Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9092
Title in Portuguese: Avaliação da qualidade da atenção pré-natal em 13 unidades da estratégia saúde da família no município de Juazeiro do Norte-CE
Title: Evaluation of quality of prenatal care in 13 units of the family health strategy in the municipality of Juazeiro do Norte-CE
Author: Oliveira, Cícera Rejane Tavares de
Advisor(s): Linard, Andréa Gomes
Co-advisor(s): Ribeiro, Marco Tulio Aguiar Mourao
Keywords: Cuidado Pré-Natal
Avaliação em Saúde
Qualidade da Assistência à Saúde
Issue Date: 2014
Citation: OLIVEIRA, Cícera Rejane Tavares de. Avaliação da qualidade da atenção pré-natal em 13 unidades da estratégia saúde da família no município de Juazeiro do Norte-CE. 2014. 106 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: Este estudo avalia a qualidade da atenção pré-natal, utilizando os componentes, estrutura, processo e resultados. O objetivo geral foi: avaliar a qualidade de atenção ao pré-natal realizado pelas equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) do município de Juazeiro do Norte–CE. Os objetivos específicos foram: avaliar os recursos físicos, humanos, materiais e organizacionais empregados na atenção pré-natal; avaliar as atividades técnicas realizadas pelos profissionais de saúde na atenção pré-natal; analisar os indicadores de resultados decorrentes da atenção pré-natal. Pesquisa avaliativa e avaliação normativa. O estudo de caso foi utilizado como estratégia metodológica. Realizada no ano de 2013, os dados foram obtidos a partir de três instrumentos. Os resultados mostram que nenhuma unidade de saúde apresentou todos os componentes da estrutura em conformidade. Os recursos físicos, materiais e organizacionais foram considerados com o padrão intermediário 66,2, 67,9 e 71,1% respectivamente. Contudo, os recursos humanos obtiveram padrão adequado, com 86,5%. A avaliação global da estrutura foi classificada em intermediária (68,3%). Quanto ao processo, verificou-se baixo registro de informações consideradas importantes no pré-natal. 76,5% das gestantes tiveram adequação no nível 1, porém quando associada aos exames laboratoriais (nível 2), o índice de adequação foi irrisório (1,2%). A essa condição, quando acrescentados os procedimentos clínicos e obstétricos (nível 3), evidenciou elevada inadequação (83,5%), sem registro de adequação. A análise dos indicadores, apesar de não refletir a realidade total do município, indicou iniquidades entre os diferentes estratos. Logo, aponta-se a necessidade de permanentes avaliações para o planejamento e a organização de ações de saúde, delimitando os aspectos mais fragilizados que carecem de investimentos, subsidiando reflexões e discussões entre profissionais e gestores, com intuito de melhoraria da qualidade da atenção pré-natal.
Abstract: This study evaluates the quality of prenatal care using the components, structure, process, and outcomes. It overall aimed to assess the quality of prenatal care conducted by teams of the Family Health Strategy (FHS) of the municipality of Juazeiro do Norte-CE, Brazil; evaluate the physical, human, material, and organizational resources applied in prenatal care; evaluate the technical activities conducted by health professionals in prenatal care; and analyze some outcome indicators arising from prenatal care. Evaluative research and regulatory review. As methodological strategy, we used the case study. Data collection happened in 2013 through three instruments. The results reveal that no health facility presented all structure components adequate. We considered the physical, material, and organizational resources as intermediate standard, with 66.2%, 67.9%, and 71.1% respectively. Human resources, however, obtained adequate standard, with 86.5%. We classified the overall assessment of the structure as intermediate (68.3%). As for the process, we verified low record of information considered important in prenatal. 76.5% of the pregnant women were adequate at level 1, but when associated with laboratory tests (level 2) the adequacy ratio was derisory (1.2%). When including clinical and obstetrical procedures (level 3) in this condition, we evidenced high inadequacy (83.5%), with no record of adequacy. The analysis of the indicators, despite not reflecting the full reality of the municipality, indicated iniquities among different strata. Therefore, we highlight the need for ongoing assessments for planning and organization of health actions, delineating the weaker aspects that need more investment, supporting reflections and discussions among professionals and managers, aiming to improve the quality of prenatal care.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9092
Appears in Collections:MPSF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_crtoliveira.pdf1,3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.