Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7828
Título: A territorialidade da criminalidade violenta no bairro Jardim das Oliveiras – Fortaleza/CE
Título em inglês: The territoriality of violent crime in the neighborhood Garden of Olives - Fortaleza / CE
Autor(es): Freitas, Fabiano Lucas da Silva
Orientador(es): Silva, José Borzacchiello da
Palavras-chave: Geografia
Violência Urbana
Criminalidade Violenta
Territorialidades
Jardim das Oliveiras
Urban Violence
Territorialities
Criminalidade urbana
Juventude e violência - Fortaleza (CE)
Data do documento: 2010
Citação: FREITAS, F. L. S. ; SILVA, J. B. (2010)
Resumo: A cidade de Fortaleza vem experimentando um aumento progressivo do processo de segmentação socioterritorial. Territorialidades como os condomínios fechados, shopping centers e conflitos territorializados entre grupos sociais fazem parte de um mesmo contexto, o aumento da violência nas cidades brasileiras. Os conflitos territorializados parecem se multiplicar pela Metrópole cearense, extrapolando inclusive para outros municípios. Os bairros que têm apresentado um alto índice de violência nos últimos anos em Fortaleza são espaços com forte disputa territorial. Identidades engendradas ao longo do tempo se direcionam para rivalidades, rixas, vinganças e outros sentimentos materializados em territórios reinantes da violência e do medo. Visando uma aproximação mais efetiva com a problemática abordada esta pesquisa objetiva estudar os conflitos territorializados desenvolvidos no bairro Jardim Oliveiras, localizado a sudeste da cidade de Fortaleza-CE. Segundo os dados da CEVEPI/SMF, em 2006, o bairro Jardim das Oliveiras foi o segundo mais violento no que concerne a variável homicídio. Neste bairro, as mortes têm sido resultado de confrontos territoriais entre microgrupos sociais pertencentes fundamentalmente ao Conjunto Habitacional Tancredo Neves e Conjunto Habitacional Tasso Jereissati. O bairro Jardim das Oliveiras não se constitui numa comunidade “fechada” ou “homogênea” no tocante a identidade, mas sim, num mosaico de territórios com suas respectivas territorialidades. O trabalho ainda defende que a violência sofrida ou praticada pela juventude possui uma dinâmica socioterritorial marcante. No caso específico da criminalidade violenta existe uma acentuada concentração por gênero, raça/cor, estado civil e faixa etária. Assim, os jovens negros e/ou pardos moradores de espaços estigmatizados são as principais vítimas de homicídios na cidade de Fortaleza
Abstract: The city of Fortaleza has been facing a progressive increase in the process of socioterritorial segmentation. Territoriality such as condominiums, shopping malls and territorialized conflicts among social groups are part of the same context, the increase of violence in Brazilian cities. Territorialized conflicts seem to multiply throughout the metropolis of Ceará, reaching other cities. Lately, neighborhoods that have shown a high rate of violence in Fortaleza are spaces with strong territorial fight. Fake identities over the years lead to rivalries, feud, revenge and other materialized feelings in those territories prevailing violence and fear. As to a more effective approach to the issues addressed, this research aims at studying the conflicts developed in the neighborhood of Bom Jardim, located southeast of the city of Fortaleza-CE. According to data from CEVEPI/SMF, in 2006, Bom Jardim was the second most violent concerning the variable murder. In this neighborhood, deaths have been the result of territorial clashes among microgroups belonging mainly to Trancedo Neves e Tasso Jereissati. Jardim das Oliveira is not considered a “closed” or “homogeneous” neighborhood concerning identity, but a mosaic of territory with their territorialities. This paper also argues that the assault or committed violence by youth has a remarkable socioterritorial dynamic. In the specific case of violent criminality, it seems to be a marked concentration by gender, race, marital status and age. Being so, young black and/or brown people of stigmatized areas are the main victims of homicides in the city of Fortaleza.
Descrição: FREITAS, F. L. S. A territorialidade da criminalidade violenta no bairro Jardim das Oliveiras – Fortaleza/CE. 2010. 167 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7828
Aparece nas coleções:DGR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_flsfreitas.pdf4,89 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.