Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1117
Título: A luta entre impulso de vida e morte em “Viver! ”de Machado de Assis
Autor(es): SANTOS, Adilson dos
Palavras-chave: Assis, Machado de, 1839-1908 - conto “Viver!”, de Machado de Assis - Crítica e interpretação
Vida
Morte na literatura
Interpretação de sonhos
Longevidade
Morte
Data do documento: 2006
Editor: Revista de Letras
Citação: SANTOS, A. (2006)
Resumo: O conto “Viver!”, de Machado de Assis, ambientase no sonho de Ahasverus, o judeu condenado a vagar pelo mundo imortalmente por ter empurrado Jesus no seu percurso para a crucificação. Este aspecto onírico mostra-se revelador para a compreensão do protagonista, uma vez que, da leitura de seu sonho, o leitor consegue chegar às suas aspirações mais profundas. O conto o apresenta como sendo o último dos homens e, por esta razão, prestes a morrer, já que a pena imposta duraria até o findar da espécie humana. À primeira vista, tal condenação se caracterizaria como sendo por demais funesta. Nesse sentido, para ele, morrer seria um alívio. Todavia, até então, a morte estava excluída de seu horizonte. Não poderia perder a vida, visto que havia perdido a morte, o que demonstra que a pena imposta lhe foi igualmente conveniente, pois lhe garantiu a longevidade. A situação vivida em seu sonho vem justamente assinalar aquilo que o judeu mais anseia: viver.
Abstract: The short story “Viver!”, by Machado de Assis, takes place in the dream of Ahasverus, the Jew who was condemned to restless wandering around the world without being allowed to die as a punishment for pushing Jesus on His way to crucifixion. This onirical aspect shows itself revealing for our comprehension of the protagonist. By reading his dream, the reader can understand Ahasverus’s deepest aspirations. The short story presents the Jew as being the last men on Earth and, for this reason, on the verge of dying, since the punishment would last only until the end of mankind. At first, such a sentence would be characterized as disgraceful. In that sense, for him dying would be a relief. However, up to that time, death had been excluded from his horizon. He could not lose his life because he had lost death. This shows that the condemnation was also a reward, because it provided him with longevity. In this way, the situation experienced in his dream indicates what he most wishes for: to live.
Descrição: SANTOS , Adilson dos. A luta entre impulso de vida e morte em “Viver!” de Machado de Assis. Revista de Letras, Fortaleza, v. 1-2, n. 28, p. 101-104, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1117
ISSN: 01018051
Aparece nas coleções:DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_art_AdosSantos.pdf69,14 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.