Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7637
Title in Portuguese: Artesania da cena teatral contemporânea: trabalho imaginativo e autoformação
Title: Artesania contemporary theatre scene: work imaginative and self-formation
Author: Quinto, Maria Edneia Gonçalves
Advisor(s): Linhares, Ângela Maria Bessa
Keywords: Imaginative work
Crafts scene
Professores de representação teatral – Formação – Fortaleza(CE)
Representação teatral – Fortaleza(CE) – Técnica
Teatro – Estudo e ensino – Fortaleza(CE)
Companhias de teatro – Fortaleza(CE)
Issue Date: 2012
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: QUINTO, Maria Edneia Gonçalves. Artesania da cena teatral contemporânea: trabalho imaginativo e autoformação. 2012. 303f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2012.
Abstract in Portuguese: A pesquisa intitulada - Artesania da cena Teatral Contemporânea: Trabalho Imaginativo e Autoformação resulta de uma análise reflexiva sobre o conceito de artesania da cena teatral com vistas a sua resignificação O trabalho imaginativo a dimensão autoformativa a autonomia e a partilha de saberes em processos teatrais colaborativos emergiram como elementos centrais do estudo com base em uma compreensão profunda do ator/artista sobre as diversas fases de composição da cena criada no contexto do grupo de pertença O aporte metodológico da etnopesquisa crítica norteou a descrição densa do processo criativo realizado por mim e por dois outros artistas da Companhia Pã de Teatro (sujeitos da pesquisa) durante a escrita dramatúrgica do texto Iracema via Iracema, sua adaptação encenação e representação mediante o formato da intervenção cênica intitulada Noiada em Fortaleza entre 2009 e 2010 A articulação entre os conceitos de artesania da cena imaginação e memória como categorias centrais para a análise desse modo artesão de conceber a cena teatral como campo empírico dependeu das ações e reflexões realizadas pelos artistas participantes do cotidiano desta composição cênica como processo fundante de um fazer artístico considerado em toda a sua dinamicidade Esta pesquisa se situa no âmbito dos estudos em educação fronteiriços com os estudos da área teatral e em diálogo com áreas complementares como a Fenomenologia e a Antropologia entre outras no que tange à natureza artesã e formativa preponderante em tais áreas A ideia de artesania da cena objeto de estudo desenvolvido inicialmente nos estudos de Mestrado tendo como foco a apropriação técnica e sensível das diferentes fases e elementos da criação teatral segundo uma concepção artesã de criação foi redimensionada numa perspectiva complementar a este conceito com base em minha participação direta na feitura e representação de Noiada Considerei tal percurso como exercício de autonomia e de autoformação enquanto atriz professora de teatro e pesquisadora em formação Por outro lado as relações de trocas de saberes entre eu a dramaturga e o diretor além dos demais parceiros da Pã foram demarcadas por ações e reflexões assumidas por cada um neste contexto entendido como processo colaborativo e portanto diferenciando-se de uma concepção de que o diretor é o “mestre” (aquele que pensa e cria a encenação) e os atores/artistas são “discípulos” (aqueles que obedecem e executam as ordens do diretor) Ao invés disso tais sujeitos consideraram-se “mestres de si” assumindo o hibridismo e a interdisciplinaridade das funções e saberes necessários à composição da cena. O trabalho imaginativo se configurou neste caso como elemento integrante da ideia de dar forma à cena de acordo com os substratos da escrita dramatúrgica da encenação e dos movimentos de criação e representação de Noiada e portanto, para além da produção de imagens imaginadas transubstanciando imaginação experiências e memórias do vivido em objeto artístico Outra maneira de relatar a realidade vivida e suas relações com o fazer teatral como percurso autoformativo O conceito de autoformação foi norteado pelas reflexões sobre alguns recortes de nossas histórias de vida e de modo específico sobre a minha trajetória de formação e prática como atriz e professora de teatro mediada pelas interações com o coletivo Pã minhas experimentações corpóreas expressivas e atos imaginativos durante o processo criativo da personagem Noiada (heteroformação) e pela compreensão crítica sobre esse processo (ecoformação) que me tornou provisoriamente aquilo que sou em movimentos de aprendizagem artesã partilhados com os parceiros de criação.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7637
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012-TESE-MEGQUINTO.pdf2,71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.