Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6984
Título: Crenças e valores das adolescentes vítimas de violência sexual sobre DST e AIDS
Título em inglês: Beliefs and values of adolescent victims of sexual assault on STD/AIDS
Autor(es): Silva, Kelanne Lima da
Orientador(es): Pinheiro, Patrícia Neyva da Costa
Palavras-chave: Violência Sexual
Síndrome da Imunodeficiência Adquirida
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Data do documento: 2011
Citação: SILVA, K. L. (2011)
Resumo: A violência sexual caracteriza-se como um grave problema de saúde pública que acarreta distúrbios no desenvolvimento biopsicossocial e sexual de suas vítimas, principalmente quando essa agressão ocorre na fase da adolescência, pois esses sujeitos se encontram numa etapa da vida marcada por mudanças e adaptações, especialmente no âmbito da sexualidade. Portanto, as crenças e valores das vitimas de violência sexual precisam ser compreendidas para promover a adoção de comportamentos sexuais saudáveis. Objetivou-se compreender como as crenças e valores das adolescentes vitimas de violência sexual influenciam no comportamento de prevenção das DST e da AIDS com base no Modelo de Crenças em Saúde (MCS) . Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva, realizada numa Instituição de Acolhimento no Municipal de Fortaleza, no período de maio a julho de 2011, com oito adolescentes vitimas de violência sexual. Foram utilizados como instrumentos e procedimentos para a coleta de informações: a observação participante de todos os encontros, que foram registrados no diário de campo; todo o material produzido durante os grupos focais, como cartazes, desenhos, entre outros; e a transcrição da gravação dos diálogos durante as estratégias de grupo e do roteiro de entrevista semiestruturada. As informações foram organizadas conforme as dimensões do MCS. Todos os aspectos legais e éticos da pesquisa envolvendo os seres humanos foram respeitados. Inicialmente, foi necessário caracterizar as participantes do estudo e observou-se que as histórias de vida dessas adolescentes estavam condizentes com a literatura. Em relação às categorias criadas conforme o MCS: as adolescentes tem um défice de conhecimento em relação a essas doenças e não se consideraram susceptíveis as DST/AIDS por acreditarem que não irão se relacionar sexualmente com homens, mesmo identificando a maior vulnerabilidade da mulher a essas patologias; em relação à percepção da gravidade, elas classificaram essas doenças como graves, incuráveis e que alteram o convívio social, demonstrando medo de contrair uma dessas patologias; identificaram como benefícios e barreiras do método preventivo ser de fácil acesso e utilização e prevenir tanto doenças como gravidez, mas interferem no prazer sexual; e seu uso está relacionado com questões culturais e sociais, ressalta-se também, que o abuso de álcool e drogas intervém na adoção de comportamentos saudáveis. Conclui-se que as crenças e valores dessas adolescentes as tornam vulneráveis a DST/AIDS, sendo necessário refletir sobre as consequências da violência sexual na vida dessas adolescentes para a elaboração de estratégias e ações preventivas voltadas para esse publico-alvo no que concerne ao desenvolvimento da sexualidade de forma segura, minimizando traumas e sofrimentos advindos dessa experiência na vida dessas adolescentes, tornando-as conscientes dos seus direitos sexuais e reprodutivos.
Descrição: SILVA, Kelanne Lima da. Crenças e valores das adolescentes vítimas de violência sexual sobre DST e AIDS. 2011. 85 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6984
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_klsilva.pdf645,78 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.