Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6975
Title in Portuguese: Mortalidade infantil : o que os números não revelam : um estudo da mortalidade infantil no Ceará
Title: Infant mortality : what the numbers do not reveal : a study of infant mortality in Ceará
Author: Sousa, José Roberto Pereira de
Advisor(s): Nations, Marilyn Kay
Keywords: Mortalidade Infantil
Políticas Públicas de Saúde
Indicadores de Qualidade de Vida
Issue Date: 1998
Citation: SOUSA, J. R. P. de. Mortalidade infantil : o que os números não revelam : um estudo da mortalidade infantil no Ceará. 1998. 149 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 1998.
Abstract in Portuguese: Este trabalho faz uma abordagem pouco explorada dos indicadores de saúde, em especial da “Mortalidade Infantil": uma reflexão sobre a sua “identidade” como indicador de saúde. Respaldado em um estudo que mescla a leitura epistemológica com a antropológica, procuramos analisar sobre que processos a diminuição da taxa de mortalidade infantil no Ceará, período de 1993 a 1997, se estabelece como indicador de saúde. Para tal empreendimento lançamos mão de uma breve recuperação histérica dos fundamentos conceituais desse indicador e, através de uma pesquisa de campo com base na metodologia qualitativa, a partir de situações vivenciadas nos municípios de Itapajé e Ipueiras, procuramos explicitar os processos que levaram à diminuição da Taxa de Mortalidade Infantil (TMI) no Ceará. Os resultados encontrados revelam que a mortalidade infantil, como indicador de saúde, não se trata de parâmetro estático e fixo; seu valor e poder de revelar mudanças nas condições de saúde e de vida das populações vêm se modificando com a história, o tempo e o lugar, a depender de transformações sociais, políticas e tecnológicas. No Ceará, no período em estudo, ela não representou mudanças significativas na saúde da população ou mesmo na saúde da criança, mas, basicamente, avanços tecnológicos, cuidados primários e seletivos de saúde, especificamente de assistência à criança de até 1 ano de idade. Verificamos ainda que em ambos os municípios, tanto no de maior quanto no de menor diminuição da TMI, foram aplicados o mesmo modelo e igual metodologia para a sua redução, ocorrendo a maior diferença entre os municípios apenas na forma organizada e prioritária de sua implantação. Os relatos colhidos evidenciam que o modelo terapêutico implantado, embora de baixo custo e "eficaz", não é dotado de sustentabilidade, haja vista trazer consigo grandes distorções educativas, pedagógicas e até de financiamento, tornando-o cada vez mais difícil de ser aplicado e sustentado, aparentemente em um misto de origem ideológica, política e organizacional. As conclusões desse estudo apontam para a urgência de uma revisão do modelo de intervenção e da metodologia utilizada para a diminuição da TMI, no Ceará, com o intuito de abolir suas distorções e muni-la de sustentabilidade.
Abstract: This paper presents an approach underexplored health indicators , especially the " Infant Mortality " : a reflection on your " identity " as a health indicator . Backed in a study that merges the epistemological reading with anthropological , about which we analyzed processes to decrease the infant mortality rate in Ceará , the period from 1993 to 1997 , is established as a health indicator . for this project we used a brief recovery hysterical conceptual foundations of this indicator and , through a field research based on qualitative methodology , from situations experienced in the municipalities of Itapajé and Ipueiras , we explain the processes that led to the decline of Infant Mortality Rate ( IMR ) in Ceará . These results show that the infant mortality as a health indicator , not parameter is static and fixed , their value and power to reveal changes in health and life of the people have been changing with the story , the time and place , depending on the social, political and technological . Ceará in the period study , it did not represent significant changes in population health or the health of the child, but basically , technological advances , and selective primary care health , specifically for child care for up to 1 year old. verified although in both municipalities , both in higher and in lower decrease in IMR , we applied the same model and the same methodology to reduce it , the biggest difference occurring between the municipalities only in an organized manner and priority of its implementation . reports show that harvested therapeutic model deployed , although inexpensive and " effective " , is not endowed with sustainability , considering bring large distortions educational , pedagogical and even financing , making it increasingly difficult to be implemented and sustained , apparently in a mixed origin ideological , political and organizational . findings of this study point to the urgent need for a review of the intervention model and methodology used for the reduction of IMR in Ceará , with the aim of abolishing its distortions and muni her sustainability .
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6975
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1998_dis_jrpsousa.pdf734,54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.