Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8428
Título: Qualidade da pele do salmão, Salmo solaris: teste de resistência e hidroxiprolina
Título em inglês: Quality of the skin of salmon, Salmo solaris: resistance test and hydroxyproline
Autor(es): Franco, Maria Luiza Rodrigues de Souza
Uchimura, Cláudia Mari
Prado, Marcellie
Yajima, Edson Minoru
Gasparino, Eliane
Silva, Stefania Caroline Claudino da
Palavras-chave: Salmo solaris
Salmão - Pele
Data do documento: 2013
Editor: Arquivos de Ciências do Mar
Citação: FRANCO, M. L. R. de S.; USHIMURA, C. M.; PRADO, M.; YAJIMA, E. M.; GASPARINO, E.; SILVA, S. C. C. da (2013)
Resumo: Este trabalho avaliou o teor de hidroxiprolina e a resistência através dos testes físico-mecânicos das peles do salmão, Salmo solaris, submetidas ao curtimento com sais de cromo. Após curtimento das peles foram retirados os corpos de prova nos sentidos longitudinal e transversal ao comprimento do corpo do peixe. As amostras foram distribuídas em delineamento inteiramente ao acaso com dois tratamentos (T1= corpo de prova no sentido longitudinal; T2= corpo de prova no sentido transversal). Para os testes de determinação da resistência à tração, alongamento e rasgamento progressivo, foi utilizado o dinamômetro EMIC, com velocidade de afastamento entre as cargas de 100±10mm/min, em ambiente climatizado (23± 2ºC e UR do ar de 50± 5%), por 48 horas. A espessura dos couros analisados variou de 0,56 a 0,78mm. Os couros no sentido longitudinal apresentaram maior espessura em relação ao transversal. O couro apresentou valores médios para resistência à tração de 10,90 N/mm2, alongamento de 58,33% e rasgamento progressivo de 19,68 N/mm. A pele de salmão apresentou um teor de 1,23% de hidroxiprolina. Este couro deve ser utilizado apenas na confecção de artefatos em geral.
Abstract: This study evaluated the hydroxyproline content and resistance through physical-mechanical tests of salmon skins submitted to tanning with chromium salts. After the skin-tanning samples were removed in the longitudinal and transverse axes to the length of the fish’s body. The samples were distributed in a completely randomized design with two treatments: T1 - samples in the longitudinal direction and T2 - samples in the transverse direction. For the tests of tensile resistance determination, elongation and progressive tearing, the EMIC dynamometer was used, with the speed of separation between loads of 100 ± 10mm/min in a climatized environment (23 ± 2ºC and RH 50 ± 5 %) for 48 hours. The thickness of the leathers analyzed ranged from 0.56 to 0.78 mm. The longitudinal-axis leathers showed greater thickness than transverse-axis ones. The leather showed mean values for tensile resistance 10.90 N/mm2, elongation of 58.33% and progressive tearing of 19.68 N/mm. The salmon skin showed a content of 1.23% hydroxyproline. This leather should be used only in the general product manufacturing.
Descrição: FRANCO, M. L. R. de S. et al. Qualidade da pele do salmão, Salmo solaris: teste de resistência e hidroxiprolina. Arquivos de Ciências do Mar. Fortaleza, v. 46, n. 1, p. 90-95, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8428
Aparece nas coleções:LABOMAR - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_mlrdesfranco.pdf1,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.