Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8307
Title in Portuguese: Elaboração e validação de vídeo educativo para promoção da autoeficácia materna na prevenção da diarreia infantil
Title: Development and validation of educational video to promote Maternal self-efficacy in the prevention of child diarrhea
Author: Joventino, Emanuella Silva
Advisor(s): Ximenes, Lorena Barbosa
Keywords: Diarreia Infantil
Estudos de Validação
Midia Audiovisual
Issue Date: 2013
Citation: JOVENTINO, E. S. Elaboração e validação de vídeo educativo para promoção da autoeficácia materna na prevenção da diarreia infantil. 2013. 188 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.
Abstract in Portuguese: A autoeficácia das mães em relação à capacidade para cuidar de seus filhos é relevante para a promoção da saúde, sendo considerada uma variável modificável. Diante dos elevados índices de morbimortalidade por diarreia infantil no mundo, faz-se premente a elaboração de estratégias que visem elevar a autoeficácia materna na prevenção da diarreia infantil. Objetivou-se construir e validar um vídeo educativo para promover a autoeficácia materna na prevenção da diarreia infantil. Tratou-se de um estudo multi-métodos: estudo metodológico e de desenvolvimento (elaboração do vídeo educativo) e ensaio clínico randomizado (aplicação do vídeo educativo). Na construção do vídeo foram seguidas três etapas: pré-produção (sinopse, argumento, roteiro, storyboard), produção e pós-produção. Para a validação do roteiro do vídeo, procedeu-se a avaliação por 23 juízes, profissionais da saúde e especialistas na área da diarreia infantil e saúde da criança; e por cinco juízes técnicos especialistas na área de comunicação. O vídeo editado passou pela validação por 17 mães. Em seguida, o vídeo foi aplicado ao grupo intervenção, enquanto que o grupo controle não recebeu nenhuma estratégia educativa para a prevenção da diarreia infantil. Ressalta-se que 90 mães de crianças menores de cinco anos compuseram cada grupo da investigação. Esta fase foi realizada em uma Unidade de Atenção Primária em Saúde de Fortaleza-CE, sendo o primeiro contato na unidade de saúde e o acompanhamento por três meses realizado por contatos telefônicos. Os dados foram analisados no Statistical Package for the Social Sciences, versão 20.0. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Ceará. Verificou-se que nos quatro momentos de acompanhamento das mães no estudo, as médias dos escores de autoeficácia materna para prevenir a diarreia infantil elevaram-se, individualmente em cada grupo, demonstrando significância estatística (p<0,0001). Com relação à comparação das médias dos escores na Escala de Autoeficácia Materna para Prevenção da Diarreia Infantil entre os grupos e dentro dos momentos, pode-se verificar relação estatisticamente significante no segundo mês de acompanhamento das mães (p=0,042). Houve uma mudança considerável na média dos escores de autoeficácia quando se comparou o momento inicial, no Centro de Saúde da Família com os demais momentos em ambos os grupos. Os grupos assemelharam-se em todos os momentos com relação à comparação das médias dos domínios da escala, com exceção do domínio de práticas alimentares/gerais, o qual no primeiro mês de acompanhamento apresentou p=0,036. No grupo intervenção, observou-se que três meses após as mães terem assistido ao vídeo educativo na unidade, a chance de crianças de mães com moderada autoeficácia na escala terem diarreia foi 2,36 maior do que os filhos daquelas com elevada autoeficácia para prevenir diarreia. Conclui-se que o uso de vídeo educativo “Diarreia Infantil: você é capaz de prevenir” elevou a autoeficácia materna em prevenir diarreia infantil, bem como diminuiu as chances dessa enfermidade em filhos de mães que tinham elevada autoeficácia. Acredita-se que esta tecnologia educativa aliada a intervenções participativas e a orientações do enfermeiro contribuirão para a obtenção de resultados ainda mais eficazes no que diz respeito à prevenção da diarreia infantil.
Abstract: The maternal self-efficacy regarding the ability to care for their children is important for health promotion and consists of a modifiable variable. Given the high rates of morbidity and mortality from infant diarrhea worldwide, there is an urgent need to design strategies aimed at raising maternal self-efficacy in the prevention of infant diarrhea. This study aimed to develop and validate an educational video to promote maternal self-efficacy in the prevention of infant diarrhea. This was a multi-method study: methodological and development study (development of educational video) and randomized clinical trial (application of educational video). For developing the video, we followed three stages: pre-production (synopsis, plot, script, and storyboard), production, and post-production. To validate the video script, we conducted a review by 23 judges, health professionals and experts in the field of infant diarrhea and child health, as well as by five technical judges, experts in the field of communication. Seventeen mothers validated the edited video. After this validation, we applied the video in the intervention group, while the control group received no educational strategy for the prevention of infant diarrhea. It is worth mentioning that 90 mothers of children under five years composed the research group. This phase took place in a primary healthcare unit in Fortaleza-CE, Brazil, in which the first contact was in the health unit and the monitoring for three months happened via telephone. For data analysis, we used the Statistical Package for Social Sciences, version 20.0. The Research Ethics Committee of the Universidade Federal do Ceará approved the project. We verified that, in the four moments of monitoring the mothers in study, the mean scores of maternal self-efficacy for preventing infant diarrhea increased individually in each group, showing statistical significance (p<0.0001). As for the comparison of mean scores in the Maternal Self-Efficacy Scale for Preventing Childhood Diarrhea between groups and within moments, we identified a statistically significant association in the second month of monitoring the mothers (p=0.042). There was a considerable change in the mean self-efficacy scores when comparing the initial moment in the Family Health Center with other moments in both groups. The groups were similar at all moments as regards to the comparison of the mean domain scores of the scale, except for the domain of food/general practices, which in the first month of monitoring presented p=0.036. In the intervention group, we observed that three months after the mothers had watched the educational video at the unit, the chance of children of mothers with moderate self-efficacy having diarrhea was 2.36 higher than in the children of those with high self-efficacy for preventing diarrhea. Thus, we conclude that using the educational video “Infant Diarrhea: you can prevent it” not only increased maternal self-efficacy in preventing infant diarrhea, but also decreased the chances of this disease in children of mothers who had high self-efficacy. We believe that this educational technology combined with participatory interventions and nurses’ guidance contributes to achieving effective results in the prevention of infant diarrhea.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8307
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DENF - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_tese_esjoventino.pdf1,55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.