Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6996
Title in Portuguese: Construção e validação da escala de avaliação do autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca
Title: Construction and validation of self-care scale for evaluation of patients with heart failure
Author: Oliveira, Shérida Karanini Paz de
Advisor(s): Lima, Francisca Elisângela Teixeira
Keywords: Insuficiência Cardíaca
Estudos de Validação
Pesquisa Metodológica em Enfermagem
Issue Date: 2011
Citation: OLIVEIRA, S. K. P. Construção e validação da escala de avaliação do autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca. 2011. 170 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.
Abstract in Portuguese: É importante avaliar a prática do autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca (IC), visto que o cuidado pessoal é indispensável para diminuição das complicações e reinternações e melhoria da qualidade de vida. Este estudo teve como objetivos elaborar uma escala para avaliação do autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca e realizar a validação de conteúdo da escala de avaliação do autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca. Trata-se de um estudo do tipo metodológico, cujo referencial teórico foi o Modelo Psicométrico para construção de instrumentos de medida composto por três procedimentos (teórico, empírico e analítico), sendo realizado o pólo teórico e seus seis passos. A primeira etapa da pesquisa envolveu o levantamento dos elementos que englobam as múltiplas facetas do construto “autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca” por meio de uma revisão de literatura. Para tanto, procedeu-se a busca de artigos científicos em periódicos científicos nacionais e internacionais em bases de dados e livros acadêmicos sobre IC e autocuidado nas bibliotecas das universidades nos meses de abril e maio de 2011. Foram selecionados 63 artigos, que atenderam aos critérios de inclusão, nas bases de dados SCOPUS, PUBMED, CINAHL, COCHRANE e LILACS após o cruzamento dos descritores controlados autocuidado e insuficiência cardíaca e suas traduções em inglês e espanhol. Em relação aos livros, selecionaram-se oito livros que atenderam aos critérios de inclusão estabelecidos. A leitura e síntese dos artigos e livros apontaram 28 práticas de autocuidado de pacientes com IC e orientaram a operacionalização da construção da escala, originando a primeira versão da Escala de Avaliação do Autocuidado de Pacientes com Insuficiência Cardíaca (EAAPIC). A coleta de dados com os juízes aconteceu nos meses de agosto, setembro e outubro de 2011, sendo utilizado um formulário contendo dados referentes aos juízes e dados avaliativos da escala. O estudo respeitou os preceitos éticos e recebeu aprovação do comitê de ética em pesquisa da Universidade Federal do Ceará sob protocolo de número 114/2011. A primeira versão do instrumento foi composta por 29 itens distribuídos em sete domínios, quais sejam: nutrição, eliminação, atividade e repouso, percepção e cognição, promoção da saúde, tolerância ao estresse e papéis e relacionamentos. Cada item possuía cinco respostas possíveis dispostas em escala de Likert, variando de 1 a 5, sendo um considerado pior autocuidado e cinco melhor autocuidado. Procedeu-se a análise teórica da escala, submetendo-se à avaliação de oito juízes considerados experts em insuficiência cardíaca. Após os testes estatísticos (Índice de Validade de Conteúdo – IVC, v de Cramer e coeficiente de correlação intraclasses - ICC) e as alterações decorrentes das sugestões dos juízes, obteve-se a segunda versão da escala formada por vinte itens distribuídos em seis domínios. O ICC da EAAPIC foi de 0,827 (p=0,001) indicando boa consistência interna. Conclui-se, portanto, que foi possível construir uma escala de avaliação do autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca e que a mesma envolve e representa o conteúdo do construto que pretende medir devido seu bom valor do coeficiente de correlação intraclasses.
Abstract: It is important to evaluate the practice of self-care of patients with heart failure (HF), as the personal care is essential to decrease complications and readmissions and improve the quality of life. This study aimed to develop a scale for evaluate self-care of patients with heart failure and perform content validation of self-care scale for evaluation of patients with heart failure. It is a methodological study, whose theoretical reference was the Psychometric model for construction of measuring instruments composed of three procedures (theoretical, empirical and analytical), beeing performed the theoretical pole and its six steps . The first stage of the research involved the investigation of the elements that comprise the multiple facets of the construct "self-care of patients with heart failure" through a literature review. For this, we proceeded to search for scientific articles in national journals and international databases and scholarly books about HF and self-care in the university libraries in the months of April and May 2011. We selected 63 articles that met criteria for inclusion in databases SCOPUS, PubMed, CINAHL, Cochrane Library and LILACS after the crossing of controlled descriptors self-care and heart failure and their translations into English and Spanish. Regarding the books, we selected eight books that met the inclusion criteria established. Reading and summaries of articles and books have been identified 28 practice of self-care of patients with HF guided the operationalization of the construction of the scale, resulting in the first version of the Scale of Evaluation of Self-Care of Patients with Heart Failure (EAAPIC). Data collection with the judges took place in August, September and October 2011, we used a form containing data regardings jugdes and evaluate data on the scale. The study complied with the ethical guidelines and was approved by research ethics committee of the Federal University of Ceará under protocol number 114/2011. The first version of the instrument comprised 29 items divided into seven areas, namely: nutrition, elimination, activity and rest, perception and cognition, health promotion, stress tolerance, and roles and relationships. And each item had five possible answers arranged in Likert scale ranging from 1 to 5, with 1 considered worse self- care and 5 the best self-care. There has been the theoretical analysis of the scale, submitting to the evaluation of eight judges considered experts in heart failure. After statistical tests (Index of Validity of Content - IVC and coefficient of intraclass correlation - ICC) and the changes resulting from the suggestions of the judges, we obtained the second version of the scale consisting of twenty items divided in six areas. ICC of EAAPIC was 0.827 (p= 0,001), indicating good internal consistency. We conclude, therefore, that it was possible to construct a evaluation scale of self-care of patients with heart failure and that it involves and represents the content of the construct to be measured due to its good value for coefficient of intraclass correlation.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6996
Appears in Collections:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_dis_skpoliveira.pdf1,72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.