Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/783
Título: Rigidez estrutural ao desenvolvimento no semi-árido nordestino
Autor(es): FERREIRA, Assuéro
Palavras-chave: Brasil, Nordeste - Politica economica
Brasil, Nordeste - Condições sociais
Desenvolvimento econômico - Brasil, Nordeste semi-arido
Data do documento: 2009
Editor: Revista de Ciências Sociais
Citação: FERREIRA, A. (2009)
Resumo: Neste artigo, o autor traça um perfil analítico das condições socioeconômicas da região semi- árida nordestina com o objetivo de evidenciar sua rigidez estrutural ao desenvolvimento. Este, entendido como um processo de transformação sociocultural cuja tendência histórica incorpora sistematicamente promoção de bem-estar socioeconômico da população de uma específica área ou território. A região semi-árida do Nordeste representa cerca de 58% da área regional, 41% da população e apenas 22% do produto interno bruto, além de secas periódicas que reduzem historicamente, em grande medida, a produção agropecuária com efeitos dramáticos, principalmente sobre os pequenos e médios produtores. Ademais, diante de alta concentração da propriedade rural e urbana, a região semi-árida apresenta os piores indicadores socioeconômicos no contexto brasileiro se constituindo, então, num dos principais pilares de resistência ao próprio desenvolvimento nacional. A superação no médio e longo prazos dessa condição de subdesenvolvimento requer políticas públicas consistentes e sistêmicas, envolvendo os três níveis de governo com a participação efetiva da sociedade civil e não as ações pontuais que costumam acontecer.
Abstract: In this article the author traces an analytical profile of socioeconomic conditions of the semi- arid northeast of Brazil with a view to highlighting its structural rigidity to the development. This understood as a process of cultural transformation which incorporates historical trend systematically promoting socioeconomic well-being of the population in a specific area or territory. The semi-arid zone represents about 58% of the regional area, 41% of the population and only 22% of gross domestic product, in addition to periodic droughts that reduce historically, in great measure, agricultural production with dramatic effects mainly on the small and medium producers. Moreover, given the high concentration of rural property and urban, semi-arid region have the worst socioeconomic indicators in the Brazilian context, thus constituting one of the main pillars of resistance to own national development. The overcoming in the medium and long run of this condition of underdevelopment requires consistent and systemic public policies, involving the three levels of government with the effective participation of civil society, and not the specific actions that generally tend to happen.
Descrição: FERREIRA, Assuéro. Rigidez estrutural ao desenvolvimento no semi-árido nordestino. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 40, n. 1, 2009, p. 7 - 19
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/783
ISSN: BL 0041-8862
Aparece nas coleções:DCSO - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_art_AFerreira.pdf608,8 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.