Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6964
Título: Distribuição espacial dos homicídios e a sua relação com os fatores socioeconômico no município de Fortaleza no triênio 2004-2006
Título em inglês: Spatial distribution of homicide and its relationship with socioeconomic factors in Fortaleza in 2004-2006
Autor(es): Sousa, Geziel dos Santos de
Orientador(es): Bezerra Filho, José Gomes
Palavras-chave: Homicídio
Fatores Socioeconômicos
Modelos Lineares
Data do documento: 2009
Citação: SOUSA, G. S. (2009)
Resumo: A violência tem se tornado um problema de saúde pública no Brasil, vindo a ser a terceira principal causa de mortes. No grupo das violências, os homicídios são as principais causas de óbito. O principal objetivo deste estudo foi analisar a distribuição espacial dos homicídios de Fortaleza no triênio 2004 à 2006 relacionados a fatores socioeconômicos. Foi utilizada a técnica de linkage para resgate do local de ocorrência dos contidos nos registros do IML para o banco de dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM). Foi criado um modelo de análise de regressão linear multivariada que permitisse a identificação de uma relação estatística linear entre homicídios e indicadores socioeconômicos. Foram registrados 35.266 mil óbitos de pessoas residentes em Fortaleza, destes 1.815 foram vítimas de homicídios. O uso do procedimento do linkage possibilitou uma melhoria das informações contidas no SIM, com 93,6% recuperação das informações dos locais de ocorrência do óbito do local de ocorrência do evento violento. Para efeito da análise espacial foram somente considerados 1.699 óbitos com bairro de ocorrência identificado. O principal grupo de risco de morte por homicídio é o de jovens do sexo masculino entre 15 e 29 anos, em que o risco é 15,5 vezes maior que o sexo feminino, cor parda, solteiros e com baixa escolaridade. A análise estatística espacial foi realizada através da suavização das variações das taxas utilizando-se o método Bayesiano empírico e da observação de autocorrelação espacial através do I de Moran local. Quanto à distribuição espacial dos homicídios, percebem-se contrastes relevantes entre áreas de piores e melhores condições de vida, aonde 9,65% dos bairros possuem baixo IDH, também possuem altas taxas de homicídio. A distribuição espacial teve um padrão irregular, foi realizada a suavização da taxa de homicídios que passou a se comportar de forma menos fragmentada. Não foi detectada autocorrelação espacial, sendo avaliada através do índice global de Moran (I= 0,0425). O modelo de regressão proposto com cinco variáveis mostrou-se apropriado às pretensões deste trabalho obtendo um coeficiente de determinação significativo (R²=0, 4567).
Abstract: The violence has become a public health problem in Brazil, is the third leading cause of deaths. In the Group of the violence, murders are the main causes of death. The main objective of this study was to analyze the spatial distribution of the homicides in the triennium 2004 fortress to 2006 related to socioeconomic factors. The technique was used for linkage to rescue the place of occurrence of the contained in the records of the IML to the database of Mortality Information System (SIM). Was created a model of multivariate linear regression analysis that allowed the identification of a statistical relationship between homicides and socioeconomic indicators. We recorded 35,266 thousand deaths in residents in Fortaleza, this 1,815 were victims of homicide. The use of the linkage procedure allowed an improvement of the information contained on the SIM, with 93.6% recovery of information places of occurrence of death at the place of occurrence of the violent event. For effect of spatial analysis were only considered 1,699 deaths with neighborhood of occurrence identified. The main risk group to death for murder is that of young males between 15 and 29 years, in which the risk is 15.5 times greater than the drab female, unmarried and with low schooling. Spatial statistical analysis was performed by smoothing the rate variations using the Bayesian method and empirical observation of Spatial autocorrelation through I of Moran. As for the spatial distribution of the homicide, understand-if relevant contrasts between worst areas and better living conditions, where 9.65% of districts have low IDH, also have high rates of homicide. The spatial distribution had an irregular pattern, was held anti-aliasing of the homicide rate that began to behave less fragmented. Spatial autocorrelation was not detected, being evaluated through the global index of Moran (I=0.0425). The proposed regression model with five variables proved to be appropriate to the claims of this work by obtaining a significant coefficient of determination (R² = 0.4567).
Descrição: SOUSA, Geziel dos Santos de. Distribuição espacial dos homicídios e a sua relação com os fatores socioeconômico no município de Fortaleza no triênio 2004-2006. 2009. 102 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6964
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_gssousa.pdf16,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.