Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6893
Título: Increased detection of schistosomiasis with Kato-Katz and SWAPIgG- ELISA in a Northeastern Brazil low-intensity transmission area
Autor(es): Pinheiro, Marta Cristhiany Cunha
Oliveira, Sara Menezes de
Hanemann, Ana Lúcia de Paula
Queiroz, José Ajax Nogueira
Bezerra, Fernando Schemelzer Moraes
Carneiro, Teiliane Rodrigues
Palavras-chave: Esquistossomose
Schistosoma mansoni
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Data do documento: Jul-2012
Editor: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
Citação: CARNEIRO, T. R. ; PINHEIRO, M. C. C. ; OLIVEIRA, S. M. ; HANEMANN, A. L. P. ; QUEIROZ, J. A. N. ; BEZERRA, F. S. M. (2013)
Resumo: Introdução: O diagnóstico laboratorial da esquistossomose é baseada principalmente na detecção de ovos do parasito nas fezes, realizada pela técnica de Kato-Katz (KK), com a leitura de uma lâmina por teste. No entanto, uma limitação conhecida dos métodos coproscópicos é a reduzida sensibilidade, especialmente nas áreas de baixa endemicidade. Métodos: A fim de reduzir essa limitação, realizamos mais leituras da mesma amostra de fezes pelo método coproscópico e associamos a um teste sorológico. Utilizamos o método de KK (três lâminas) e a técnica de IgG-ELISA, buscando aumentar a sensibilidade do diagnóstico da esquistossomose em área de baixa endemicidade, no Estado Brasileiro do Ceará. Amostras de fezes e soro de 250 indivíduos foram analisadas. Resultados: Destas, 40 e 118 foram positivas nos testes coproscópico e sorológico, respectivamente. Na coproscopia, 32 (80%) indivíduos tiveram testes positivos na primeira lâmina, 6 (15%) na segunda e 2 (5%) apenas na terceira lâmina. O desempenho do teste de ELISA no diagnóstico utilizando-se o método KK como referência de diagnóstico, demonstrou valor preditivo negativo de 100% mas a especificidade e o valor preditivo positivo foram de 62,8% e 33,9%, respectivamente. Conclusões: Neste estudo, o aumento de uma para três lâminas analisadas por amostra pelo KK, mostrou ser um procedimento útil para o aumento da sensibilidade diagnóstica desta técnica.
Abstract: Introduction: The laboratory diagnosis of schistosomiasis is based mainly on the detection of parasite eggs in stool samples through the Kato-Katz (KK) technique, reading one slide by test. However, a widely known limitation of parasitological methods is reduced sensitivity, particularly in low endemic areas. Methods: To increase sensitivity, we conducted further slide readings from the same stool sample using the parasitological method associated with a serological test. We used the KK method (three slides) and the IgG anti-Schistosoma mansoni– enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) technique to diagnose schistosomiasis in low endemic areas in the Brazilian State of Ceará. Fecal samples and sera from 250 individuals were analyzed. Results: Sixteen percent and 47.2% of samples were positive in parasitological tests and serological tests, respectively. Parasitological methods showed that 32 (80%) individuals tested positive on the first slide, 6 (15%) on the second slide, and 2 (5%) on the third. The performance of the ELISA test in the diagnosis, using the KK method as diagnostic reference, showed a negative predictive value of 100%, with specificity and positive predictive values of 62.8% and 33.9%, respectively. Conclusions: In this study, the increase from one to three slides analyzed per sample using the KK technique was shown to be a useful procedure for increasing the diagnostic sensitivity of this technique.
Descrição: CARNEIRO, Teiliane Rodrigues ; PINHEIRO, Marta Cristhiany Cunha ; OLIVEIRA, Sara Menezes de ; HANEMANN, Ana Lúcia de Paula ; QUEIROZ, José Ajax Nogueira ; BEZERRA, Fernando Schemelzer Moraes. Increased detection of schistosomiasis with Kato-Katz and SWAPIgG-ELISA in a Northeastern Brazil low-intensity transmission area. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, MG, v. 45, n. 4, p. 510-513, jul./ago. 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6893
ISSN: 0037-8682
Aparece nas coleções:DPML - Artigos publicados em revista científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_art_mccpinheiro.pdf680,68 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.