Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8729
Title in Portuguese: Biogeoquímica de Ferro e Enxofre em Solos de um Manguezal no Contexto Semiárido Cearense (Acaraú)
Title: Biogeochemistry of Iron and Sulphur in Mangrove Soils in the Semiarid Cearense Context (Acaraú).
Author: Lopes, Camila Campos
Advisor(s): Ferreira, Tiago Osório
Keywords: Genese, Morfologia e Classificação dos Solos
Manguezal
Biogeoquímica
Ferro
Enxofre
Acaraú
Manguezais - Composição
Química do solo - Ferro - Enxofre
Manguezais - Biogeoquimica
Issue Date: 2011
Citation: LOPES, C. C.; FERREIRA, T. O. (2011)
Abstract in Portuguese: Os manguezais são ecossistemas complexos e que possuem uma dinâmica marcada pela interação de diversos fatores, tanto bióticos (vegetação, macrobiota), quanto abióticos (temperatura, regime de chuvas, amplitude das marés). A interação desses fatores influencia diretamente as condições físico-químicas e biológicas do meio, refletidas em parâmetros como pH e Eh. Nas áreas de manguezais, condições como o hidromorfismo fazem com que a forma preponderante de obtenção de energia seja a Redução Bacteriana do Sulfato, que está diretamente relacionada com o ciclo do ferro desses locais. Diante disso, percebe-se a necessidade de mais estudos nesse ramo da Ciência do Solo, tendo em vista que os processos envolvidos nesses locais ainda são pouco conhecidos, principalmente nos manguezais de áreas de clima semiárido. Sendo a região do estuário do rio Acaraú – CE uma área inserida nesse contexto e com sazonalidade marcante, um estudo do solo e da água intersticial dessa área foi realizado com o objetivo de se avaliar o comportamento das espécies de ferro e enxofre, levando-se em consideração parâmetros tais como as variações estacionais da região, profundidade e presença ou não da vegetação, bem como a atividade microbiana. Para obtenção de um estudo detalhado desses solos, foram determinados pH, Eh, teor de matéria orgânica, sulfato e cloreto na água intersticial, salinidade, extração sequencial de ferro, bem como a respirometria em três áreas do manguezal do rio Acaraú com predomínio de plantas do gênero Rhizophora e Avicennia, bem como em uma área não vegetada. De uma forma geral, os dados obtidos mostram que os manguezais são áreas levemente ácidas ou até mesmo alcalinas, além de serem ambientes fortemente redutores. Dentre as frações de ferro analisadas, observa-se que suas concentrações variam entre as áreas, uma vez que as condições físico-químicas predominantes nos pontos de amostragem escolhidos são diferentes entre si. Além disso, observou-se que a transição do período chuvoso para o de estiagem promove um maior acúmulo de sais no solo, evidenciado pelos aumentos das concentrações dos íons e dos valores de salinidade. Nesse contexto, o aumento da taxa de evapotranspiração surge como fator determinante para mudanças nas condições físico-químicas do meio, pois promove uma circulação de ar no solo mais eficiente. Por fim, foi constatado que os parâmetros analisados e a presença da vegetação local possuem uma relação de interdependência bastante significativa e desempenham um papel fundamental na dinâmica do ecossistema. Além disso, observou-se que a sazonalidade marcante da região e os fatores por ela governados contribuem de forma direta para a oxidação de sulfetos, alterando a mineralogia e as características físico-químicas das águas intersticiais e solo desse manguezal.
Abstract: Mangroves ecosystems are complex and have a dynamic marked by the interaction of several factors, both biotic (vegetation, macrobiotics), and abiotic (temperature, rainfall, tidal range). The interaction of these factors influences directly the physicalchemical and biological environment, reflected in parameters such as pH and Eh. In mangrove areas, as conditions hydromorphism cause the prevailing form of procurement of energy is the bacterial sulfate reduction, which is directly related to the iron cycle of these locations. Given this, we see the need for further studies in this branch of Soil Science, in view of the processes involved in these places are still poorly understood, especially in mangrove areas in semiarid climate. Since the estuary of the river Acaraú – CE an area within this context and with marked seasonality, a study of soil and pore water of this area was conducted with the aim of evaluating the behavior of iron and sulfur species, taking into account parameters such as seasonal variation in the region, depth and presence or absence of vegetation, and microbial activity. To obtain a detailed study of soils, soil pH, Eh, organic matter content, sulfate and chloride in pore water, salinity, sequential extraction of iron and respirometry were done in three areas of mangrove river Acaraú predominantly plant the genus Rhizophora and Avicennia, as well as a non-vegetated area. Overall, our data show that mangrove areas are slightly acidic or even alkaline environments and are strongly reducing. Among the fractions analyzed for iron, it is observed that their concentrations vary between areas, since the physicochemical conditions prevailing at the sampling points chosen are different. Furthermore, we observed that the transition from rainy to dry season promotes a greater accumulation of salts in the soil, as evidenced by increases in ion concentrations and salinity. In this context, the increased rate of evapotranspiration emerges as a determinant for changes in the physicochemical conditions of the medium, because it causes a movement of air in the soil more efficiently. Finally, we found that the parameters measured and the presence of local vegetation have an interdependent relationship and play a very significant role in ecosystem dynamics. Furthermore, we observed that the marked seasonality of the region and the factors which it ruled directly contribute to the oxidation of sulfides by changing the mineralogy and the physico-chemical properties of soil and interstitial waters of mangrove.
Description: LOPES, C. C. Biogeoquímica de Ferro e Enxofre em Solos de um Manguezal no Contexto Semiárido Cearense (Acaraú). 2011. 109 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Solos e Nutrição de Plantas) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8729
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPCS - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_dis_cclopes.pdf2,04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.