Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8574
Título: As histórias contadas na clínica: narrativa e transformação na psicoterapia
Título em inglês: Stories told by the client: narrative and transformation in psychotherapy
Autor(es): BRITO, Rafaela Medeiros de Mattos
Orientador(es): GERMANO, Idilva Maria Pires
Palavras-chave: Psychotherapy
Narrative Psycholog
Terapia narrativa
Psicologia
Universidade Federal do Ceará.Clínica Escola de Psicologia
Terapias pós-modernas
Data do documento: 2014
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: BRITO, R. M. M.; GERMANO, I. M. P. (2014)
Resumo: Esta pesquisa busca explorar a relação entre narrativa e transformação na psicoterapia, através do significado que clientes da Clínica Escola de Psicologia da UFC, que já vivenciaram experiências traumáticas, atribuem: ao processo psicoterápico, às mudanças percebidas, ao terapeuta inserido no processo de transformação e à importância de se narrar no setting terapêutico. Além disso, consideraram-se as implicações culturais nas histórias pessoais, percebendo, assim, a narrativa não só como uma produção individual, mas também histórica e relacional. O referencial teórico utilizado foi o da Psicologia Narrativa, que postula que a experiência humana se faz inteligível quando transformada em narrativa. No campo da psicoterapia, essas formulações vão influenciar as terapias pós-modernas, tais como a Terapia Narrativa e a Abordagem Colaborativa. Os principais autores utilizados nesta pesquisa foram: Harlene Anderson, Harold Goolishian, Michael White, David Epston, John McLeod, Jerome Bruner, Kenneth Gergen e Marilene Grandesso. Dentro deste vasto campo de estudo, pressupõe-se que a construção de narrativas, por sua capacidade de gerar significados, é terapêutica em si. Esta pesquisa transcorreu mediante três entrevistas semiestruturadas, que foram transcritas e submetidas a uma análise temática. Observou-se que esses clientes chegaram à clínica com ideias preconceituosas a respeito da prática psicoterápica, mas, ao longo do tempo, tornaram-se extremamente comprometidos com a terapia, reconhecendo o papel fundamental que esta desempenhou na mudança de suas atitudes e significados atribuídos a suas realidades e a si mesmos. O terapeuta é visto, neste processo, como um facilitador que explora conteúdos antes não percebidos, mediando o diálogo do cliente com ele mesmo. A narrativa aparece na clínica como uma construção de sentido propiciadora de liberdade, levando a processos de ressignificação, reautoria e reorganização da experiência.
Abstract: This research aims to explore the connexion between narrative and transformation in psychotherapy, through the meanings that the clients from the Clínica Escola de Psicologia da UFC, who have experienced traumatic experiences, ascribe to: the psychotherapeutic process, the perceived changes, the therapist as a part of this process, and the importance of narrating in the therapeutic setting. Furthermore, it is important to analyze the cultural implications into personal stories. This way, it is possible to perceive the narrative not only as an individual production, but also as a historical and relational process. The theoretical framework used was the Narrative Psychology that points out that human experience becomes intelligible when transformed into narrative. In the field of psychotherapy, this theory contributed to the emergence of the postmodern therapies, which have as important icons the Narrative Therapy and Collaborative Approach. Some of the most important authors used in this research were: Harlene Anderson, Harold Goolishian, Michael White, David Epston, John McLeod, Jerome Bruner, Kenneth Gergen and Marilene Grandesso. Within this broad field of studies, it is assumed that the construction of narratives, by its ability to generate meanings, is therapeutic in itself. This study was conducted through semi-structured interviews with three clients. The interviews were transcribed and subjected to thematic analysis. It was then observed that in the beginning, all clients had some prejudice about the practice of psychotherapy, and over time, they become extremely committed to the therapy, which played a key role in changing attitudes and meanings ascribed to themselves and their realities. The therapist is seen in this process as a facilitator who explores some contents that were not perceived before, mediating the dialogue between the client and himself. The narrative emerges in the psychotherapy as a construction of meaning that leads to a sense of freedom, and prompts processes of resignification, agency and reorganization of experience.
Descrição: BRITO, Rafaela Medeiros de Mattos. As histórias contadas na clínica: narrativa e transformação na psicoterapia. 2014. 174f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8574
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_rmmbrito.pdf1,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.