Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7036
Title in Portuguese: Padrões de comprometimento neural, limitação de atividade, participação social e fatores associados nas pessoas em pós alta de hanseníase nos anos de 2004 – 2009, Araguaína - TO
Title: Patterns of neural impairment, activity limitation, participation and social factors associated in people at high post of leprosy in the years 2004 - 2009, Araguaína - TO
Author: Monteiro, Lorena Dias
Advisor(s): Heukelbach , Jorg
Keywords: Hanseníase
Saúde da Pessoa com Deficiência
Atividades Cotidianas
Issue Date: 2012
Citation: MONTEIRO, L. D. Padrões de comprometimento neural, limitação de atividade, participação social e fatores associados nas pessoas em pós-alta de hanseníase nos anos de 2004-2009, Araguaína-TO. 2012. 194 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: Os danos neurais estão entre os principais fatores que contribuem para incapacidade física na hanseníase, sendo necessário monitoramento sistematizado com abordagem ampla nos aspectos físicos, psicológicos e sociais. O objetivo desse estudo foi caracterizar os padrões de comprometimento neural, limitação de atividade, participação social e seus fatores associados nas pessoas em pós alta de hanseníase, Araguaína - To, um município hiperendêmico para a doença. Fez-se um estudo transversal onde se avaliou os casos em alta por cura entre 2004 e 2009. Realizou-se exame dermatoneurológico, caracterização da limitação funcional, limitação de atividade e restrição da participação social. Um total de 282 participantes (média de idade: 45,8 anos) foi incluído no estudo. As formas clínicas paucibacilares foram mais frequentes (170; 60,3%). As incapacidades físicas ocorreram em maior proporção no período pós alta, e afetou 83 (20,6%) casos. Houve associação entre incapacidades físicas com formas multibacilares (p<0,001) e com episódios reacionais (p<0,001). No diagnóstico, a ocorrência de deformidades foi 1,7 vezes maior nos homens, mas essa diferença não se mostrou significante (p=0,166). Entre o diagnóstico e a alta houve piora do grau de incapacidade física em 6,7% das pessoas. Entre a alta e o pós alta a piora foi mais expressiva e chegou a 25,1%. O escore olho, mão e pé variou de 0 a 12 (média: 0,7; mediana: 0). Um total de 84 (29,8%) pessoas apresentou limitação de atividades. Uma leve restrição à participação social foi verificada em 18 (6,3%) casos. Houve correlação significante da limitação de atividade com idade mais avançada (r=0,40; p<0,0001) e com o grau da limitação funcional (r=0,54; p<0,0001), e da restrição à participação social com a limitação de atividade (r=0,56; p<0,0001) e com a limitação funcional (r=0,54; p<0,0001). Houve elevada prevalência de comprometimento neural e sensitivo e uma forte associação das variáveis sociodemográficas e clínico epidemiológicas com incapacidades físicas (p<0,0001). Após a alta da poliquimioterapia há a necessidade de monitoramento sistematizado dos casos que saíram do registro ativo, de forma a prevenir sequelas especificas da doença, reduzir a limitação funcional, e aumentar a participação social.
Abstract: The neural damage is one of the main factors contributing to disability in leprosy. Systematic monitoring is needed, using an integrated approach including physical, psychological and social aspects. The aim of this study is to characterize the patterns of neural impairment, activity limitation, social participation and associated factors in individuals after release from leprosy treatment in Araguaína (Tocantins state), a hyperendemic municipality for the disease. In a cross-sectional study we evaluated individuals who were released as cured from treatment between 2004 and 2009. Dermatological examination was performed, and, characterization of functional impairment, activity limitation and restriction of social participation were described. A total of 282 participants (mean age: 45.8 years) were included. The most frequent clinical form was paucibacillary leprosy (170; 60.3%). Physical disabilities occurred more frequently after discharge, in 83 (20.6%) cases. At diagnosis, visible impairments were 1.7 more common in males (p = 0.166). There was a significant association between physical disabilities and both multibacillary disease (p <0.001) and occurrence of leprosy reactions (p <0.001). From diagnosis to release from treatment, physical disabilities worsened in 6.7%, whereas in the period after release from treatment, physicial disabilities worsened in 25.1% participants. The eye, hand and foot score ranged from 0 to 12 (mean: 0.7; median: 0). A total of 84 (29.8%) participants showed any degree of activity limitation. A light restriction in social participation occurred in 18 (6.3%) cases. There was a significant correlation of activity limitation with older age (r = 0.40, p <0.0001) and with the degree of functional limitation (r = 0.54, p <0.0001), and of social participation restriction with activity limitation (r = 0.56, p <0.0001) and functional limitation (r = 0.54, p <0.0001). There was a high prevalence of neural and sensory loss, significantly associated with sociodemographic and clinical variables (p <0.0001). After release from MDT, there is a need for systematic monitoring of leprosy-affected individuals who are no longer considered as diseased by medical records, in order to prevent disease-specific sequels, reduce functional limitation, and increase social participation.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7036
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_ldmonteiro.pdf2,62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.