Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9318
Title in Portuguese: Secas no nordeste brasileiro diante de um cenário de mudanças climáticas
Title: Droughts in northeast Brazil in a scenario of climate change
Author: Campos, José Nilson Beserra
Studart, Ticiana Marinho de Carvalho
Lima, Henrique Costa
Keywords: Efeito estufa
Água - Evaporação
Aquecimento global
Mudanças climáticas
Clima - Região nordeste do Brasil
Issue Date: 1994
Publisher: Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste
Citation: CAMPOS, J. N. B.; STUDART, T. M. C.; LIMA, H. C. Secas no nordeste brasileiro diante de um cenário de mudanças climáticas. In: SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE, 2., 1994, Fortaleza. Anais... Fortaleza: ABRH, 1994.
Abstract in Portuguese: O Nordeste Brasileiro (NEB) está localizado em uma região onde se esperaria uma distribuição regular de precipitações. Entretanto, a região apresenta um clima semi-árido, caracterizado por uma pronunciada variabilidade espacial e temporal na distribuição de suas chuvas. O "Polígono das Secas", região que ocupa aproximadamente 80% da área total do NEB (1,5 milhões de Km2), tem evaporação anual entre 2400 e 3000mm e precipitação média anual abaixo de 800mm, concentrada em poucos meses. Os resultados dessas adversidades climáticas são secas freqüentes com sérias conseqüências sócio-econômicas para a Região: grande parte dos rurícolas é completamente dependente da agricultura de subsistência e, por conseguinte, muito sensível ao fenômeno; as secas trazem consigo, invariavelmente, a fome e o êxodo em massa para as grandes cidades. Atualmente, a comunidade científica internacional discute as mudanças climáticas e o "Efeito Estufa". Em um cenário de aquecimento global, um acréscimo nas taxas de evaporação certamente é esperado; por conseqüência, um incremento na precipitação média do globo também ocorrerá. O que acontecerá ao Nordeste, no que diz respeito às secas, em um cenário de maior evaporação? Quanto deverá crescer o total precipitado para contrabalançar esse efeito adverso? Estas são as questões que esse trabalho tentará responder.
Abstract: Northeast Brazil (NEB) is located in a region where a regular rainfall distribution should be expected. However, it has a semi-arid climate, characterized by a pronounced time and space variability in precipitation distribution. The “Drought Polygon”, region that covers eighty per cent of NEB’s total area (~1.5 million km2), has annual evaporation from 2400 to 3000mm and mean annual precipitation below 800mm, which is narrowly concentrated in few months. The result of these climatic adverse conditions are recurrent droughts (Secas) with serious social and economical effects: most of population of rural area are completely dependent upon agriculture and very sensitive to the phenomena; droughts in Nordeste regularly lead to famine and mass exodus. Nowadays, the world scientific community discuss climatic changes and greenhouse effect; in the scenario of global warming, an increase of evaporation should be certainly expected; in the same way, an expansion in precipitation must occur. What can happen to this Region, regarding to droughts, under a scenario of higher evaporation? How much should the precipitation increase to counterbalance it? That is the question that this paper will try to answer.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9318
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Appears in Collections:DEHA - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1994_eve_jnbcampos.pdf18,03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.