Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6885
Título: Avaliação da função miocárdica de pacientes com síndrome mielodisplásica pelo ecocardiograma convencional com doppler e pelas novas técnicas de doppler tecidual e speckle-tracking
Título em inglês: Evaluation of the myocardial function of patients with myelodysplastic syndrome by conventional doppler echocardiography and by new techniques of tissue doppler and speckle-tracking
Autor(es): Castro, Cláudio César Monteiro de
Orientador(es): Pinheiro , Ronald Feitosa
Palavras-chave: Síndromes Mielodisplásicas
Ecocardiografia Doppler
Data do documento: 2012
Citação: CASTRO, C. C. M. (2012)
Resumo: A Síndrome Mielodisplásica é uma hemopatia clonal de alta prevalência em idosos Anemia é uma característica marcante dessa doença Pacientes com dependência de suporte transfusional tem pior prognóstico Depois das complicações relacionadas à própria doença as complicações cardiovasculares são a principal causa de morte Novas técnicas ecocardiográficas como o Doppler tecidual e speckle-tracking podem ser úteis na análise da função cardíaca nesse grupo Neste estudo foi avaliado um grupo de 34 pacientes e 14 controles saudáveis emparelhados por sexo e idade sendo submetido à ecocardiograma convencional Doppler tecidual e avaliação da deformação miocárdica (strain) Os pacientes foram subdivididos entre dependentes (13) ou não de suporte transfusional (21) e comparados aos controles Dentre os 13 pacientes do grupo dependentes havia 10 com sobrecarga de ferro (ferritina >1.000 ng/mL) Os pacientes dependentes de suporte transfusional apresentaram maiores volumes diastólico e sistólico do ventrículo esquerdo em relação aos controles (p = 0,047 e 0,039) O volume do átrio esquerdo indexado foi maior no grupo de dependentes em relação ao grupo controle (p = 0,003) A função diastólica do ventrículo esquerdo (VE) por Doppler convencional e tecidual (razão E/A e razão E/E’) foi normal no grupo de pacientes e não apresentou diferença significante entre os grupos (p = 0,15 e 0,90) Na avaliação da função sistólica do VE por fração de ejeção e por deformação miocárdica (strain longitudinal global) não houve desvio da normalidade nem diferenças entre os grupos (p = 0,71 e 0,097) A espessura do septo interventricular foi maior nos pacientes com ferritina > 1.000 ng/mL (p = 0,012) O nível de hemoglobina mas não o de ferritina apresentou correlação com os volumes esquerdos (átrio: r = -0,53 e p = 0,013 / ventrículo: r = -0,4 e p = 0,019) Nossa amostra não apresentou disfunção global nem sistólica nem diastólica mesmo à análise por novas técnicas de ecocardiograma como Doppler tecidual e deformação miocárdica (strain) O nível de hemoglobina menor que 8 g/dL foi marcador precoce de pior função ventricular nos nossos pacientes com Síndrome Mielodisplásica
Abstract: Myelodysplastic syndrome is a clonal disorder of hematopoietic tissue highly prevalent on elderly Anemia is one of most striking feature of this disorder Patients with transfusional dependence have a poor prognosis Following complications related to the own illness cardiovascular complications are the leading cause of death New echocardiographic techniques such as Tissue Doppler and speckle-tracking may be useful on assessment of the myocardial function in these patients A group with 34 patients and 14 healthy controls matched by sex and age was subjected to conventional echocardiography Tissue Doppler and assessment of myocardial deformation (strain) Patients were divided between those with (13) or without (21) transfusional dependence and compared to controls In the group of transfusional dependence there were 10 subjects with iron overload (serum ferritin levels > 1.000 ng/mL) Those with transfusion dependence had bigger left systolic and diastolic ventricular volumes than controls (p = 0,047 and 0,039) The indexed left atrium volume was larger on those with transfusion dependence compared to controls (p = 0,003) The left ventricular diastolic function assessed by tissue and conventional Doppler (E/A and E/E’ ratios) was normal in the patient group and has not difference between them (p = 0,15 and 0,9) On the assessment of the systolic left ventricular function by ejection fraction and myocardial deformation (global longitudinal strain) there was no difference between groups or from reference values (p = 0,71 and 0,097) The interventricular septum thickness was larger in the group with serum ferritin > 1.000 ng/mL than patients with ferritin < 1.000 ng/mL (p = 0,012) The hemoglobin level but not ferritin showed linear correlation with the left volumes (atrium: r = -0,53 with p =0,013 / ventricle: r = -0,4 with p = 0,019) Our sample doesn’t show diastolic nor systolic global dysfunctions yet with new techniques of tissue Doppler and myocardial deformation (strain). Hemoglobin below 8 g/dL was an early marker of worst ventricular function in our patients with myelodysplastic syndrome
Descrição: CASTRO, Cláudio César Monteiro de. Avaliação da função miocárdica de pacientes com Síndrome Mielodisplásica pelo ecocardiograma convencional com doppler e pelas novas técnicas de doppler tecidual e Speckle-tracking. 2012. 128 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6885
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_ccmonteirocastro.pdf1,3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.