Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6838
Título: O estatuto do caso clínico para a edificação da teoria psicanalític
Título em inglês: The status of clinical case for building the theory psychoanalytic
Autor(es): PINTO, Paula Julianna Chaves
Orientador(es): FONTENELE, Laéria Bezerra
Palavras-chave: Clinical cases
Theory and practice
Freud,Sigmund,1856-1939 - Crítica e interpretação
Transtorno obsessivo-compulsivo - Estudo de casos
Psicanálise - Estudo de casos
Data do documento: 2012
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: PINTO, P. J. C.; FONTENELE, L. B. (2012)
Resumo: A presente pesquisa teve por objetivo investigar o lugar ocupado pelo relato do caso clínico para a edificação da teoria freudiana. Parte-se do pressuposto de que os tratamentos publicados por Freud demarcam importantes problemas que, uma vez examinados, resultaram na elaboração e/ou formalização de achados clínicos essenciais para a construção da psicanálise como ciência. Das cinco grandes psicanálises publicadas por Freud, apenas três foram tratamentos conduzidos por ele; devido a isso, nessa pesquisa a escolha foi a de trabalhar especificamente com o Caso Dora e o Caso do Homem dos Ratos, por paradigmáticos que são para a clínica das neuroses. O encaminhamento metodológico dado à pesquisa consistiu na análise dos citados relatos, procurando evidenciar, por meios analíticos e sintéticos, o modo como foram expostos por Freud, ou seja: a construção e a exposição da lógica argumentativa da história do paciente, de seu adoecimento, das estratégias de tratamento adotadas e das teorizações disso resultantes. Freud sempre dialogou com a psicopatologia e psiquiatria de sua época e, dada a importância conferida por ele a isso, aqui se considera fundamental que, antes da exposição da análise dos casos citados, sejam evidenciadas as especificidades da escrita de casos tal como realizado por Freud em relação a essas tradições. Em seguida, destaca-se o objetivo da divulgação de cada um dos casos, as formalizações conceituais deles advindas e seus impactos técnicos. Dentre os principais achados desta pesquisa encontram-se: a) a originalidade de Freud na criação de um estilo singular de relato de caso, no qual o paciente deixa de ser considerado como o representante de uma doença para demarcar, a partir da singularidade de sua verdade inconsciente, os aspectos que poderiam definir a etiologia das neuroses de uma forma universal; b) a demarcação do lugar ocupado pela consideração da transferência do paciente para com o analista, a partir dos erros que destaca ter cometido no tratamento de Dora, para a condução do tratamento, para a compreensão da singularidade com que se reveste a identificação na histeria e para consolidar o método da associação livre; c) o Caso do Homem dos Ratos serviu à sistematização dos dados clínicos destacados pela experiência freudiana, possibilitando a definição etiológica da neurose obsessiva e a sua retirada, no contexto da classificação psiquiátrica, do quadro das psicoses monomaníacas. Esse caso teve impacto considerável na construção da segunda tópica freudiana no que diz respeito ao liame que seria estabelecido entre a culpa, a ação do supereu e da pulsão de morte.
Descrição: PINTO, Paula Julianna Chaves. O estatuto do caso clínico para a edificação da teoria psicanalítica. 2012. 109f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6838
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012-DIS-PJCPINTO.pdf589,44 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.