Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6792
Título: Formação de Formadores: Um Estudo sobre o processo de Constituição subjetiva dos Monitores do Programa de Educação em Células Cooperativas a partir de sua Práxis
Autor(es): SÁ, Ticiana Santiago de
Orientador(es): COLAÇO, Veriana de Fátima Rodrigues
Palavras-chave: Education, Cooperation, Training process, Production of meaning, PRECE
Tutoria entre pares estudantes - Ceará
Jovens - Educação - Ceará
Jovens - Ceará - Atitudes
Universidade Federal do Ceará.Programa de Educação em Células Cooperativas
Data do documento: 2010
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: SÁ, T. S.; COLAÇO, V. F. R. (2010)
Resumo: Visando contribuir para a aproximação dos saberes acadêmicos e populares na análise e desenvolvimento das atividades de formação humana nas práticas sociais, a presente pesquisa busca compreender o processo de constituição subjetiva dos jovens do Programa de Educação em Células Cooperativas (PRECE) a partir da significação das atividades de formação que os mesmos desenvolvem. A pesquisa foi realizada em três Escolas Populares Cooperativas (EPCs) do contexto rural cearense junto a trinta e cinco jovens que se afirmaram como formadores a partir das atividades formativas que promovem em cooperação. Com base no enfoque colaborativo adotado na pesquisa foram realizadas observações, registros (diários de campo e filmagens) e discussões (grupos focais) tendo por foco a reflexão compartilhada sobre as atividades de formação desenvolvida no PRECE e suas implicações subjetivas na formação de formadores analisadas à luz dos referenciais da Teoria Histórico-Cultural nas produções de Vygotsky (1995; 2001) e Leontiev (1978;1981) e da Teoria da Enunciação Bakhtin (1988, 1992), nos quais os processos de formação nas práticas sociais são compreendidos como construções simbólicas e intersubjetivas desenvolvidas a partir das (inter)ações sociais. A partir da discussão das categorias centrais de estudo: “educação”, “formação” e “cooperação” tendo como unidade de análise a atividade discursiva dos sujeitos em estudo, a partir dos processos de triangulação e autoscopia na pesquisa, foram criados cinco núcleos de significação que caracterizam o contexto e as estratégias de formação dos precistas como um processo ativo, grupal e político de superação das condições adversas de formação da juventude no contexto rural que se diferencia por ter como foco a Educação Popular e a Aprendizagem Cooperativa. Ao adotar tais referencias os jovens constituem o processo de formação em células cooperativas pautados na troca de conhecimento e na partilha de sensibilidades, o que corrobora, entre outros, para a (trans)formação dialética e expressiva dos jovens formadores que constituem o programa. O estudo evidenciou que ao atuarem como formadores os jovens afirmaram sentir-se mais responsáveis e auto-confiantes desenvolvendo habilidades para interagir, se expressar e (con)viver socialmente mudando, através dos vínculos cooperativos que constroem, o olhar sobre si, sobre o contexto e sobre as práticas sociais em que são formados. Merece destaque no estudo o processo simbólico e intersubjetivo de formação dos precistas, o elo de compromisso que os mesmos desenvolvem no fomento da educação como um processo ético-político voltado para a formação compartilhada na busca da (trans)formação dos jovens, da comunidade e do município de que fazem parte.A análise crítica do contexto de formação dos precistas evidenciou a necessidade de que para que os processos de formação no programa se desenvolvam como práxis (ação-reflexão-ação) é importante buscar a construção do projeto político–pedagógico do PRECE que contemple e coloque em debate as singularidades e os potenciais que o constituem. A análise da postura cooperativa dos jovens, descritos como “lutadores de aprendizagem” evidenciou a importância dos mesmos não buscarem, através da educação, apenas a superação das condições adversas de vida da juventude de camadas populares do contexto rural, mas que na integração dialógica PRECE- comunidade possam vivenciar a diversidade sócio-cultural e ideológica que permeiam a experiência de (trans)formação dialética da juventude e da sociedade.
Descrição: SÁ, Ticiana Santiago de. Formação de Formadores: Um Estudo sobre o processo de Constituição subjetiva dos Monitores do Programa de Educação em Células Cooperativas a partir de sua Práxis. 2010. 178f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6792
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010-DIS-TSSA.pdf4,3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.