Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/833
Title in Portuguese: Crescimento pró-pobre: diferenças de intensidade entre rural e urbano no período 2002-2005
Author: Manso, Carlos Alberto
Pereira, Dilson José de Sena
Barreto, Flávio Ataliba Flexa Daltro
Keywords: Crescimento Econômico
Pobreza
Issue Date: 2008
Publisher: Revista Econômica do Nordeste
Citation: MANSO, Carlos A.; PEREIRA, Dilson J.de S.; BARRETO, Flávio Ataliba F.D. Crescimento pró-pobre: diferenças de intensidade entre rural e urbano no período 2002-2005. Revista econômica do Nordeste, v.39, p.365-385, 2008.
Abstract in Portuguese: O artigo tem como premissa a análise da relação entre o crescimento econômico verificado na primeira metade da década atual e o comportamento da distribuição de renda. A ênfase principal desse trabalho é verificar, nas regiões brasileiras, se o crescimento é mais “pró-pobre” no meio urbano que no meio rural. A metodologia de análise emprega a técnica desenvolvida por Kakwani, Khandker e Son (2004), que utiliza as medidas de pobreza Proporção de Pobres (P0),Hiato de Pobreza (P1) e Severidade da Pobreza (P2) para quantificar e qualificar a magnitude do crescimento como “pró-pobre” ou não “pró-pobre”. Os resultados apontam predominância do crescimento econômico de natureza pró-pobre, sugerindo que a redução da pobreza se fez presente em todas as regiões e setores, mas sua intensidade não é suficiente para acreditar numa redução da distancia que separa a região Nordeste das demais regiões, exceção feita a região metropolitana.
Abstract: This article is the premise of the relationship between economic growth recorded in the first half of the decade and the current behavior to income distribution. Then emphasis is on checking in Brazilian regions, where does in fact growth is more "pro-poor" in urban than in rural areas. The methodology of analysis employs the technical developed by Kakwani, Khandker and Son (2004), which uses the measures of Headcount ratio (P0), Poverty gap ratio (P1) and Severity of Poverty (P2) quantifying-qualifying issue growth as "pro-poor" or not one. Results show predominance the core of economic growth pro-poor, and suggesting that poverty reduction was present in all regions and sectors, but its intensity is not enough to believe a reduction of distance that separates the region northeast of other regions.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/833
ISSN: 01004956
Appears in Collections:CAEN - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MANSO, Carlos A.; PEREIRA, D.J.S.; BARRETO, F A F D (2008).pdf186,76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.