Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9467
Título: O impacto econômico da entrada da Vivo no mercado de telefonia móvel cearense
Autor(es): Gonçalves, Antonio Torquato Augusto
Orientador(es): DeSouza, Sérgio Aquino
Palavras-chave: Telefonia móvel
Data do documento: 2013
Citação: GONÇALVES, Antonio T.A. (2013)
Resumo: O setor da telefonia móvel no Brasil tem crescido muito nas últimas décadas. O país passou do período em que o governo detinha o monopólio estatal para o da privatização do setor. A telefonia móvel começou a se expandir em 1988 e já acumulava, no fim de 2012, 260 milhões de linhas aproximadamente. Quatro grandes operadoras dominam o mercado brasileiro: Vivo, Claro, Tim e Oi. A Vivo é a líder no âmbito nacional. No Estado do Ceará, foi a última a começar a operar. Para analisar o impacto causado pelo ingresso da Vivo no mercado cearense, adotou-se o modelo de Cournot, que relaciona índice de Lerner com concentração do mercado e elasticidade. Para calcular a evolução da concentração desse mercado, usou-se o índice de Herfindahl-Hirschman (HHI) e, para avaliar o poder de mercado, trabalhou-se com o índice de Lerner. A fim de tentar isolar o efeito do impacto causado pelo ingresso da Vivo, realizou-se um contrafactual. O poder de mercado, após a entrada da Vivo, reduziu 10,69% , enquanto que no contrafactual, o qual simula o mercado sem a Vivo, a redução foi apenas de 5,19%. O impacto econômico calculado entre a diferença do mercado real e do contrafactual foi de 5,5%. Realizou-se o mesmo trabalho para o Estado do Piauí, a fim de confrontar-se o resultado com outra área de atuação da operadora. O impacto econômico produzido foi de 22,27%. Isso mostra o efeito positivo causado pelo ingresso da Vivo nesses dois mercados analisados.
Abstract: The Brazilian cell phone industry becomes increasingly successful in the late decades. Indeed, in Brazil the government is not the state-owned telecommunication monopoly. With the prominent introduction of the service into the ceareanse market in 1988, it has lured over 260 million telephone lines by late 2012. The four Brazilian´s dominant telecommunications companies are Vivo, Claro, Tim and Oi. Vivo is the national leader, though it operates in Ceara only recently. Vivo has tightened its grasp on the local phone market, as in consequence one intends to assess its results by means of Cournot model, which is related with the Lerner index. This one puts much greater emphasis on the market concentration and elasticity. To calculate the evolution in the remaining market, the Herfindahl-Hirschman index is applied, and to evaluate the market consistence, one considered Lerner index. Besides, we take a contrafactual test in which Vivo advantages are considered in isolation. Rather, the market force, after Vivo´s introduction, down from 10,69 per cent, while in face of contrafactual test, i.e, without Vivo, accounted for only 5,19 per cent. From the economics viewpoint, the difference between the real market and contrafactual was 5,5 per cent. The same research was done bearing in mind Piaui state, in order to compare how the company operated in another area. The economics gains was 22,27 per cent. This just shows the valuable gains issued from Vivo´s introduction in the two states.
Descrição: GONÇALVES, Antonio Torquato Augusto. O impacto econômico da entrada da vivo no mercado de telefonia móvel cearense. 2013. 39f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9467
Aparece nas coleções:CAEN - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dissert_atagoncalves.pdf205,78 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.