Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8427
Título: Ingestão de lixo plástico por boto-cinza, Sotalia guianensis, na costa do Nordeste do Brasil
Título em inglês: Ingestion of plastic debris by estuarine dolphin, Sotalia guianensis, off Northeastern Brazil
Autor(es): Guimarães, Juliana P.
Batista, Renata L. G.
Mariani, Daniela B.
Vergara-Parente, Jociery Einhardt
Palavras-chave: Boto-cinza - Nordeste (BR)
Poluição marinha
Data do documento: 2013
Editor: Arquivos de Ciências do Mar
Citação: GUIMERÃES, J. P.; BATISTA, R. L. G.; MARIANI, D. B.; VERGARA-PARENTE, J. C. (2013)
Resumo: Resíduo no ambiente marinho está documentado como uma das principais ameaças aos peixes, aves e tartarugas marinhas. No entanto, existem poucos registros das interações de cetáceos com detritos. Este trabalho teve como objetivo relatar a presença de um pedaço de tela de plástico no trato digestivo de um boto-cinza, Sotalia guianensis, encontrado morto na costa do estado de Sergipe, Brasil. O animal apresentava marcas de interação com a pesca e durante a necropsia revelou um estômago repleto de conteúdo alimentar, portanto em processo nutrição antes de vir a óbito. Sabe-se que, neste caso, a morte não ocorreu devido à ingestão do pedaço de tela plástica, mas com base em estudos anteriores, acreditase que esta possa ser causada pela obstrução do trato gastrointestinal por resíduos sólidos e decréscimo do estímulo à alimentação. Para que haja uma diminuição de lixo marinho faz-se necessária uma nova abordagem em relação a seu uso indiscriminado, destino de plástico descartado, e campanhas educacionais para aumentar a consciência sobre a necessidade da conservação para a manutenção e sobrevivências das espécies marinhas.
Abstract: Debris in the marine environment is documented as one of the main threats to fish, birds and sea turtles. However, there are few records of the interactions of cetaceans with debris. This paper reports the presence of a scrap of plastic screen in the digestive tract of an estuarine dolphin, Sotalia guianensis, found dead on the beach sand of Sergipe State, Brazil. The animal showed marks of interaction with fishing and necropsy revealed an adequate nutritional state and a stomach full of food contents, indicating that the animal was feeding just prior to death. It is believed that in this case death did not occur due to the animal having ingested the piece of plastic screen yet, based on previous studies, it is likely that plastic debris can obstruct the gastrointestinal tract and reduce the feeding stimulus, thereby resulting in death. A reduction in marine debris requires addressing the question of debris discarding, especially plastics, and educational campaigns aimed at raising awareness regarding conservation for the maintenance and survival of marine species.
Descrição: GUIMERÃES, J. P. et al. Ingestion of plastic debris by estuarine dolphin, Sotalia guianensis, off Northeastern Brazil. Arquivos de Ciências do Mar. Fortaleza, v. 46, n. 1, p. 107-112, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8427
Aparece nas coleções:LABOMAR - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_art_jrguimaraes.pdf923,45 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.