Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6919
Title in Portuguese: Alterações renais em pacientes com doença falciforme
Title: Renal abnormalities in patients with sickle cell disease
Author: Silva Júnior, Geraldo Bezerra da
Advisor(s): Daher, Elizabeth De Francesco
Keywords: Doença da Hemoglobina SC
Taxa de Filtração Glomerular
Falência Renal Crônica
Issue Date: 2013
Citation: SILVA JUNIOR, Geraldo Bezerra da. Alterações renais em pacientes com doença falciforme. 2013. 136 f. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2013.
Abstract in Portuguese: Introdução - Alterações renais representam uma das complicações crônicas principais da doença falciforme (DF). O objetivo deste estudo é investigar a ocorrência de alterações renais em pacientes com DF. Métodos - Foi realizado estudo de coorte com 26 pacientes com DF acompanhados em um ambulatório de Fortaleza, Ceará, Brasil. Testes de acidificação e concentração urinárias foram realizados usando cloreto de cálcio (CaCl2) e após período de 12h de jejum e privação hídrica. Foram calculados fração de excreção de sódio (FENa), transporte transtubular de potássio (TTKG) e transporte de água livre de solutos (TcH2O). O grupo de pacientes com DF foi comparado com um grupo de 15 voluntários sadios (grupo controle). Os transportadores aquaporina-2 (AQP2) e canal de K+ apical (ROMK) foram quantificados pela pesquisa de exossomas na urina. Resultados - A média de idade e a distribuição de gênero foi similar entre os dois grupos. Déficit de acidificação urinária foi encontrada em 5 pacientes com DF (19,2%), que apresentaram pH urinário > 5,5 após o teste com CaCl2. A osmolaridade urinária foi significativamente menor entre os pacientes com DF (355±60 vs. 818±202mOsm/kg, p=0,0001, após período de 12h de jejum e privação hídrica). Déficit de concentração urinária foi encontrado em todos os casos de DF (100%). A FENa foi maior entre os pacientes com DF (0,75±0,3 vs. 0,55±0,2%, p=0,02). O TTKG também foi maior nos pacientes com DF (5,5±2,5 vs. 3,0±1,5, p=0,001), e o TcH2O foi menor (0,22±0,3 vs. 1,1±0,3L/dia, p=0,0001). A pesquisa de AQP2 não mostrou diferença significativa em relação ao grupo controle (102±6,0 vs. 100±7,2%, p=0,874), bem como a do canal ROMK (172±38 vs. 100±25%, p=0,207). Conclusão - A DF é associada a importantes alterações renais. As principais alterações encontradas foram déficit de concentração e acidificação urinária. Foi ainda observado aumento no transporte
Abstract: Background - Kidney abnormalities are one of the main chronic complications of sickle cell disease (SCD). The aim of this study is to investigate the occurrence of renal abnormalities among patients with SCD. Methods - This is a cohort study with 26 SCD patients followed in a medical center in Fortaleza, Ceará, Brazil. Urinary acidification and concentration tests were performed using calcium chloride (CaCl2), and after a 12h period of water and food deprivation. Fractional excretion of sodium (FENa), transtubular potassium gradient (TTKG) and solute free water reabsorption (TcH2O) were calculated. The SCD group was compared to a group of 15 healthy volunteers (control group). Aquaporin-2 (AQP2) and renal outer medullary K+ channels (ROMK) were quantified through exosomes search in urine. Results - Patient`s average age and gender were similar to controls. Urinary acidification deficit was found in 5 SCD patients (19.2%), who presented urinary pH > 5.5 after CaCl2 test. Urinary osmolality was significantly lower in SCD patients (355±60 vs. 818±202mOsm/kg, p=0.0001, after 12h period water deprivation). Urinary concentration deficit was found in all SCD patients (100%). FENa was higher among SCD patients (0.75±0.3 vs. 0.55±0.2%, p=0.02). The TTKG was higher in SCD patients (5.5±2.5 vs. 3.0±1.5, p=0.001), and TcH2O was lower (0.22±0.3 vs. 1.1±0.3L/day, p=0.0001). The search for AQP2 did not show significant difference between SCD patients and control group (102±6.0 vs. 100±7.2%, p=0.874), as well as for ROMK (172±38 vs. 100±25%, p=0.207). Conclusions - SCD is associated with important kidney dysfunction. The main abnormalities found were urinary concentrating and incomplete distal acidification defect. There was also an increase in the potassium transport and decrease in water transport, evidencing the occurrence of distal tubular dysfunction.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6919
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DMC - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013tese_gbsilvajunior.pdf3,93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.