Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8283
Título: Abordagem ideológica da representação social de professores universitários sobre a formação de docentes de E/LE
Título em inglês: Ideological approach of social representation of academics on the training of teachers of E / LE
Autor(es): Miranda, Cícero Anastácio Araújo de
Orientador(es): Baptista, Lívia Márcia Tiba Rádis
Palavras-chave: Teaching Formation. Social Representation. Ideology. Discourse
Língua espanhola - Estudo e ensino(Superior) - Falantes de português - Fortaleza(CE)
Professores de espanhol - Formação - Fortaleza(CE)
Análise crítica do discurso
Representações sociais
Data do documento: 2012
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: Miranda, C. A. A.; Baptista, L. M. T. R. (2012)
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo analisar a representação social que os professores universitários de uma universidade pública do Ceará constroem sobre a formação de docentes de Espanhol como Língua Estrangeira (E/LE) cujo foco é a constituição ideológica desta representação explicitada nas estruturas linguísticas do discurso. Para o alcance do objetivo proposto, baseamo-nos numa articulação entre a Teoria das Representações Sociais, particularmente os postulados de Moscovici (1978, 2009), Doise (1992), Jodelet (2001) e Harré (2001); os Estudos Críticos do Discurso propostos por van Dijk (2003, 2008a), e, ainda, a Linguística Aplicada, com os trabalhos de Moita Lopes (1996) e Almeida Filho (2011). Os dados foram gerados por meio do emprego da associação livre de palavras e da hierarquização de itens lexicais e, ainda, por aplicação de questionários de perguntas abertas bem como utilização de entrevistas semiestruturadas. Para a análise dos dados, foram empregadas as propostas de Harré (2001) para as quais o léxico é vetor das representações sociais e os postulados da Análise Crítica do Discurso, conforme o sugerido por van Dijk (2003, 2008a), no interior de seus Estudos Críticos do Discurso. A categoria utilizada foi a do “Significado do Discurso”, especificada na subcategoria dos “Temas” recorrentes no texto e falas dos participantes. As análises realizadas evidenciaram que os sujeitos concebem a formação em duas direções: 1. A formação de professores significa desenvolver nos formandos conhecimentos de aspectos linguísticos formais e, 2. Formação de professores equivale a desenvolver nos formandos conhecimentos de didática e metodologia de ensino do idioma. Embora a primeira representação seja a mais saliente, por apresentar elementos linguísticos evidenciadores de sua centralidade figurativa. No que tange a ideologia subjacente a essa compreensão, ficou evidenciado que os professores partilham de uma visão progressista da educação, que, segundo aponta Mascia (1999), pretende transpor o sujeito de uma situação de ignorância a uma de sabedoria, de maneira a modificar não só a sua individualidade, como também o meio social em que ele atua. Acentuou-se, ainda, uma ideologia pós-modernista nas falas dos professores. Esse entendimento revelou, igualmente, uma visão mercadológica da formação, de modo a marcar uma percepção de que se compreende o período do curso de Letras como uma fase de preparação para o trabalho profissional. Ressaltou-se, igualmente, um discurso marcado pelas estruturas de poder, nas bases propostas por van Dijk (2008a), a partir das quais, os grupos dominantes (professores universitários) visam legitimar coercivamente a sua posição como a prevalecente ante os grupos dominados (futuros formandos); de forma a reproduzir a sua representação social como a legitimamente posta, com valor de verdade. O estudo oferece, de maneira semelhante, elementos para se pensar alternativas e caminhos para eventuais transformações das práticas de formação de professores de E/LE, além de fazer contribuir para os estudos que investigam a relação entre ideologia, discurso e representação social, tendo em vista a forma como estes componentes se afetam mutuamente.
Abstract: This research has the objective of analyzing the social representation (SR) that university teachers from a Ceará public university make around the docent formation of Spanish as Foreign Language (SFL) teachers. Its focus is the ideological constitution of such representation evidenced on the linguistics structures of the discourse. To the consecution of the objective, we have based our considerations in one articulation among Social Representation Theory, particularly the observations of Moscovici (1978, 2009), Doise (1992), Jodelet (2001) and Harré (2001); the Social Critic Study of the Discourse proposed by van Dijk (2003, 2008a), and, yet, the Applied Linguistic, from the works of Moita Lopes (1996) and Almeida Filho (2011). The data base has been generated by the application of free association of words and lexical items hierarchization techniques; by open questions questionnaires and semi-structured interviews. To proceed the analysis of the data, we have employed the purposes of Harré (2001) who suggests the lexicon as a vector of the SR and Critical Analysis of Discourse, in a ideological focus, as suggested by van Dijk (2003, 2008a), within of your Social Critic Study of the Discourse. The category we used was the “Discourse Meaning”, specified in the subcategory of the recurrent “Themes” in the text and speech of the participants. The analyses have evidenced that the subjects conceive the formation in two directions: 1. The docent formation means to develop in the students the knowledge of formal linguistics aspects and, 2. Teachers formation is equivalent to the development, in the students, of the knowledge of didactic and language teaching methodology. Although the first representation is the most salient one, once its linguistics elements were more recurrent pointing into its centrality in the figurative core. Regarding the ideology which underlies this comprehension, it has been evidenced that the teachers share a progressive vision of education, that, as asserts Mascia (1999), intends to transpose the subject from an ignorant situation to the wisdom, modifying not only his individuality, but his social environment as well. The teacher’s speech has stressed, yet, a post-modernist vision. This understanding has revealed, equally, a marketing vision of the formation, according to what the period of the university is comprehended as the preparation to the professional labor performance. It has been evidenced, as well, a discourse marked by the power structures, as proposed by van Dijk (2008a), according to what the dominant groups (university teachers) aim to legitimize coercively its position as the prevailing one, before the dominated groups (students); so that reproduces its SR as legitimated set, as truth valor. The study offers, finally, elements to reflect alternatives and paths to eventual transformations of the SFL docent formation practices, besides it contributes to studies that investigate the relation among ideology, discourse ant social representation, as those components affect each other mutually.
Descrição: MIRANDA, Cícero Anastácio Araújo de. Abordagem ideológica da representação social de professores universitários sobre a formação de docentes de E/LE. 2012. 187f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8283
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_caamiranda.pdf1,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.