Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6611
Título: Representações sociais de alunas do Projeto SESC Ler de Fortaleza sobre seu processo de aprendizagem inicial e formal da lectoescrita: uma análise intertextual e interdiscursiva
Título em inglês: Social representation of SESC Ler Project students about their initial and formal process of learning and writing: an intertextual and interdiscursive analysis.
Autor(es): Pinheiro, Patrícia Lana
Orientador(es): Vasconcelos, Sandra Maia Farias
Palavras-chave: Educação de Jovens e Adultos
Representações Sociais
Memória Discursiva
Memória Coletiva
Alusão
Citação
Education for Young and Adult Students
Social Representations
Discursive Memory
Collective Memory
Allusion
Quotation
Representação Social
Análise do Discurso
Intertextualidade
Letramento
Ensino da Leitura
Ensino da Escrita
Data do documento: 2010
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: Pinheiro, P. L.; Vasconcelos, S. M. F. (2010)
Resumo: Em nosso trabalho, investigamos as representações sociais construídas por cinco alunas da educação de jovens e adultos do Projeto SESC Ler de Fortaleza acerca de seu processo de aprendizagem formal e inicial da leitura e da escrita, bem como de aspectos que tal processo envolve, como, por exemplo, a vida sem saber ler e escrever. Com o intuito de aproximar campos teóricos diferentes - a teoria das representações sociais de Serge Moscovici (2007), a Análise do Discurso de linha francesa e os pressupostos da intertextualidade de Genette (1982), revistos por Piègay-Gros (1996) - tomamos as representações sociais como práticas discursivas, na medida em que ambas orientam as ações dos sujeitos, ancorando-se na memória discursiva e na memória coletiva para se constituírem através de um constante dialogismo entre os diversos textos e discursos já existentes. Para analisá-las, delimitamos os espaços discursivos que nos foram relevantes por meio da seleção de trechos dos relatos das alunas e verificamos as posições discursivas assumidas em suas enunciações. A partir daí, recorremos às relações de copresença de alusão e de citação, para, através delas, em uma análise qualitativa intertextual e interdiscursiva, identificarmos as representações sociais formadas. Ao todo, foram encontrados onze aspectos que caracterizam as representações sociais, sendo três representações como núcleo central e oito características embasadoras, organizadas conforme as noções de sistema central e periférico (ABRIC, 1994). As alunas discorrem sobre o que as levaram a voltar para a escola, sobre as motivações para aprender a ler e a escrever, sobre o que a aquisição da leitura e da escrita promove, sobre como é a vida sem saber ler e escrever, dentre outras representações construídas.
Abstract: In our research we investigate the social representations built by five students of a project called SESC Ler, in Fortaleza, about their initial and formal process of learning how to read and write, as well as about some aspects that this process involves, as living without knowing how to read and write. Aiming the approximation of different theoretical fields - Serge Moscovici’s (2007) theory of Social Representations, the Discourse Analysis of French orientation, and Genette’s (1982) intertextuality purposes, reviewed by Piègay-Gros (1996) - we consider the social representations as discursive practices, because both orientate the action of the persons and both lean on the discursive and collective memories to be built through a constant dialogism among the several texts and discourses which already exist. To analyze them, we delimited the relevant discursive spaces of the students’ narratives and we verified the discursive positions they assumed in their enunciations. Then, through a qualitative intertextual and interdiscursive analysis using the copresence relations of allusion and quotation, we identified eleven different aspects which characterize the social representations; from them we identified three social representations and eight characteristics that support them, which were organized according to the notions of central and peripheral systems (ABRIC, 1994), and which verse about the initial and formal process of learning how to read and write as a whole. The students relate about what made them come back to the school, about the motivations of learning how to read and write, about what the acquisition that reading and writing promote, as well as about life without knowing how to read and write and other social representations which were built.
Descrição: PINHEIRO, Patrícia Lana. Representações sociais de alunas do Projeto SESC Ler de Fortaleza sobre seu processo de aprendizagem inicial e formal da lectoescrita: uma análise intertextual e interdiscursiva. 2010. 111 f. Dissertação (Mestrado em Linguistica) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernaculas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Fortaleza-CE, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6611
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_plpinheiro.pdf792,58 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.