Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7408
Title in Portuguese: Barreiras ao pensamento e conhecimento científico: um debate sobre os ídolos do intelecto de Francis Bacon e os obstáculos epistemológicos de Gaston Bachelard
Author: Machado, Diego de Queiroz
Matos, Fátima Regina Ney
Pinheiro, Leonardo Victor de Sá
Keywords: Conhecimento científico
Issue Date: 2013
Publisher: Marcelle Colares Oliveira
Citation: MACHADO, D. Q.; MATOS, F. R. N.; PINHEIRO, L.V. S. Barreiras ao pensamento e conhecimento científico: um debate sobre os ídolos do intelecto de Francis Bacon e os obstáculos epistemológicos de Gaston Bachelard. Contextus: Revista Contemporânea de Economia e Gestão, Fortaleza, v. 11, n. 1, p. 39-49, jan./jun. 2013.
Abstract in Portuguese: Apesar dos debates e das manifestações divergentes entre filósofos da ciência, a produção de conhecimento científico ainda é alvo de diversas discussões. Mesmo separados por três séculos, Francis Bacon e Gaston Bachelard destacamse nesse contexto de debates pela valorização que ambos dispensaram à problemática e pelas contribuições advindas de suas abordagens. Nesse sentido, este ensaio tem como objetivo analisar as barreiras à evolução do pensamento e do conhecimento científico, mediante reunião, em um único diálogo, dos ídolos do intelecto humano identificados por Bacon e dos obstáculos epistemológicos apontados por Bachelard. No caso das ciências administrativas, tal reflexão traz como contribuições: o desarraigamento das práticas de senso comum, disseminadas pelas literaturas de negócios nãocientíficas; o incentivo à incorporação de outros desenhos de investigação, advindos das demais disciplinas científicas, como forma de auxiliar a superação dos obstáculos inerentes aos métodos de pesquisa utilizados na área; a discussão sobre a presença de tais obstáculos no âmbito institucional e sua influência no processo de aprendizagem organizacional.
Abstract: Despite the debates and divergent manifestations among philosophers of science, the production of scientific knowledge is still subject of several discussions. Even separated by three centuries, Francis Bacon and Gaston Bachelard stand out in this context of discussions by the appreciation of such issues and contributions from their approaches. Thus, this paper aims to analyze the barriers to the evolution of the thought and scientific knowledge by meeting, in a single dialog, the idols of the human intellect identified by Bacon and the epistemological obstacles mentioned by Bachelard. In the case of administrative sciences, such reflection brings as contributions: the uprooting of practices of common sense, disseminated through unscientific business literature; encouraging the incorporation of other research designs, arising from other disciplines science as a way to help overcome the obstacles inherent in the research methods used in the area; the discussion about the presence of such barriers in the institutional framework and its influence on organizational learning process.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7408
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 2178-9258
1678-2089
Appears in Collections:FEAAC - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_art_dqmachado.pdf543,07 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.