Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6986
Title in Portuguese: Diagnósticos de enfermagem respiratórios em crianças com infecção respiratória aguda : um estudo longitudinal
Title: Nursing diagnosis respiratory in children with acute respiratory : a longitudinal study
Author: Pascoal, Lívia Maia
Advisor(s): Lopes, Marcos Venícios de Oliveira
Keywords: Diagnóstico de Enfermagem
Sistema Respiratório
Infecções Respiratórias
Issue Date: 2011
Citation: PASCOAL, L. M. Diagnósticos de enfermagem respiratórios em crianças com infecção respiratória aguda: um estudo longitudinal. 2011. 128 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.
Abstract in Portuguese: No âmbito da enfermagem, os estudos de acurácia contribuem com a melhoria da qualidade da assistência por permitir a identificação de características definidoras com bom poder preditivo e influenciar diretamente na escolha do diagnóstico de enfermagem adequado a cada situação clínica. Devido à importância de pesquisas relacionadas a essa temática, este estudo foi realizado com o objetivo de analisar a capacidade preditiva das características definidoras dos diagnósticos de enfermagem “Padrão respiratório ineficaz (PRI), Desobstrução ineficaz das vias aéreas (DIVA) e Troca de gases prejudicada (TGP)” em crianças com infecção respiratória aguda (IRA). Foi desenvolvido um estudo de coorte aberta, nos meses de janeiro a junho de 2011, em dois hospitais infantis da rede pública do município de Fortaleza-CE. A amostra foi composta por 136 crianças as quais foram acompanhadas por um período mínimo de seis e máximo de dez dias. Para a coleta de dados, foi utilizado um instrumento baseado nas características dos diagnósticos estudados e na literatura pertinente acerca da avaliação pulmonar. Os dados foram coletados através de exame físico da criança e entrevista com os responsáveis. As informações obtidas foram analisadas pela pesquisadora para determinar a presença ou ausência das características de PRI, DIVA e TGP e posteriormente foram encaminhados para enfermeiros diagnosticadores que executaram o processo de inferência diagnóstica. Foram utilizados os softwares Excel e PASW para organização e análise estatística dos dados. O nível de significância adotado foi de 5%. A análise da evolução temporal dos diagnósticos DIVA, TGP e PRI mostrou uma tendência curvilínea, com redução ao longo do período de acompanhamento. Para DIVA e PRI, verificou-se uma distribuição semelhante apesar de terem ocorrido em proporções diferentes, mas DIVA manteve altos valores nos dez dias de seguimento. Quanto às medidas de acurácia, as características mais acuradas para predizer a ocorrência de DIVA, TGP e PRI foram Ruídos adventícios respiratórios, Hipoxemia e Uso de musculatura acessória para respirar, respectivamente. Todas as crianças avaliadas desenvolveram DIVA até o final do tempo de acompanhamento e nenhuma relação estatisticamente significante foi encontrada entre o tempo de sobrevida e as variáveis analisadas. Do total de crianças acompanhadas, 86,76% desenvolveram TGP durante o período de acompanhamento. O tempo de internamento foi a única variável que apresentou correlação estatisticamente significante com o tempo de sobrevida. A mediana do tempo de sobrevida para PRI foi de um dia e do total de crianças acompanhadas, 86,76% desenvolveram este diagnóstico durante o período de seguimento. Com base na análise de correspondências múltiplas, as características que melhor auxiliam na diferenciação entre os diagnósticos estudados são: Expectoração, Tosse ausente, Vocalização dificultada e Ruídos respiratórios adventícios para DIVA; Agitação e Irritabilidade para TGP e Alteração na profundidade respiratória, Uso de musculatura acessória para respirar e Respiração anormal para PRI. Estudos desta natureza são importantes por fornecer informações sobre a capacidade preditiva das características definidoras bem como a evolução temporal e as particularidades dos diagnósticos de enfermagem respiratórios em crianças com infecção respiratória aguda.
Abstract: Through nursing subject, studies of accuracy contribute to improve the quality of care by allowing the identification of defining characteristics (DC) with good predictive power and directly influence the choice of nursing diagnosis appropriate to each clinical situation. Because the importance of research related to this subject, this study was made with the goal to analyze the predictive ability of the DC of nursing diagnoses Ineffective Breathing Pattern (IBP), Ineffective airway clearance (IAC) and Impaired gas exchange (IGE) in children with acute respiratory infection (ARI). It was developed an open cohort study in the months January to June 2011, two children hospitals in the public network in Fortaleza-CE. The sample was consisted of 136 children, who were followed for a minimum period of six and maximum of ten days. To collect the data, it was used an instrument based on the characteristics of the diagnostics studied and some relevant literature about the lung evaluation. The data were collected through examination of the child and interview with their responsibles. The information obtained was analyzed by the researcher to determine the presence or ausence of the characteristics of IBP, IAC and IGE and lately were sent to nurses diagnosticians that performed the diagnostic inference process. It was used Excel and PASW software for organizing and analyzing statistical data. The level of significance was 5%. The temporal evolution of the diagnostics IAC, IBP and IGE showed a curvilinear trend, with reduction over the monitoring period. For IAC and IBP, there was a similar distribution although they occurred in different proportions, but IAC maintained high values in ten days of follow-up. The measures of accuracy, the characteristics more accurated for predicting the occurrence of IAC, IGE and IBP were respiratory rales, hypoxemia and use of accessory muscles to breathe, respectively. All children evaluated IAC developed by the end of follow-up time and no statistically significant relationship was found between survival time and the variables analyzed. Of the total number of children followed, 86.76% developed IGE during the follow-up period. The time of hospital staying was the only variable that showed a correlation statistically significant with survival time. The median survival time for IBP was a day of total and accompanied children, 86.76% developed this diagnosis during the study period. Based on the analysis of multiple matches, the best characteristics that assist in differentiating between the diagnoses studied are: expectoration, cough absent, Speech and difficult to IAC adventitious breath sounds, agitation and irritability for IGE and Change in the depth of breathing, use of accessory muscles breathing and anormal breathing for IBP. Studies of this nature are important for providing information about the predictive ability of the defining characteristics and the temporal evolution and characteristics of the respiratory nursing diagnoses in children with acute respiratory infection.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6986
Appears in Collections:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_dis_lmpascoal.pdf1,2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.