Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7412
Title in Portuguese: Mortalidade por tuberculose associada à infecção por HIV/AIDS na cidade de Fortaleza
Title: Tuberculosis mortality associated with HIV / AIDS in the city of Fortaleza
Author: Gadelha, Raimunda Rosilene Magalhães
Advisor(s): Pires Neto , Roberto da Justa
Keywords: Tuberculose
HIV
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Coinfecção
Issue Date: 2012
Citation: GADELHA, R. R. M. Mortalidade por tuberculose associada à infecção por HIV/AIDS na cidade de Fortaleza. 2012. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: Um dos problemas mais críticos relacionados à coinfecção HIV/Tuberculose (TB) é a mortalidade associada. A infecção por HIV tem contribuído para o aumento do número de casos de TB e ainda tem sido responsável pelo aumento da mortalidade entre os pacientes coinfectados. Fortaleza, situada no Nordeste do Brasil, é um dos centros urbanos com maior incidência de TB no país. O presente trabalho avaliou características clínicas, epidemiológicas e fatores de risco relacionados a mortalidade por TB em pacientes coinfectados com HIV/Aids, maiores de 12 anos, residentes na cidade de Fortaleza-CE. Realizou-se estudo retrospectivo, descritivo e de caso-controle. Foram revisados dados em 262 prontuários dos pacientes com TB ativa acompanhados em quatro ambulatórios de referência para HIV/Aids em Fortaleza entre os anos de 2004-2008. O perfil desses pacientes é caracterizado por adultos jovens, baixa escolaridade, sendo comuns os hábitos de etilismo (41,98%), tabagismo (33,59%) e uso de drogas ilícitas (26,72%). A maioria (65,65%) apresentou TB pela primeira vez. Quanto à apresentação clínica, a TB pulmonar foi observada em 50% dos casos. A maioria (62,98%) foi submetida a internamento hospitalar durante o tratamento da TB. O uso de antirretrovirias foi mais frequente nos casos que evoluíram para cura ou término de tratamento (88,0%). A letalidade foi de 11,45% e o coeficiente de abandono de 16,03%. Na análise univariada, o indivíduo separado/viúvo tem 3,7 vezes mais chance de óbito por TB, e 100% dos casos novos foram a óbito. Exame de raio-X alterado apresentou uma proporção de 31% de óbitos. O diagnóstico de HIV devido à TB foi fator protetor ao óbito (OR=0,25). A média da carga viral antes da TB foi superior no grupo dos casos (p=0,04). O inicio da TARV foi outro fator protetor para o óbito (OR=0,11). No modelo final da regressão logística múltipla, observou-se que o indivíduo que não teve resposta ao tratamento tem 9,9 (p=<0,01) vezes mais chance de evoluir para óbito e o indivíduo que não iniciou o antiretrovirais tem 10,1 (p=<0,01) vezes mais. Estes resultados são importantes para o planejamento e desenvolvimento de ações voltadas para o controle da TB nos pacientes com infecção por HIV/Aids em Fortaleza.
Abstract: One of the most critical problems related to HIV / tuberculosis (TB) coinfection is the associate mortality. HIV infection has contributed to the increase in the number of TB cases and has even been responsible for the increased mortality among coinfected patients. Fortaleza, located in Northeastern Brazil, is one of the urban centers with the highest incidence of TB in the country. This research evaluates clinical, epidemiological characteristics and risk factors related to mortality from TB in patients coinfected with HIV / AIDS, aged 12, residents in the city of Fortaleza. It was performed a retrospective, descriptive and case-control study. Database were reviewed in 262 charts of patients with TB active treated at four clinics reference to HIV / AIDS in Fortaleza between the years 2004-2008. The profile of these patients is characterized by young adults, low education, and common habits of alcoholism (41.98%), smoking (33.59%) and illicit drug use (26.72%). The majority (65.65%) showed the first time TB. In the clinical presentation, pulmonary TB was observed in 50% of cases. The majority (62.98%) underwent hospitalization during treatment of TB. The use of anti retrovirias was more frequent in patients who progressed to cure or end of treatment (88.0%). The mortality rate was 11.45% and the coefficient of abandonment of 16.03%. In univariate analysis, the individual separated / widowed have 3.7 times greater risk of death from TB, and 100% of new cases died. X-ray examination showed a changed ratio of 31% of deaths. The diagnosis of HIV due to TB was a protective factor against death (OR = 0.25). Mean viral load before TB was higher in the case group (p = 0.04). The start of ART was another protective factor for death (OR = 0.11). In the final model of logistic regression, we found that the individual who had no response to treatment is 9.9 (p = <0.01) times more likely to lead to death and the individual who has not started antiretroviral 10.1 (p = <0.01) more times. These results are important for planning and development of actions for the control of TB in patients with HIV infection / AIDS in Fortaleza.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7412
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_rrmgadelha.pdf2,51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.