Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9079
Title in Portuguese: Avaliação funcional e cognitiva de idosos na estratégia saúde da família
Title: Cognitive and functional evaluation of elderly in Family Health Strategy
Author: Dourado, Danielle Pereira
Advisor(s): Chaves, Emília Soares
Co-advisor(s): Ribeiro, Marco Tulio Aguiar Mourao
RIBEIRO, Marco Tulio Aguiar Mourão
Keywords: Idoso
Estratégia Saúde da Família
Cognição
Issue Date: 2014
Citation: DOURADO, D. P. Avaliação funcional e cognitiva de idosos na estratégia saúde da família. 2014. 77 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: A avaliação funcional é essencial para o estabelecimento de um diagnóstico, um prognóstico e um julgamento clínico adequados, que servirão de base para as decisões sobre os tratamentos e cuidados necessários às pessoas idosas. A avaliação cognitiva também deve ser realizada pelos profissionais de saúde na atenção primária, pois auxilia na identificação das principais alterações na saúde mental. O presente trabalho teve por objetivo geral avaliar a capacidade funcional e o estado cognitivo dos idosos residentes no Bairro Parque Universitário, em Teresina-PI. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, quantitativo, com amostra do tipo não probabilística intencional, realizado com 96 idosos residentes no Bairro Parque Universitário, Teresina-PI, de Agosto a Setembro de 2013. Os dados foram coletados em visita domiciliar, através de uma entrevista estruturada, utilizando-se questionário sociodemográfico, Escala de Katz, Escala de Lawton e Mini Exame do Estado Mental. Os dados foram organizados no programa Microsoft Office Excel 2007 e analisados após exportação para o Software IBM SPSS versão 21.0. Foi realizada análise descritiva dos dados com base na leitura das freqüências absolutas (n) e relativas (%) das variáveis categóricas. O estudo mostrou predomínio do sexo feminino (58,3%); da faixa etária de 60 a 69 anos (58,3%), de casados (40,6%), de aposentados (65,6%), com baixa escolaridade (96,8%) e com baixa renda (92,7%). Houve alta prevalência de doenças crônicas e de comorbidades. A maioria, 66,6% afirmou uso regular de medicamentos e apenas 26,0% relataram possuir cuidador. Quanto às atividades básicas da vida diária: 93,7% foram independentes e quanto às atividades instrumentais, apenas 37,5%. Identificou-se déficit cognitivo em 27,0%. Ressalta-se nesse estudo a relevância de identificar as necessidades de cuidados quanto à funcionalidade e à cognição para que se estabeleçam as intervenções adequadas na busca da independência e melhoria da qualidade de vida dos idosos na atenção primária.
Abstract: The assessment functional is essential to the establish of a diagnosis, prognosis and appropriate clinical judgment that will serve as a basis for decisions about treatments and care necessary for the elderly. The cognitive assessment should also be carried out by health professionals in primary care, because it helps in identifying the major changes in mental health. The present work had as general objective to evaluate the functional capacity and the cognitive status of elderly residents in Bairro Parque Universitário, Teresina-PI. This is a descriptive, cross-sectional, quantitative study, with sample of the type non-probabilistic intentional, performed with 96 elderly residents in Bairro Parque Universitário, Teresina, PI, from August to September 2013. Data were collected during home visits, through a structured interview, using a socio-demographic questionnaire, Katz Index, Lawton scale and Mini-Mental State Examination. The data were organized in Microsoft Office Excel 2007 and analyzed after export to IBM SPSS software version 21.0. Descriptive data analysis was performed based on the reading of the absolute frequencies (n) and relative (%) of categorical variables. The study showed a predominance of females (58.3%); age group of 60-69 years (58.3%), married (40.6%), retired (65.6%), low education (96.8%) and low-income (92.7%). There was a high prevalence of chronic diseases and comorbidities. Most of the elderly, 66.6% reported regular use of medications and only 26.0% reported having caregiver. As for the basic activities of daily living: 93.7% were independent and about instrumental activities, only 37.5%. It was identified a cognitive deficit in 27,0%. It is emphasized in this study, the relevance of identify the care needs as to the functionality and cognition, in order to establish appropriate interventions in search of independence and improving the quality of life of elderly people in primary care.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9079
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:MPSF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_dpdourado.pdf798,65 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.