Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6841
Título: As particularidades da transferência na neurose obsessiva
Título em inglês: Particularities of the transference in obsessional neurosis
Autor(es): RÊGO, Mariana Oliveira do
Orientador(es): BARROCAS, Ricardo Lincoln Laranjeira
Palavras-chave: Metapsychology
Obsessional neurosis
Neuróticos - Transferência
Transtorno obsessivo-compulsivo
Neurose obsessiva
Data do documento: 2012
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: RÊGO, M. O.; BARROCAS, R. L. L. (2012)
Resumo: A transferência na neurose obsessiva apresenta muitas características que podem se transformar em dificuldades no decorrer do tratamento analítico. Visamos, neste estudo, a analisar tais particularidades e a associá-las à estrutura da própria neurose obsessiva. Essas dificuldades no manejo da transferência do obsessivo se manifestaram para nós na realidade da clínica, da qual extraímos nossa temática, mas, apesar disso, o caso atendido não possuía elementos suficientes para embasar uma pesquisa. Optamos, pois, por abordar a neurose obsessiva e a transferência a partir de um ponto de vista metapsicológico, enfatizando os aspectos dinâmicos e econômicos referentes a cada um desses conceitos. Feito isso, correlacionamos os dados encontrados às dificuldades enfrentadas por Freud em seus principais casos de neurose obsessiva e, ainda, aos percalços por nós encontrados no caso clínico que motivou a pesquisa. Concluímos que o modo particular através do qual o recalque se manifesta na neurose obsessiva (o deslocamento) é responsável por muitos predicados dessa neurose, como a tendência às racionalizações e a formação de comportamentos ritualísticos. Na transferência, os efeitos mais visíveis do deslocamento são as racionalizações constantes e a resistência em associar livremente. Essas manifestações se relacionam também ao caráter ambivalente tão presente nos obsessivos. Com dificuldades em conseguir um destino adequado para as pulsões de amor e ódio, igualmente intensas, o obsessivo adota formações de compromisso como tais resistências, que, ao mesmo tempo em que parecem inócuas, entravam a análise por não fazerem com que o sujeito nela se implique. Concluímos que, sendo a transferência uma neurose artificial, é imprescindível que compreendamos as características da neurose em questão, pois estas são responsáveis por dar o tom da transferência.
Abstract: The transference in obsessional neurosis has many characteristics that can become difficulties in the course of treatment. We intend to analyze the particularities of this transference and relate them to the obsessional neurosis itself. These difficulties in the handle of the obsessional neurosis´s transference emerged from our clinical activity, from which we delimitated our subject. In despite of this, the clinical case that we assisted lacked elements to base a study. We decided then to approach the transference and the obsessional neurosis from a metapshychological point of view, emphasizing the dynamic and economic aspects. Then, we correlated the founded data to the difficulties faced by Freud in his main clinical cases of obsessional neurosis and to the difficulties we faced in the course of the treatment that instigated this study. We concluded that the obsessional neurosis particular form of the repression (the displacement) causes most part of the particularities of this neurosis, like rationalization and ritualistic behavior. The most visible effects of the displacement in the transferencial context are the rationalizations and the resistance to associate freely. These manifestations have relation with the ambivalent type present in obsessive patients. These resistances, as the same time seem to be inoffensive, are very disadvantageous to the treatment, since they prevent the patient of engage the treatment. We concluded that, being an artificial neurosis, the transference should be comprehended in relation of the characteristics of the neurosis in question, since that characteristics are responsible for the transference form and manifestation.
Descrição: RÊGO, Mariana Oliveira do. As particularidades da transferência na neurose obsessiva. 2012. 111f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6841
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012-DIS-MOREGO.pdf566,9 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.