Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8659
Título: Homoafetividade na infância na narrativa literária brasileira
Título em inglês: Homoaffectivity in childhood in brazilian narrative literary
Autor(es): Sousa, Benedito Teixeira de
Orientador(es): Coutinho, Fernanda Maria Abreu
Palavras-chave: Childhood. Homoaffectivity. Power. Characters. Brazilian literature
Personagens literários - Brasil
Infância na literatura
Homossexualismo na literatura
Poder(Ciências sociais) na literatura
Data do documento: 2014
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: SOUSA, B. T.; COUTINHO, F. M. A. (2014)
Resumo: A produção brasileira na literatura de temática homoafetiva passou ao longo do século XX por uma significativa evolução quantitativa e mesmo qualitativa. Ainda assim, a abordagem do tema envolvendo personagens na infância e/ou pré-adolescência continua bastante rarefeita na criação literária brasileira. Após um levantamento do que já se produziu em nossa literatura com a homoafetividade na infância sendo diretamente ou mesmo sutilmente abordada nos textos, a partir da publicação de O Ateneu, de Raul Pompéia, em 1888, selecionamos quatro narrativas por meio das quais analisamos como as personagens literárias em idade infantil vivem situações de desejo homoafetivo: o próprio O Ateneu; Capitães da areia (1937), de Jorge Amado; Dona Sinhá e o filho padre (1964), de Gilberto Freyre; e Limite branco (1970), de Caio Fernando Abreu. Verificamos as representações de poder surgidas a partir de contextos em que a criança se apresenta envolvida nesse tipo de relação, seja nas interações entre as personagens, adultos e crianças, ou de acordo com o contexto apresentado (família, escola, igreja, rua) e ainda no que toca à própria linguagem literária utilizada pelos ficcionistas. Para subsidiar a análise, trabalhamos os conceitos de infância, sexualidade, homoafetividade, poder (segundo Michel Foucault), com base no aparato teórico a respeito das personagens literárias.
Abstract: The Brazilian production of homoaffective themes/issues in literature evolved significantly both in quantitative and qualitative terms throughout the twentieth century. Still, the approach to the subject involving characters in childhood and / or pre – adolescence is quite scarce in Brazilian literary creation. Based on a survey of what has been written in Brazilian literature regarding homoaffective relations in childhood addressed in the texts directly or in a subtle way, from the publication of O Ateneu (The Athenaeum), by Raul Pompeia, in 1888, four narratives were selected, through which we analyze how literary child characters face homoaffective desire: O Ateneu; Capitães da areia (Captains of the sands) (1937) by Jorge Amado, Dona Sinhá e o filho padre (Mother and son) (1964), by Gilberto Freyre, and Limite branco (White boundary) (1970), by Caio Fernando Abreu. We analyzed the representations of power arising from contexts in which the child has engaged in this kind of relationship, the interactions between the characters, adults and children, in relation to the given context (family, school, church, street) and the literary language used by the authors. To complement this analysis, we dealt with the concepts of childhood, sexuality, homosexuality, power (according to Michel Foucault), based on the theoretical background and apparatus of the literary characters.
Descrição: SOUSA, Benedito Teixeira de. Homoafetividade na infância na narrativa literária brasileira. 2014. 162f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Letras, Fortaleza (CE), 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8659
Aparece nas coleções:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_btsousa.pdf1,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.