis between economic efficiency and competitiveness of the productive chains of Sisal in Brazil and Fique, in Colombia. The Matrix Methodology of Political Analysis (MAP) was used. The informative data to reach the objective were obtained from several public and private institutions based on secondary data supplemented by field information from semi-structured qualitative interviews, conducted with key representatives, directly involved with the productive chains of Sisal and Fique in Brazil and Colombia. The results show the importance in generating employment and income in both cultures, since the soil conditions and climate make other crop impossible. Nowadays, Brazil is the leader of Sisal production in the Americas. Colombia, however, leads the production of Fique in South America. Brazil, with 6% of the world production of natural fiber is the third largest global exporter and Colombia, with 1%, is the tenth. Broadly speaking, the analysis of productive chains, allows us to infer that they have similar structure predominantly in small and medium establishments, allowing us to classify the Fique and the Sisal cultures as a family economy. According to the analysis conducted by MAP, it is possible to conclude that from the 12 indicators which enable the comparison as to efficiency and competitiveness, 8 favor Brazil and 6 Colombia; nevertheless, Colombia is more efficient in private terms and Brazil presents the best performance in social terms; both productive chains have low rates in terms of efficiency and competitiveness what makes them vulnerable to external factors. As to the impact of political taxation and subsidies, it was found that the policy adopted in Brazil distort the economic incentives from the foreign market, causing lower prices than the international ones. On the other hand, the policies in Colombia do not influence the price in a relevant way, possibly due to the high internal consumption.
Descrição: ORREGO, Juan Fernando Zuluaga. Análise comparativa de eficiência e competitividade econômica entre as cadeias produtivas do sisal (agave sisalana) no Brasil e fique (furcraea andina) na Colômbia. 2013. 128f.: Dissertação (Mestrado em Economia Rural) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Economia Agrícola, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6269
Aparece nas coleções:DEA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_jfzorrego.pdf2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.