Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7038
Title in Portuguese: Saúde bucal em idosos residentes em uma instituição filantrópica no município de Fortaleza, Ceará : epidemiologia, cuidados e práticas
Title: Oral health in the elderly living in a philanthropic institution in the city of Fortaleza, Ceará : epidemiology, care and practices
Author: Gaião, Luciene Ribeiro
Advisor(s): Almeida, Maria Eneide Leitão de
Co-advisor(s): Heukelbach, Jorg
Keywords: Saúde Bucal
Idoso
Issue Date: 2005
Citation: GAIÃO, L. R. Saúde bucal em idosos residentes em uma instituição filantrópica no município de Fortaleza, Ceará : epidemiologia, cuidados e práticas. 2005. 136 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina. Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 2005.
Abstract in Portuguese: No Brasil, a população de idosos está em crescimento contínuo, causando um aumento da demanda por instituições de longa permanência para idosos. Porém, estudos no Nordeste brasileiro sobre a saúde bucal em idosos institucionalizados são praticamente inexistentes. Este estudo teve como objetivo analisar as condições de saúde bucal em idosos institucionalizados de 65 anos e mais em um asilo no Município de Fortaleza / CE, Brasil. Foi realizado um estudo transversal com 160 indivíduos (95,2% da população-alvo), consistindo de consulta aos prontuários, aplicação de um questionário estruturado pré-testado e exame bucal. Na análise estatística, foram utilizados testes T, Kruskal-Wallis e regressão linear múltipla. A idade média foi de 76,6 anos. O índice CPO-D (29,73) dos idosos asilados foi elevado. O componente dente perdido apresentou o maior valor (28,42); 109 (68,1%) idosos não possuíam nenhum dente hígido; 93 (58,1%) eram totalmente desdentados e 56 (35,0%) apresentavam dentes com raízes expostas. Dos 573 dentes presentes, 256 (44,6%) necessitavam de algum tipo de tratamento, sendo 194 (75,8%) para extração dentária. Dos idosos, 112 (70%) não faziam uso de prótese superior e 130 (81,3%) de prótese inferior. Quanto à necessidade de prótese, 135 (84,4%) necessitavam de algum tipo de prótese superior e 142 (88,7%) de prótese inferior. A maioria dos sextantes examinados (83,8%) apresentava cálculo dentário. Sobre os cuidados e práticas em saúde bucal, apenas 17 idosos (10,6%) não faziam higiene oral. Poucos idosos tinham visitado o dentista nos últimos três meses. A extração dentária predominou como o motivo da última visita ao dentista. Idade, instrução educacional e higiene oral apresentaram significância (p<0,05) para o CPO-D médio na regressão linear múltipla. Os dados mostram que a maioria dos idosos apresenta saúde bucal precária. Assim, são indispensáveis intervenções focalizadas nessas populações, como educação em saúde e tratamento precoce.
Abstract: In Brazil, the elderly population has been growing continuously, leading to a higher demand for long-term institutions for the elderly. In spite of that, studies on the oral health of institutionalized elderly in northeast Brazil are virtually non-existent. The objective of the present study was to analyze the oral health conditions in institutionalized elderly of 65 year-olds or older in a nursing home in the city of Fortaleza / CE, Brazil. A cross-sectional study was conducted with 160 individuals (95.2% of the target population), consisting of the analysis of patient records, application of a questionnaire and oral examination. In statistic analysis, T-Student, Kruskal-Wallis and multiple linear regression tests were performed. Their mean age was 76.6 years. The DMFT index (29.73) was high. Lost teeth represented the highest proportion (28.42); 109 (68.1%) elderly did not have any healthy teeth; 93 (58.1%) were total edentates and 56 (35.0%) had teeth with exposed roots. Of 573 teeth present in total, 256 (44.6%) required some kind of treatment, and 194 (75.8%) of them dental extraction. Of the study population, 112 (70%) did not use any upper prosthesis, and 130 (81.3%) did not use any lower prosthesis. The need of an upper prosthesis was detected in 135 elderly (84.4%) and of a lower prosthesis in 142 (88.7%). The majority of sextants examined (83.8%) had dental calculus. About practices and care in oral health, only 17 individuals (10.6%) did not clean their mouth. Few elderly had visited the dentist at last three months. The dental extraction predominated as the reason at last time of going to dentist. Age, educational level and oral hygiene entered in the multiple linear regression. These data show that most of the elderly had poor oral health. Interventional measures focused on these populations, such as health education and preventive treatment, are, therefore, necessary.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7038
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGSP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_dis_lrgaiao.pdf19,08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.