Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6608
Título: O domínio da ortografia por alunos oriundos da Educação de Jovens e Adultos
Título em inglês: The Mastery of the Orthography for Students Come From of Youngsters and Adults Education
Autor(es): Pinheiro, Marilene Barbosa
Orientador(es): Monteiro, Rosemeire Selma
Palavras-chave: Linguistica
Desvios Ortográficos
Aquisição da Linguagem
Aprendizagem da Escrita
Educação de Jovens e Adultos
Spelling Mistakes
Acquisition of the Language
Learning of the Writing
Youngsters and Adults Education
Análise do Discurso
Escrita - Estudo e Ensino (Elementar)
Educação de Jovens e Adultos
Ensino da Língua Portuguesa
Data do documento: 2005
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: Pinheiro, M. B.; Monteiro, R. S. (2005)
Resumo: Vencer o desafio de registrar tudo o que se diz utilizando caracteres gráficos é o ideal da maioria dos jovens e adultos que, por nunca terem estudado, ingressam na escola para aprender a ler e escrever. Para aqueles que ingressaram quando criança na escola e dela saíram antes de concluir os estudos, o desafio passa a ser, prioritariamente, aprender a escrita convencional, recurso indispensável para sua participação efetiva como cidadão do mundo letrado. Todavia, o desafio não se limita ao registro apenas. Há que se escrever ortograficamente. Neste trabalho, analisaram-se textos de 11 alunos oriundos da Educação de Jovens e Adultos com o objetivo de analisar os fatores apoio na fala e infreqüência de leitura como condicionantes de suas dificuldades ortográficas. Buscou-se, também, descobrir categorias de desvios diferentes das encontradas por diversos autores nos escritos de crianças, além de averiguar se os adultos conseguiam verbalizar os conhecimentos adquiridos sobre normas ortográficas. Detectaram-se 744 desvios ortográficos que, após analisados, distribuíram-se nas categorias letras concorrentes (40.5%), apoio na fala (23.6%), supressão de letras (8.1%), troca de consoante surda/sonora (7.1%), junção inadequada (4.7%), acréscimo de letras e uso generalizado (4.3%), segmentação imprópria (3.2%), inversão de letras (0.8%) e outros (3%). Tais categorias são semelhantes às encontradas nos textos infantis e letras concorrentes (40.5%) ocupou o 1° lugar em número de ocorrências seguida da apoio na fala (23.6%). Dos 11 alunos, 06 (54.5%) conseguiram verbalizar os conhecimentos que possuíam sobre ortografia e 05 (45%) deles não praticam constantemente a leitura, o que, acredita-se, não favorece um melhor rendimento ortográfico. Além disso, a pesquisa evidenciou que, mesmo alunos que cometem muitos desvios ortográficos, conseguem expressar verbalmente a norma infringida e se autocorrigem
Abstract: Winning the challenge of registering everything that is said using graphic characters is the ideal of most youngsters and adults who, never having studied before, go to school in order to be capable of reading and writing. For those who entered at school when they are children and get out before to conclude their studies, the challenge is conventional written, indispensable recourse to their effective participation as citizens of lettered world. Nevertheless, the challenge is not just about the register. It is necessary to write orthographically. In this paper, it was analyzed texts of 11 students come from of Youngsters and Adults Education, whit the objective of analyzing factors of support in oral speech and the infrequency of reading as conditioning of their orthographic difficulties. Also, it was sought to find categories of deflection different of those found by many authors in children written, further to verify if adults succeed in verbalize the knowledgements acquired about orthographic standard. It was detected were distributed in categories: competing letters (40,5%), support in oral speech (23,6%), suppression of letters (8,1%), exchange of consonant voiceless/ voiced (7,1%), unsuited junction (4,7%), addition of letters and generalized use (4,3%), improper segmentation (3,2%), inversion of letters (0,8%) and others (3%). These categories are similar to the ones found in the texts of children and competing letters took the first place in number of occurrence followed by support in oral speech (23,6%). Of 11 students, 06 (54,5%) succeed verbalize knowledgements about orthography and 45% of them do not have constant practice in reading, that is believed, it does not favour a letter orthographic improve. Besides that, the research showed that, even students who make many deflections, succeed in express in a verbal way the infringed standard and correct themselves
Descrição: PINHEIRO, Marilene Barbosa. O domínio da ortografia por alunos oriundos da Educação de Jovens e Adultos. 2005. 131 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Fortaleza-CE, 2005.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6608
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005_dis_mpinheiro.pdf1,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.